Frutos do Sítio

Para quem não está acostumado, não percebe que esta muvuca de plantas formam um canteiro de alimentos.

Aprendi que no verão não adianta plantar hortaliças folhosas ou plantas sensíveis ao calor. Por esta razão, logo no inicio do verão planto tubérculos que se desenvolvem bem na alta temperatura e são resistentes a excesso de chuva ou falta dela.

Colheita de um canteiro: entre inhames, gengibre, cúrcuma, batata doce e yacon, mais de 30 quilos de alimento.

Apos a colheita o canteiro será preparado para hortaliças de outono/inverno (alface, rúcula, beterraba, almeirão…)

_________________________________________________

Este é um comentário de nossa amiga “virtual” Neide Rigo, editora do blog come-se.blogspot.com. Conhecemo-nos trocando informações sobre o cacau-do-maranhão Bombacopsis glabra, mas há muito tempo já vínhamos fazendo pesquisa em seu precioso blog.

“Hoje, enquanto olhava pela janela do avião e via nossa terra recortada em desenhos obtusos, pensava no quão danosa é esta agricultura praticada na maior parte do país. Paisagem monótona, terra em ferida aberta e, quando coberta de verde, sabe-se mais ou menos com o quê: soja, milho, soja, cana, comodites. Mata ciliar, cadê? No lugar dela, rios despudorados à força. Casa de agricultor, onde? No imenso tapete verde ou depilado, tratores trabalham mais e o grande produtor está lá bem longe com o controle remoto. E a comida que comemos? Pasme, a maior parte vem da agricultura familiar….

…Daí me ponho a pensar que há outras paisagens por aí além daqueles recortes monótonos que vi do alto, outras formas de cultivo além das monoculturas envenenadas, formas diversas de enxergar o alimento além das embalagens e outros prazeres além do consumismo exagerado.

Há outras formas de se conseguir comida além dos grandes supermercados; outras bebidas além da coca-cola; outros feijões além do carioquinha; outras verduras além da alface; outros amidos além da maisena; outras raízes e tubérculos além das batatas, outros peixes além do salmão, linguado e robalo; outras gorduras além do óleo de soja; outras frutas além do morango; doces além do bolo de caixinha, outras formas de cozinhar além do aquecer no microondas e outros aromas além dos cubos. E claro, muitos outros.”

Fonte http://come-se.blogspot.com/2010/03/terra-madre-brasil-2010-comecou.html

__________________________________________________________________

AVISO AOS INTERESSADOS EM  FRUTAS, MUDAS E SEMENTES.

NÃO COMERCIALIZAMOS AS FRUTAS QUE MOSTRAMOS NESTE SITE, E NÃO ENVIAMOS MUDAS OU SEMENTES PELO CORREIO, mas postamos os pedidos nesta página para os internautas e interessados fazerem diretamente as suas trocas. Por isso é importante colocar o estado e cidade que vocês residem, bem como seu e-mail, pois pode haver alguém muito próximo que cultiva a planta que você procura, facilitando muito a troca.

__________________________________________________________________

Inhame – Colocasia antiquorum

Descrição: Herbácea perene, com rizomas bastante feculentos e caule delgado. Possui folhas alternas, de coloração verde a amarela, brilhantes, peltado-ovais, com lobo anteriores levemente agudos, os posteriores menores, ovais, obtusos com quatro ou cinco nervuras laterais em cada página. Os pedúnculos mais curtos que os pecíolos. Apresenta espata de tubo lanceolado e espádice com apêndice agudo.

Cultivo: O inhame é uma herbácea de região tropical e subtropical, que se multiplica através de tubérculos. É considerada planta daninha nos bananais e em outras culturas perenes. Vegeta principalmente em brejos e terrenos bastante úmidos.

Propriedades: A espécie Colocasia antiquorum Schott. fornece uma espécie de batata, que mede aproximadamente 48 centímetros de diâmetro, contendo uma substancia consistente, macia e doce. Quando pouco cozidas, estas batatas possuem sabor acre e irritam a garganta, mas bem cozidas tornam-se muito agradáveis ao paladar sendo por isso bastante apreciadas como alimento principalmente pelas populações de baixa renda e também nas zonas rurais. O inhame pode ser empregado em guisados, sopas, ensopados etc. Pode também ser ingerido como sobremesa, sendo que neste caso deve-se cozinhá-lo sem sal e servi-lo com açúcar, melado ou mel de abelhas. Dizem que as folhas também se constituem em um ótimo alimento quando refogadas com tempero, parecendo um pouco com a couve. Os criadores de suínos utilizam os inhame para a engorda de porcos, constituindo urna boa forragem.

O inhame limpa o sangue
É um dos alimentos medicinais mais eficientes que se conhece: faz muitas impurezas do sangue saírem através da pele, dos rins, dos intestinos. No começo do século já se usava elixir de inhame para tratar sífilis. Acredita-se que foi uma das primeiras plantas cultivadas no planeta.

Fortalece o sistema imunológico
Os médicos orientais recomendam comer inhame para fortificar os gânglios linfáticos, que são os postos avançados de defesa do sistema imunológico. Curioso que a forma do inhame seja tão semelhante à dos gânglios. Ele é riquíssimo em zinco, que aumenta nossas defesas.

Evita malária, dengue, febre amarela
A presença do inhame no sangue permite uma reação imediata à invasão do mosquito, neutralizando o agente causador da doença antes que ele se espalhe pelo corpo. Aldeias inteiras morreram de malária depois que as roças de inhame foram substituídas por outros plantios.

É mais poderoso que a batata
E tem a vantagem de ser nativo, enquanto a semente da batata é importada. Inhame dá com fartura em qualquer lugar úmido. Em vez de apodrecer na cesta, como a batata, ele brota e produz mais inhames. Nas mulheres aumenta a fertilidade porque contém fitoestrógenos, hormônios vegetais, importantes na menopausa e após.

Medicinal é o pequeno, cabeludo
Marronzinho por fora, com a pele variando de roxo a branco. Existem ainda o inhame-do-norte e o cará, maiores e mais lisos, que são muito bons para comer mas não têm o mesmo poder curativo do inhaminho (também chamado de inhame chinês ou cará chinês).

A folha parece com a taioba
É da mesma família; ao contrário do que se pensa, a folha do inhame também serve para comer, cozida ou refogada. Às vezes pinica muito, como a taioba, que às vezes não pinica.

Se pinicar é porque tem muito ácido oxálico
que se apresenta em forma de cristaizinhos finos como agulhas e, nesse caso, não deve ser comido cru. Como há muita variação nos cultivares de inhame, o conteúdo de ácido oxálico (que pode dar pedra nos rins e dificultar a absorção de cálcio e ferro) também varia. O inhame branco japonês parece ser o mais apurado de todos, com teor baixíssimo do ácido.

Emplastro de inhame puxa tudo:
furúnculos, quistos sebáceos, unhas encravadas, verrugas, espinhas insistentes, farpas ou cacos de vidro que entram nas mãos ou nos pés. Desinflama cicatrizes, elimina o sangue pisado de contusões, abcessos e tumores. Pode ser usado imediatamente após fraturas ou queimaduras para evitar inchaço e dor, e também em processos inflamatórios de hemorróidas, apendicites, artrites, reumatismos, sinusites, pleurisias, nevralgias, neurites, eczemas. Em caso de tumor no seio ou em outros lugares junto à pele é ótimo usar o emplastro de inhame durante uma semana antes de operar, pois ele vai aumentar esse tumor atraindo toda substância semelhante que houver no interior do corpo e evitar outros tumores. Serve ainda para baixar febres.

Aqui vão algumas receitas com Inhame, para saber mais acesse o site: http://correcotia.com/inhame/index.html

Cozido no vapor
Ponha alguns inhames com casca e tudo na parte superior da cuscuzeira, ou numa peneira sobre uma panela com água fervendo, e tampe. Depois de meia hora espete com o garfo para ver se estão macios. Nessa altura a casca solta com muita facilidade, basta puxar que sai inteirinha. É aí que o inhame tem o sabor mais simples e gostoso.

Purê de inhame
Depois de cozinhar os inhames no vapor ou na água, solte a casca e amasse com um garfo; junte um pouquinho de manteiga e de sal marinho, ou molho de soja, e misture bem. Só precisa ir ao fogo de novo se for para esquentar.

Pastinhas de inhame
São ótimas para passar no pão e substituem muito bem as pastas de queijo nas festas. A base é um purê de inhames cozidos e amassados, ao qual se acrescentam azeite ou manteiga, folhas verdes picadinhas (salsinha, manjericão, coentro, cebolinha) ou orégano; uma beterraba cozida e batida no liquidificador com inhame e um tantinho de água vai produzir uma pasta rosada; inhame batido com azeite, alho, água e sal faz uma delícia de molho tipo maionese. Use a criatividade e ofereça aos amigos uma coisa nova de cada vez!

Inhame sauté
Depois de cozidos e descascados, corte os inhames em rodelas ou pedaços; esquente manteiga ou azeite numa frigideira; ponha os inhames, e sobre eles bastante folhas verdes picadinhas (salsa ou cebolinha ou manjericão ou coentro ou orégano ou…); umas pitadinhas de sal marinho; mexa rapidamente, baixe o fogo e deixe grudar um pouquinho no fundo para ficar crocante.

Sopa de inhame com misso
O misso, que é desintoxicante, é um alimento tradicional japonês muito usado como tempero, feito de soja fermentada com cereais e sal. Vem em forma de pasta. É muito rico em enzimas, proteínas e vitamina B12, devido ao seu processo de fermentação. Limpa o pulmão dos fumantes, restaura a flora intestinal, e acima de tudo dá um gosto todo especial à sopa. Portanto cozinhe os inhames descascados com o mesmo tanto de água, uma ou duas folhinhas de louro e alguns dentes de alho inteiros; depois bata no liquidificador para obter um creme fino. Acrescente o misso, na base de uma colher de chá cheia por pessoa, ou dissolva com um pouco d’água numa tigelinha e deixe que cada um se sirva como quiser. (Algumas pessoas vão preferir sal.) Cebolinha verde picada, por cima, combina muito.

Pizza de frigideira
Rale inhames crus, misture com farinha de arroz ou de milho, tempere a gosto; achate a massa numa frigideira antiaderente e deixe assar dez minutos de um lado, dez do outro. Com alguma prática dá para fazer isso numa chapa bem quente, levemente untada. O ponto da massa não deve ser nem seco nem aguado.

Fonte da pesquisa: Flora Brasileira, Editora Três Livros e Fascículos e http://correcotia.com/inhame/index.html

__________________________________________________________________

MANÁ CUBIU – Solanum Sessiliflorum

O Mana Cubiu (Solanum Sessiliflorum Dunal) é uma hortaliça da Amazônia, domesticada pelos índios, que pode produzir até 100 t/ha de frutos ricos em sais minerais e vitaminas. O Mana Cubiu (Solanum sessiliflorum) é um fruto bastante nutritivo de sabor e aroma agradáveis. Na Amazônia, o cubiu é usado pelas populações tradicionais como alimento, medicamento e cosmético. Imensurável é a riqueza contida na biodiversidade de nossa floresta Amazônica. Prova disso é o MANÁ CUBIU, também conhecido como CUBIU, TOPIRO, COCONA, TOMATE DE ÍNDIO, ORINOCO APPLE E PEACH TOMATO. Fruta nativa da Amazônia Ocidental e domesticada a séculos pelos índios pré-colombianos o MANÁ CUBIU vem sendo estudado há 18 anos pelos Cientistas e Pesquisadores Professores: Dr. Danilo Fernandes da Silva Filho e Dra. Lúcia Kiyoko Ozaki Yuyama, e há 25 anos pelo INPA – Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Ministério da Ciência e Tecnologia), estudos e pesquisas financiadas pelo PPG-7/FAO/ONU. Por conter um alto teor de NIACINA (vitamina B3) e princípio ativo também contido na berinjela (contém 3 vezes mais que a berinjela) , o MANÁ CUBIU é um verdadeiro presente da nossa Amazônia. Com propriedades provenientes da sua riqueza em vitaminas, o Maná Cubiu certamente veio para estar presente na alimentação daqueles que cuidam da saúde. Sem que nenhum estudo científico tenha sido realizado a respeito até o presente momento, sabe-se que os índios peruanos WAONRANI utilizam seus galhos, folhas e raízes como poderoso cicatrizante e analgésico em ferimentos externos, queimaduras e contra picadas de aranha bem como seu suco é utilizado para dar brilho e revitalizar os cabelos. Além da NIACINA o MANÁ CUBIU é muito rico em fibras, fósforo, vitamina C e PECTINA, substância utilizada para dar ponto em doces e geléias.

CURIOSIDADE: o Maná Cubiu (Solanum Sessiliflorum ) é facilmente confundido com o seu “primo” andino Naranjilla ou Lulo (Solanum quitoense) que é da sua mesma família. Os seus frutos também são consumidos in natura ou em sucos como o nosso Maná. Fonte da informação: Frutas Brasileiras e Exóticas Cultivadas, Harri Lorenzi, página 625.

Composição média por 100 gramas de polpa do Maná Cubiu:

Água: 88,50 gramas – Proteína 0,90 gramas – Fibra 9,20 gramas – Cinzas  0,70 gramas – Cálcio 16,0 miligramas – Fósforo 30,00 miligramas – Ferro 1,50 miligramas – Caroteno 0,18 miligramas – Tiamina 0,06 miligramas – Riboflavina  0,10 miligramas – Niacina  2,25 miligramas – Ácido ascórbico 4,50 miligramas

Fonte: http://www.naturalviver.com.br/mana.htm

__________________________________________________________________

AmoraBrancaRubusniveusRaspberry-do-morro ou amora branca (Rubus niveus)

Este tipo de amora com espinhos aqui no Curupira chamamos de amora branca, por causa da coloração esbranquiçada do caule desta plantinha. É uma fruteira subtropical, nativa do Himalaia, Índia, parte da China e Filipinas e cultivada ocasionalmente nas regiões sul e sudeste do Brasil. É um arbusto muito espinescente, caducifólio, de ramos longos e escandentes de curta duração, um tanto semelhante ao “raspberry” europeu. O fruto é do tipo agregado, globoso-achatado, carnoso, com muitas sementes pequenas, de sabor adocicado muito agradável e a maturação ocorre durante a primavera. Os frutos podem ser consumidos na sua forma natural ou em geléias. Sua multiplicação pode ser por rebentos basais. Fonte da pesquisa: Frutas Brasileiras e Exóticas Cultivadas – Harri Lorenzi.

__________________________________________________________________

Joá-de-capote (Physalis angulata)

physalis2 copy

Physalis é uma fruta bem interessante: considerada exótica, é encontrada no mercado a preços elevados, mas, apesar disso, no Norte e Nordeste do nosso país ela é comum nos quintais e chamada por nomes bem brasileiros: camapum, joá-de-capote, saco-de-bode, bucho-de-rã, bate-testa e mata-fome.

Essa variedade nativa é a Physalis angulata, da família das Solanáceas, a mesma do tomate, da batata, do pimentão e das pimentas. Originária da Amazônica e dos Andes, a physalis possui variedades cultivadas na América, Europa e Ásia.

Na Colômbia, é conhecida como uchuva e no Japão, como hosuki. É uma planta arbustiva, que pode chegar aos dois metros de altura. As frutas são delicadas, pequenas e redondas, com coloração que vai do amarelo ao alaranjado, envolvidas por uma folha fina e seca, em forma de balão. Com sabor doce, levemente ácido, a physalis é consumida ao natural e usada na preparação de doces, geléias, sorvetes, bombons e em molhos de saladas e carnes. É rica em vitaminas A, C, fósforo e ferro, além de alcalóides e flavonóides.

Seu lado medicinal não deixa a desejar: é conhecida por purificar o sangue, fortalecer o sistema imunológico, aliviar dores de garganta e ajudar a diminuir as taxas de colesterol. A população nativa da Amazônia utiliza os frutos, folhas e raízes no combate à diabetes, reumatismo, doenças da pele, bexiga, rins e fígado.

A planta tem sido estudada também por fornecer um poderoso instrumento para controlar o sistema de defesa do organismo, diminuindo a rejeição em transplantes e atacando alergias. Pesquisadores da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) da Bahia identificaram substâncias com esse potencial na Physalis angulata e já solicitaram patente sobre o uso delas. Testadas por enquanto em camundongos, espera-se que as fisalinas (chamadas de B, F e G) tenham um efeito tão bom quanto o das substâncias usadas hoje para controlar o sistema imune, mas com menos efeitos colaterais, quando forem usadas em pacientes humanos.

“Em geral, ela é usada na forma de chá ou infusão”, diz Milena Soares, pesquisadora da Fiocruz. A erva cresce na América Latina e na África, e as moléculas que produz, as fisalinas, atraíram a atenção dos cientistas porque pertencem ao grupo dos corticosteróides, usados hoje para controlar o sistema imune. “Essas substâncias já tinham sido descritas, mas nós fomos os primeiros a estudar suas propriedades”, conta Soares. O trabalho foi publicado na revista científica “European Journal of Pharmacology” (www.sciencedirect.com/science/). Se for comprovado que as substâncias causam menos efeitos colaterais, a pesquisadora diz que os pacientes com o sistema imune hiperativo seriam poupados de inchaços ou da diminuição da produção de células do sangue na medula óssea, causada pelos medicamentos utilizados hoje.

physalis copyCultivo

A physalis é uma planta rústica, que exige poucos cuidados, e que até agora não apresentou uma doença significativa que possa ser grande ameaça ao cultivo. Desenvolve-se bem em regiões quentes, de clima tropical e subtropical, mas tolera bem o frio.

Antes de plantar, é aconselhável realizar análise de solo, que deve ser preparado com as mesmas recomendações para o cultivo do tomate. Os melhores solos são os areno-argilosos e pouco ácidos. A semeadura é feita em bandejas de isopor com 128 células, copos plásticos ou saquinhos de polietileno, com substrato para hortaliças, usando-se uma semente por célula, copo ou saquinho. A germinação se dá em cerca de 20 dias.

Quando as plantinhas estiverem com mais ou menos 20 centímetros de altura podem ser transferidas para o local definitivo. Plantam-se grupos de quatro mudas, distantes 30 centímetros uma da outra, em forma de quadrado (uma planta em cada canto). No centro, coloca-se uma vara de bambu ou madeira com cerca de dois metros de altura, para que as plantas sejam amarradas até o final da produção. O espaçamento entre as linhas é de dois metros. A colheita começa quatro meses depois do plantio e estende-se por seis ou oito meses. Cada planta produz até três quilos de frutas.

Curiosidades sobre a Physalis

* No Brasil, a variedade nativa é a Physalis angulata
* No Japão, existe variedade de cor vermelha chamada hosuki. Lá, anualmente, acontece a Festa do Hosuki
* As variedades capsicifolia, esquirolii, lanceifolia, linkiana e ramosissima encontram-se espalhadas pela América, Europa e Ásia
* Apesar de ser bastante rústica e exigir poucos cuidados, é imprescindível o controle de insetos a partir da floração
* Utilizando-se o tutoramento, como nos plantios de tomate ou pimentão, é possível obter uma produção maior em menos tempo
* A physalis também é utilizada como tira-gosto em degustações de vinho
* Na Austrália, a physalis rende uma conserva fina exportada para vários países
* Em Paris é servida em restaurantes elegantes, coberta com chocolate
* Estudos científicos recentes estão revelando que a planta apresenta forte atividade como estimulante imunológico e efeito antiviral contra os vírus da gripe e herpes. Contém alto teor de vitaminas A, C, fósforo e ferro, além de flavonóides, alcalóides, fitoesteróides, alguns recém descobertos pela ciência
* A physalis é rica em carotenóides. Os carotenóides estão na lista dos compostos bioativos considerados funcionais, ou seja, aqueles capazes de prevenir doenças. São corantes naturais capazes de afastar males como cegueira noturna, catarata e até câncer
* A fruta também pode ser encontrada no comércio em forma liofilizada em cápsulas

Ficha da Planta

Plantio: qualquer época do ano
Solo: areno-argiloso, rico em matéria orgânica e com pH entre 5,5 e 6
Clima: tropical e subtropical, mas tolera bem o frio
Colheita: a partir de 120 dias depois do plantio das sementes; pode estender-se por um período de por seis ou oito meses. Cada planta produz até três quilos de frutas.

Receita deliciosa com Physalis

Quem quiser experimentar esta delícia de fruta, pode preparar a receita criada pelo site http://www.physalis.com.br – Aí vai:

Kudamono (Sashimi de physalis)
Ingredientes: 4 bananas nanicas, 2 maçãs, 8 physalis, 2 carambolas, 8 cerejas, 2 laranjas, açúcar de confeiteiro o quanto baste, 300 ml de creme de leite fresco, 300 ml de leite integral, 80 g de açúcar, 1 fava de baunilha, 2 colheres de sopa de maisena (rasa), 4 gemas.
Modo de fazer: Misture o creme de leite e o leite e acrescente a fava de baunilha aberta e raspada. Leve ao fogo e retire antes de levantar fervura, reserve. Bata as gemas com o açúcar e a maisena e dilua o composto com o creme de leite e o leite reservado. Leve ao fogo brando e mexa ate alcançar a textura desejada, reserve. Distribua o creme de baunilha no centro de cada prato e decore com as frutas devidamente trabalhadas, salpique com o açúcar de confeiteiro.

Fontes de Pesquisa: Revista Globo Rural, Revista Isto É, Universidade de Los Andes e Depto. Ministério de Agricultura y Desarrollo de Colômbia, Plantas Medicinales, http://www.anbio.org.br e www.physalis.com.brwww.jardimdeflores.com.br/floresefolhas/A46physalis.htm

__________________________________________________________________

Meloncito, meloncito-dos-andes, pepino-doce ( Solanum muricatum

melãonzinho dos andes 15cmO melonciteiro é uma frutífera nativa dos Andes e cultivada há séculos por povos pré-colombianos conforme atestam as pinturas sobre potes daquela época; introduzida recentemente no Brasil, já é cultivada em pequena escala. É uma herbácea perene, caducifólia, de ramos decumbentes com enraizamento nos nós, de menos de 50 cm de altura. Folhas simples, mas algumas vezes compostas, membranáceas, ligeiramente discolores, gradas, de 6-12 cm de comprimento, com nervuras impressas em cima e salientes na face inferior. Flores andróginas, agrupadas em pequenas eflorescências terminais, formadas durante quase o ano inteiro. Frutos elipsóides, de casca lisa e fina, com polpa suculenta e adocicada; maturação no verão. Os frutos são consumidos principalmente in natura e em saladas. Multiplica-se por sementes ou estacas. Fonte de pesquisa: Frutas Brasileiras e Exóticas Cultivadas, Harri Lorenzi.

____________________________________________________________

 Açafrão-da-terra (Curcuma longa)

“Seu valor medicinal é tão grande que faz toda comida virar remédio.”

açafrãodaterra 15cmTemperar é preciso, comer não é preciso. Alimentos podem encher a barriga, mas o que lhes dá mais alcance, profundidade e transcendência são as especiarias.
A cúrcuma, que em inglês se chama turmeric e em hindu haridra, é um desses temperos com os quais a vida melhora muito. E seu valor medicinal é tão grande que faz toda comida virar remédio.
Na feira você vai encontrá-la em forma de um pó amarelo-ouro que realça o sabor da comida e dá cor a qualquer coisa, do curry indiano à roupa dos monges. É boa para a pele, baixa o colesterol, protege o fígado, atua contra o câncer, trata a artrite, ajuda a digestão das proteínas, promove a absorção e regula o metabolismo, além de ser antiinflamatória, antimicrobiana, antioxidante, depurativa, desintoxicante, calmante e protetora do sistema cardiovascular. Chega? Não: faltou dizer que ajuda a formar o muco protetor do estômago e é muito útil em gripes, resfriados e dor de garganta. Seu apelido “açafrão-da-terra” se deve à semelhança da cor da cúrcuma com a dos caríssimos estigmas da flor de açafrão, Crocus sativus, que dão um inigualável aroma e cor amarelada aos pratos com eles preparados na Espanha, na Índia, no Irã. Cento e cinquenta mil flores são necessárias para produzir um quilo de estigmas de açafrão – minúsculos filamentos que, dentro da flor, recolhem o pólen.
Já a cúrcuma (Curcuma longa) é irmã do gengibre e da galanga: fora da terra dá folha e flor, dentro guarda em segredo uns dedinhos tortos, marrom-alaranjados, que se pode usar frescos no inverno, quando são colhidos, para depois cozinhar no vapor, secar e moer os que sobrarem. Frescos: ralar, espremer, juntar o caldo no tempero do camarão, do peixe, do frango, do arroz ou dos legumes na hora de refogar. Em pó: guardar num vidro, misturar com outros temperos como fazem na Índia, usar um pouquinho em tudo o que for cozinhar – 1/4 a 1/2 colher (chá) por dia no total. Combina bem com gengibre, cardamomo, semente de coentro. Misturada a gorduras, a absorção (da cúrcuma) aumenta.
CHÁ Para gripe ou resfriado persistentes: 1 colher (chá) de cúrcuma em pó, 500 ml de água fervendo. Deixar em infusão durante 10 minutos. Tomar 3 vezes ao dia com um pouquinho de mel.
LAMBEDOR Para dor de garganta, polvilhar 1 colher (chá) de mel com pitadinhas de cúrcuma e lamber devagarinho http://www.soniahirsch.com/2009/04/curcuma-ou-acafrao-da-terra-todo-dia.html - Sonia Hirsch – jornalista, escritora, editora e única autora da Correcotia

Um pouco mais sobre a cúrcuma

Muita gente confunde cúrcuma com o açafrão, a especiaria rara que colore e dá sabor à paella. A cúrcuma também confere sabor e dá cor, só que com personalidade muito própria. Aliás, muita paella por aí recebe um reforcinho extra deste corante (quando não de amarelo tartrazina), já que é infinitamente mais barato. Mas, pela similaridade de atitude, pode ser chamada de açafrão-da-terra ou açafrão-da-índia, embora haja um abismo de diferenças entre este tubérculo e os estigmas da flor de açafrão, caríssimos. Por aqui recebe ainda outros nomes: gengibre-dourado, açafrão-do-amazonas ou açafrão-de-raiz. Por sinal, os nomes revelam muito de sua natureza colorífica, afinal açafrãoZa´faran, que quer dizer amarelo, assim como o persa kurkum ou o sânscrito kum-kuma, que deram origem ao nome científico Curcuma longa. Em inglês é turmeric, que vem do latim terra merita ou mérito da terra. Foto acima: Simone e Poruga ao lado de um canteiro de cúrcuma.

Hoje a gente encontra cúrcuma no Brasil todo e em todos os países tropicais, mas a planta é nativa do Sul e Sudeste Asiático. Da família das zingiberáceas, como o gengibre, a parte de maior interesse da cúrcuma são os rizomas que crescem debaixo da terra, de coloração laranja ou avermelhada. Na Ásia, já era usada como especiaria, corante e remédio há 4 mil anos. Hoje é usada na fitoterapia, com efeitos comprovados, como digestiva, estimulante da vesícula biliar, hepatoprotetora e imunoestimulante. Além disso, o pigmento de nome curcumina age como potente antioxidante.
É um tempero comum em vários países asiáticos, especialmente na Índia. É o que dá aquela cor amarela parte parte do sabor na maioria dos curries indianos e entra em quase todos pratos de carne, vegetais ou grãos. Não é muito fácil ser encontra fresca, como estas que colhi em Fartura, mas, quando recém-colhida, tem uma fragrância fresca e sabor algo amargo e picante. O que se acha no mercado é o produto em pó fino, resultado da secagem e trituração dos tubérculos, com perfume almiscarado e sabor lembrando um pouco o gengibre. Na Indonésia, as folhas frescas, com delicioso perfume de manga verde, também são usadas como aromatizante em pratos com molho ou sopas. O fato é que cada país que cultiva tem hoje seus usos mais comuns. No Brasil costuma ser usada para colorir arroz, pratos com galinha, peixe ou frutos do mar. E, embora não seja comum, em alguns países aparece em pratos doces como no bolo libanês Sfoof, feito com semolina.

Cultive você mesmo

Se tiver a sorte de encontrar cúrcuma fresca por aí (quando é época – agora – costuma aparecer em alguns supermercados e hortifrutis), enterre algumas para ver brotarem as folhas e use como tempero (ou espere um pouco mais e colha novos rizomas). Para conservar frescas, lave bem e congele. Na hora de usar, espere descongelar um pouco e rale. Mas use luvas e uma tábua que possa ser manchada, pois ela tinge tudo o que passar por perto. E lembre-se que uma parte do pó equivale a duas do produto fresco. Ou mais. Se quiser secar, é só fatiar fino, deixar secando na sombra seca e depois triturar no liquidificador.

Brinque de tingir

O pigmento da cúrcuma é muito sensível à alcalinidade, principalmente quando aquecido. Junto com bicarbonato ou fermento químico, nos bolos, por exemplo, ganhará uma linda cor vermelha. Adicione 1 colher (chá) para cada 300 g de farinha e o bolo ficará amarelinho. Se usar o dobro, o bolo poderá ficar vermelho e ainda ganhará um toque intrigante de especiaria, que poderá ser intensificado com um pouco de erva-doce ou canela em pó.

Faça um teste: coloque um tanto de cúrcuma em água e leve para ferver. Mergulhe aí um pedaço de pano branco. Ele deve ficar amarelo. Se quiser, fixe com sal. Aponte agora um pedaço de sabão como lapis e escreva ou faça desenhos sobre o pano ainda molhado. O sabão, que é alcalino, produzirá riscos vermelhos. Se arrependeu? quer apagar tudo? é só lavar tudo com vinagre que a cor amarela volta ao normal. Por isto, se manchar uma roupa com cúrcuma ou curry, não passe sabão. Se não, só mudará a cor da mancha para pior. Melhor lavar só com água ou com limão ou vinagre branco.

Fonte: http://come-se.blogspot.com/2009/07/e-hora-de-colher-curcuma.html

____________________________________________________________

Inhame chinês ou taro.

inhame2A vantagem é que taros (antes, conhecidos como inhames) duram uma eternidade fora da geladeira, em local fresco. É um ótimo recurso energético que substitui o pão no café da manhã (cozido, com manteiga) e as batatas nos cozidos, inhoques, purês, bolinhos, sopas, gratinados. Assim como a mandioca, pode fazer escondidinhos, pães macios, sopas e suflês. inhameE em comparação com a batata, além de durar mais, não é tóxico quando começa a brotar, diferente daquela que, em poucos dias brota, fica esverdeada e vira uma bomba de solanina, um componente tóxico aumentado nestas situações. Outra coisa boa é que taros são rústicos no cultivo – estes, de Fartura, crescem no brejo, sem cuidado algum. E, mesmo os vendidos no mercado levam muito menos ou nenhum defensivo químico. Já as batatas… http://come-se.blogspot.com/2008/08/um-bitelo-de-um-taro-inhame.html

____________________________________________________________

Cará-moela, cará-do-ar ou inhame-do-ar: Dioscorea bulbifera

cara-02-15-cm

O cará- moela pode ser considerado a “batata da agrofloresta”. Cresce muito bem em meia sombra dentro da agrofloresta no seu estágio de desenvolvimento, onde predominam as espécies da mata secundária. Pode ser plantado junto ao tronco de árvores frutíferas como aparece na foto ao lado.

Produz bulbos aéreos arredondados ou em forma de moela. Na África, essa espécie pode alcançar até 2 kg. Diferente do “cará-da-terra”, o Dioscorea alata (foto abaixo), mais comum, que dá o tubérculo embaixo da terra e é a espécie mais difundida no Brasil, o cará-moela tem textura menos granulosa e um ligeiro amargo característico muito bom. É mais cremoso depois de cozido, menos viscoso e a polpa pode ser esverdeada ou arroxeada.

Fonte: (www.come-se.blogspot.com, www.agrofloresta.net).

____________________________________________________________

Cafezinho à Moda Curupira.

Primeiro – Escolha frutos maduros de coloração vermelho escuro. Prefira as plantas que ficam no meio da mata, pois elas são bem menos estressadas, por tanto mais felizes. E por incrível que pareça frutos que são colhidos em cultivos agroflorestais são exclusivamente para exportação, pois seu aroma e sabor são incomparáveis ao cultivado tradicional.

Segundo - Esprema as sementes como uvas maduras. É bem mais fácil secá-las sem a casca vermelha.

Terceiro – Lave as sementes para tirar um líquido viscoso que as envolve, depois as coloque sob o sol para secar, pode demorar de 4 a 6 dias.

Quarto – Quando perceber que a casquinha externa da semente está firme e crocante é hora de levá-las para o pilão. Não pile com muita força para não danificar a semente. Comece com poucas sementes para pegar jeito.

Quinto – Após retirar a casca é hora de separá-la da semente, pois está misturada. Use uma tela de metal ou vime e faça pequenos lanços para cima e deixe o vento levar a casquinha. Após alguns segundos fica só a semente sobre a tela.

Sexto – Leve a semente ao forno para torrar. Bem, agora irá valer a experiência, pois se torrar de menos o café fica sem aroma e sem sabor, e se torrar de mais pode ficar amargo. Torre pequenas quantidades para pegar o jeito e sinta o aroma em cada momento.

Sétimo – Use um moedor manual para fazer a moagem, se não tiver use um liquidificador, o pó não fica tão fino, mas quebra o galho.

Oitavo – Daqui pra frente faça do seu jeito, fraco ou forte, filtro de papel ou de pano, amargo ou com açúcar, o importante é não tomar demais. Cafezinho é tudo de bom, mas fique ligado, pois em excesso vicia e faz mal a saúde. Beba com moderação!

____________________________________________________________

Ora-pro-nobis - Pereskia aculiata

Uma planta rica em proteínas que pode ajudar a minimizar o problema da fome não só no Brasil.

Conhecida popularmente como “ora-pro-nobis”, a planta Pereskia aculiata pertence à família dos cactos. É uma cactácea nativa da região que vem desde a Flórida até o Brasil. Trata-se de uma trepadeira que apresenta folhas suculentas e comestíveis, cuja forma lembra a ponta de uma lança. Por apresentar ramos repletos de espinhos e crescimento vigoroso, a planta pode ser usada com sucesso como uma cerca-viva intransponível.

Do ponto de vista ornamental, a “ora-pro-nobis” apresenta uma florada generosa que ocorre entre os meses de janeiro a abril, produzindo um espetáculo surpreendente. O curioso é que poucas pessoas conhecem ou tiveram a oportunidade de presenciar sua floração que, embora seja exuberante, é efêmera, pois dura apenas um dia. Uma outra característica interessante é que suas flores são muito perfumadas e melíferas, tornando o seu cultivo indicado também aos apicultores. Foto abaixo a raríssima flor da ora-pro-nobis

Após a floração, o “ora-pro-nobis” produz frutos em forma de pequenas bagas amarelas e redondas, entre os meses de junho e julho. E aí vem um ponto importante a ser observado: nem todas as variedades desta planta são comestíveis; apenas a que tem flores brancas, com miolo alaranjado e folhas pequenas.

Pão e macarrão verdes

As folhas do ora-pro-nobis, desidratadas, contém 25,4% de proteína; vitaminas A, B e C; minerais como cálcio, fósforo e ferro. É uma planta que merece atenção especial por seu alto valor nutritivo e facilidade de cultivo, inclusive doméstico.

Por apresentarem fácil digestão, as folhas da planta podem ser usadas de diversas formas. Uma boa alternativa é triturá-las com água no liquidificador e juntar à massa do pão, acrescentando ao alimento mais nutrientes e uma atraente cor verde. O mesmo pode ser feito com a massa de macarrão. As folhas podem também enriquecer saladas, refogados, sopas, omeletes, tortas ou mesmo dar mais riqueza ao nosso velho arroz-com-feijão.

O cultivo mecanizado e o processamento industrial do ora-pro-nobis poderiam representar uma revolução nos recursos alimentícios da humanidade. No entanto, essa planta é pouco conhecida. Ela poderia integrar planos de governo na recuperação de áreas degradadas e no combate à fome, mas os políticos são cegos para o que o povo precisa. Assim, enquanto o ora-pro-nobis não desperta interesse no plano governamental, o cultivo doméstico pode representar o primeiro passo para a abertura de uma nova alternativa para as regiões áridas.

Os estudos para o desenvolvimento genético dessa planta poderiam trazer grandes benefícios, mas enquanto isso não acontece, o ora-pro-nobis pode ser cultivado em jardins e quintais, onde suas propriedades nutricionais e ornamentais têm a oportunidade de ser exploradas.

Pão verde com ora-pro-nobis:

Ingredientes

50g. de fermento para pão em tablete

½ copo de água morna

½ copo de água fria

2 colheres (sopa) de margarina

2 ovos inteiros

1 colher (sopa) rasa de açúcar

1 colher (sobremesa) de sal

500g. de farinha de trigo (pode ir um pouco mais ou menos, dependendo do ponto da massa)

100g. de folhas de ora-pro-nobis

Modo de fazer

Dissolver o fermento juntamente com açúcar na água morna. Misturar em seguida os ovos, a margarina e o sal. Reserve. Colocar as folhas de ora-pro-nobis no liquidificador e bater com a água fria. Juntar aos ingredientes reservados, adicionando a farinha até que a massa comece a soltar das mãos.

Sovar bem e deixar descansar até que dobre de volume. Dividir a massa em dois pães e colocar novamente para crescer. Levar para assar em forno já aquecido.

Fonte: http://www.jardimdeflores.com.br/floresefolhas/A03orapronobis.htm

_____________________________________________________________________

Cacau-do-maranhão, Amendoim-de-árvore – Bombacopsis glabra

 

Árvores pequenas de 4 a 6 metros de altura, muito ornamental. Tronco verde liso, com lenticelas brancas. Folhas compostas, digitadas, de 5 a 8 folíolos esparsamente pubescentes, de 10 a 27 cm de comprimento, com estípulas caducas, margem inteira. Flores solitárias ou geminadas. Fruto cápsula lenhosa, ovóide, vermelha. Sementes grandes sub-globosas, estriadas, envolvidas por densa e longa pilosidade. Floresce de setembro a novembro e seu frutos podem ser colhidos de Janeiro a fevereiro. As sementes são comestíveis, com sabor semelhante ao do cacau ou amendoim e a planta é largamente usada como ornamental e para cercas vivas. A madeira é utilizada na confecção de utensílios leves. O plantio pode ser feito por estaquia de árvores que já produzem frutos, pois no próximo ano já é possível colher frutos. Nasce também de sementes, mas preparem-se para esperar uns bons anos antes da primeira florada. Sugiro que façam as duas coisas.

Foto acima: Não tinha intenção de plantar o Cacau-do-maranhão com uma estaca tão pequena, só usei para marcar o lugar onde replantei uma muda de palmito juçara. O palmito acabou morrendo e a estaca brotou e já deu frutos. E o Guri, meu cachorro, está como testemunha para não acharem que é mentira.

Dica Curupira: O fruto costuma “estourar” logo que cai no chão, fazendo com que as castanhas espalhem-se pelo terreno. A coleta tem que ser logo nos primeiros dias, pois a semente costuma germinar rapidamente. Antes de levá-las ao forno, sugerimos um pequeno corte na semente ainda com a casca (veja foto), para evitar que ela estoure como uma pipoca. O ponto ideal para comê-las é quando estiverem nem claras, nem escuras demais. Vá experimentado até perceber que a parte interna da semente está firme com a mesma coloração de um amendoim assado. Para nós que nunca comemos semente de cacau assada, esta amêndoa tem o mesmo gosto do amendoim, porém mais suave. Sou alérgico a amendoim e descobri no Cacau-do-maranhão uma ótima alternativa.

_____________________________________________________________________

Amora-vermelha – Rubus rosifolius

Esta amora é nativa do Brasil e sua ocorrência vai de Minas Gerais e Rio de Janeiro até o Rio Grande do Sul. Seus frutos são ocos e carnosos, de sabor doce e agradável. Pode ser consumida no seu estado natural e na forma de doces e geléias. Quando compramos o sítio, não existia esta amora no terreno. Vimos, no entanto, algumas mudas no sítio de nosso vizinho. Como já conhecíamos esta fruta das recordações de nossa infância, resolvemos plantá-la no sitio.

Para muitas pessoas este arbusto é considerado uma erva daninha e é rapidamente eliminado para dar lugar para o pasto do gado ou cavalo. Atualmente é a fruta que mais produz no Curupira e dela fazemos uma geléia deliciosa. Temos o privilégio de degustá-las direto do pé quase todos os dias. Misturá-la com banana para fazer doce é a dica do Curupira, pois fica uma delícia. É uma planta muito rústica e se propaga rapidamente e o melhor de tudo é que não precisa de nenhum cuidado, pois não necessita de adubo ou repelentes contra insetos predadores. Uma poda anual ajuda a retirar galhos secos para dar espaço aos novos brotos que virão.

Referência bibliográfica: Frutas Brasileiras e Exóticas Cultivadas, Harri Lorenzi

_____________________________________________________________________

Yacon – Smallanthus sonchifolius

O yacon reduz, com eficácia, o nível de glicose em portadores de diabetes.

Comido ao natural, ele tem gosto de pêra. Com um litro de água e uma colher de sopa das folhas moídas, faz-se um chá. Desidratadas, as raízes oferecem um salgadinho crocante. Além do sabor agradável, o alimento possui propriedades antioxidantes e medicinais, sendo utilizado com sucesso na melhoria da flora intestinal, na redução do colesterol e no controle do diabetes. O responsável por todas essas qualidades especiais origina-se nos Andes e chama-se yacon (Smallanthus sonchifolius). Primo do girassol e da chicória, é consumido desde os tempos pré-colombianos. Introduzido no DF em 2000, o alimento virou presença constante em supermercados e verdurões da cidade. A crescente procura tem uma explicação. Pela sabedoria popular, o yacon reduz, com eficácia, o nível de glicose em portadores de diabete tipo dois, que surge com o passar da idade. Tanto que a planta recebeu o apelido de “batata dos diabéticos”, mesmo sem ter parentesco direto com a batata.

O mecanismo pelo qual ocorre o controle da glicose ainda não está claro. Uma das possíveis explicações é que o yacon armazena reservas, não na forma de amido, mas de açúcares conhecidos como frutooligossacarídeos (FOS). De baixo teor calórico, mas sem perder o sabor doce, os FOS atuam como adoçantes naturais. Além disso, como todo alimento rico em fibras solúveis, o yacon torna a absorção da glicose mais lenta. Há dois anos, o médico Gutenberg Tupinambá receita 100 g da raiz, duas vezes ao dia, imediatamente antes das refeições, a pacientes do Centro de Saúde 5, de Taguatinga. “Em 24 horas, a pessoa sente a diferença”, garante o médico, sem deixar de ressaltar que o yacon representa apenas um tratamento complementar. Segundo ele, as pessoas aceitam bem o alimento. “É diferente de propor um remédio”, avalia. Fonte: www.saudenarede.com.br

Mais informações sobre o Yacon

Yacon – alimento ou remédio?

Por: Rose Aielo Blanco*

É interessante observar as duas facetas desta planta: trata-se de um alimento,
mas sua fama é maior mesmo como medicinal.

Até meados dos anos 80, o yacon (Smallanthus sonchifolius) era uma planta praticamente desconhecida no Brasil. Parente distante do girassol, com aparência de batata-doce, textura e sabor semelhantes aos da pêra, começou a ganhar notoriedade quando foram descobertas peculiaridades em sua composição química que poderiam ser benéficas à saúde humana. Foto acima: flor do yakon anunciando que está na hora de colhê-lo, pois a planta fechou seu ciclo.

Esta raiz apresenta elevado teor de água, poucas calorias e, ao contrário da maioria das espécies tuberosas que armazenam energia na forma de amido, o yacon tem como principal carboidrato os frutooligossacarídeos (FOS), que têm se destacado em vários estudos por exercerem atividade bifidogênica, isto é, estimulam o crescimento das bifidobactérias no intestino que protegem contra o efeito de bactérias invasivas e patogênicas.

O yacon é uma raiz tuberosa originária dos Andes que atualmente já é considerada um alimento nutracêutico. Cultivada e consumida desde os tempos pré-incas, desenvolve-se desde a Colômbia e Venezuela, até o noroeste da Argentina, em altitudes que vão de 2 a 3 mil metros. Na língua Quéchua, seu nome origina-se de “yacu e unu” , que significam “água” e de “yakku” que significa “aguado ou aquoso”. Em outro idioma andino – o Aymara – o yacon é conhecido como “aricoma” ou “aricuma” – termos mais utilizados em certas áreas da Bolívia. No idioma Quéchua, esta raiz tuberosa é chamada de “llagon” ou “yacumpi”. Na Colômbia, seu nome – “arboloco” revela a influência hispânica e no Equador seus nomes populares são bem parecidos entre si: “jicama” ou shicama”. Outros nomes pelos quais o yacon é conhecido: “yacon strawberry” (EUA), “poire de terra” (França), “polimnia” (Itália), “leafcup” (Inglaterra). Aqui no Brasil a planta é conhecida como “batata yacon” ou “batata diet”.

Alimentício ou medicinal?

Se for consumido ao natural, o yacon tem sabor de pêra. Desidratado, rende um salgadinho “chips” bem crocante. Pode ser cozido e entrar no preparo das refeições como uma batata comum. Das folhas (uma colher de sopa para um litro de água) pode-se fazer um chá. Além do sabor agradável, atribui-se ao yacon propriedades antioxidantes e medicinais, sendo utilizado na melhoria da flora intestinal, na redução do colesterol e no controle do diabetes.

É mesmo interessante observar as duas facetas desta planta: trata-se de um alimento, mas sua fama é maior mesmo como medicinal. No folclore andino encontram-se referências de seu uso para combater problemas renais e hepáticos desde épocas muito antigas. Na Bolívia, o yacon é usado para controlar diabetes e tratar problemas digestivos. Em algumas regiões do Peru, o yacon é considerado anti-raquítico. No Japão, o chá das folhas do yacon é usado para controlar a diabetes e reduzir o colesterol ruim.

Ao contrário da maioria dos tubérculos e raízes que armazenam carboidratos na forma de amido, o yacon armazena essencialmente frutooligossacarídeos do tipo inulina, ou seja, açúcares que não podem ser digeridos diretamente pelo organismo humano em razão da ausência de enzimas necessárias para o metabolismo destes elementos e são considerados compostos bioativos na alimentação humana.

O yacon apresenta boa quantidades de potássio e em menores quantidades cálcio, fósforo, magnésio, sódio, ferro, zinco e vitamina C. Outro composto encontrado é o triptofano, presente em quantidades médias. Além de nutracêutico, o yacon é reconhecido como o alimento com maior conteúdo de frutooligossacarídeos na natureza. A atividade prebiótica dos frutooligossacarídeos presentes no yacon tem sido associada a efeitos benéficos à saúde como alívio do intestino preso, aumento capacidade de absorção de minerais, fortalecimento do sistema imunológico e diminuição do desenvolvimento de câncer de cólon. Efeitos cientificamente comprovados quando os frutooligossacarídeos são consumidos em dosagens recomendadas.

Verificou-se que o consumo do yacon não eleva os níveis de açúcar no sangue, o que levou à sua fama como o “alimento ideal dos diabéticos” e até o nome popular “batata dos diabéticos”. Além disso, suas folhas, na forma de chá, são indicadas para auxiliar a reduzir os teores de glicose no sangue e o colesterol.
“É um alimento dietético e diabético”, segundo o especialista em yacon, Michael Hermann, líder do projeto raízes e tubérculos Andinos, em Lima (Peru). De acordo com Hermann, foi no Japão que as qualidades da oligofrutose do yacon foram descobertas. “Os japoneses também descobriram que as folhas usadas no chá evitam picos que o diabético tem quando come alimentos açucarados ou com muito amido, que é quando o nível do seu açúcar no sangue aumenta violentamente”. “Parece que o chá diminui os picos”, disse ele. Testes com animais ainda estão sendo realizados para comprovar o efeito. Hermann disse, ainda, que as raízes yacon não provaram ter o mesmo efeito paliativo que suas folhas.
Pertencente à família das Asteráceas, o yacon apresenta raiz tuberosa, ou seja, uma raiz subterrânea muito espessa que acumula substâncias de reserva de energia para a planta. Outros exemplos de raízes tuberosas são a cenoura, o rabanete, a mandioca, a batata-doce, a beterraba e o nabo.

O yacon ou polínia é muito confundido com a batata-doce (Ipomoea batatas), mas há um detalhe entre eles que faz toda a diferença: a batata-doce armazena amido como principal carboidrato, o que não ocorre com o yacon. A planta, muito rústica e bem resistente à seca, mede de 1 a 2,5 metros de altura. É muito adaptável quanto ao clima, à altitude e aos tipos de solo, podendo ser cultivada com sucesso mesmo em países de clima quente como o Brasil.

Entre 6 e 10 meses após o plantio, a planta alcança sua maturidade fisiológica. É quando as flores começam a desabrochar. A seguir vem a fase de senescência de toda a parte aérea. Entre 10 a 12 meses após o plantio, quando a parte aérea está totalmente seca, é realizada a colheita das raízes tuberosas para consumo e as partes que serão utilizadas como material de propagação para o próximo plantio.

O yacon possui em suas folhas dois sistemas de defesa: uma trama de pêlos que dificulta o acesso dos insetos e uma alta densidade de glândulas. A associação destes dois mecanismos faz com que as folhas de yacon sofram menos ataques de insetos, permitindo seu cultivo sem a utilização de agrotóxicos.

Curiosidades sobre o yacon:

* Sua raiz tuberosa possui sabor semelhante ao de frutas como o melão e a pêra, com polpa levemente amarelada, crocante e aquosa. Quando colhidas, as raízes tendem a apresentar sabor amiláceo, para corrigir o sabor, elas são expostas à luz solar por muitos dias após a colheita, a fim de intensificar seu gosto doce. Esta técnica é conhecida como “soleado”.

* As raízes são consumidas geralmente cruas e descascadas, uma vez que a casca possui sabor resinoso. Outras formas de consumo são a fritura, o cozimento a vapor ou em água.

* Nos mercados locais andinos, o yacon é classificado como fruta e é exposto à venda juntamente com as maçãs, os abacates e os abacaxis, ao invés de serem colocados com as batatas e outras culturas de tubérculos e raízes.

* No Japão, as raízes tuberosas são transformadas em produtos de panificação, bebidas fermentadas, pó ou polpa liofilizada e até picles.

* Rose Aielo Blanco é jornalista e editora do www.jardimdeflores.com.br

Fontes de consulta: http://www.jardimdeflores.com.br/ERVAS/A44yacon.htm

Revista eletrônica do Departamento de Química da Universidade Federal de Santa Catarina. Valentova K, Cvak L, Muck A, et al.

Antioxidant activity of extracts from the leaves of Smallanthus sonchifolius. Eur J Nutr. 2003;42(1):61-6.ybar MJ, Sanchez Riera AN, Grau A, et al.

Hypoglycemic effect of the water extract of Smallantus sonchifolius (yacon) leaves in normal and diabetic rats. Ethnopharmacol. 2001;74(2):125-32.

ADA – American Diabetes Association – http://www.diabetes.org

perguntascomentarios

358 thoughts on “Frutos do Sítio

  1. Gardel e Simone
    Agradeço imensamente por terem “nos apresentado” ao Yacon… Adoramos! E agora plantamos nossas mudinhas para crescerem no Yvy…
    Um beijão
    Suzana e Jorge

  2. Conheci a fruta yacon em um mercado em Belo Horizonte e fiquei curiosa paar saber a respeito. A matéria de vocês, esclareceu quase tudo… quero muito saber como eu faço para adquirir mudas para poder ter em casa? Meu irmão é diabético, e com certeza, será ótimo ter em casa. Agradeço e solicito retorno de vocês.
    Um grande abraço.
    Regina Olliveira

  3. Gardel e Simone,

    Que encorajador o trabalho de vcs. Sai de SP e estou morando em uma chacara em Jundiai – SP. Estou cada vez mais me envolvendo com a terra, e acho maravilhosa a experiencia que meu marido, meu filho de 4 anos e eu estamos passando. Se estiverem na regiao, passem para tomar um cafe. (Puxa vida…acho melhor um cha, pois com o cafezinho de vcs nao da para competir)
    Um abraco

    Cynthia

  4. Olá Simone e GArdel!!
    Adoramos receber notícias e principalmente esse site maravilhoso.Continuem mandando sempre novidades , que generosidade de vcs, gratos.
    Ah Simone, apareça, conseguimos uma casa , já temos até plantaçoes, venha nos visitar, é acadêmico Nilo MArchi, 157, na mesma rua de antes, só um pouco mais acima.
    Beijão
    Roselei e Tarcisio

  5. Tenho amora vermelha (arbusto) e a amora preta (árvore) no meu pequeno quintal. Adoro as duas! Daqui a uns dias já poderei começar a produção de geléia.
    Nossa casa tem um pequenino pedaço de terra. Nele já encontramos quando chegamos duas amoreiras e duas bananeiras. Então, comecei a influenciar o ambiente…rs Hoje, temos: couve, rúcula, rabanete, manjericão, alecrim, erva-doce, salsa, coentro, capim-limão, hortelã. Ano passado tivemos um pouco de cenoura e pepino. Já plantamos outras coisas mais, vamos ver se crescem.
    Agora é só a ansiedade de comprar nosso terreno, iniciar lá a plantação e depois começar a bioconstrução.
    É muito inspirador passear neste site…:-)

  6. Yancon a batata.

    moro no centro oeste mais precisamente em goiania – go
    gostaria de saber como posso adquirir essa batata e até as mudas, ou semente.
    grata
    lena

  7. Caros amigos e simpatizantes do site do Curupira. As mudas de Yakon são feitas por estaquia ou rizomas. Quero informar que não vendo nem envio pelo correio, sementes, mudas, risomas ou estaquias, mas ofereço gratuitamente para aqueles que vem visitar o Sitio Curupira.
    Atenciosamente, Gardel Silveira.

  8. tenho uma planta na minha orta conhecida +ou- por oropunobis mas não é esta planta que esta no sait ela tem as folhas gordas e não da flor ela pendoa com muitas bolinhas cheias de sementes so sei que é saborasa ha não tem espinhos

  9. Como faço para comprar a raiz da batata Yakon? Meu pai tem diabetes e está muito ruim,estou muito interessada,pois aqui no Rio de Janeiro quase não acho.Desde já agradeço e aguardo logo uma resposta.

    • já comprei há tempos (3 / 4 anos) no antigo Sendas e já a ví depois no seu substituto supermercado Pão de Açúcar Leblon. Vem embalada num pratinho com 2, 3 ou 4 batatas. É só perguntar ao funcionário, caso não ache no dia, qdo receberão o produto.lucia

    • Olá Maria Helena.
      Jicama (Pachyrhizus erosus) é uma leguminosa onde se obtém um tubérculo parecido com batata doce. É de origem mexicana e tem um sabor característico bastante agradável e pode-se comer crua acabada de colher. Ótimo como componente de saladas.
      Para saber mais: http://en.wikipedia.org/wiki/Jicama http://www.echotech.org/technical/az/aztext/azch2veg.htm#Jica
      A propósito, nunca tinha ouvido falar sobre esta batata, apenas fiz uma pequena e rápida pesquisa na internet.
      Aqui vai uma dica para os internautas de primeira viagem. Sempre que houver alguma dúvida sobre plantas ou qualquer coisa que imagine, consulte o “oráculo” Google, tenho certeza que encontrará sempre uma resposta.

    • Cara Silvia, desconheço a planta Ora-pro-nobis – Pereskia aculiata sem espinhos, principalmente por que esta é uma da suas características mais conhecidas, muitos espinhos em forma de agulhões em toda extensão da planta. Tanto que ela é mais usada como cerca viva intransponível do que um alimento humano ou animal. Para esclarecer esta dúvida, sugiro que procure o núcleo de extensão e pesquisa de Botânica de alguma universidade para que algum pesquisador possa identificá-la.
      Atenciosamente, Gardel Silveira.

    • rui pesqueira rj;gostaria de obter modas de amora vermelha ,amora branca,muda de batata jicama ,mudas de taro,orapronobis e sementes de mana cubil,tenho para trocar modas de azedinha,cara moela,orapronobis trepadeira,curcuma,urucum,semente de umbu e maracuja roxo

  10. Caro Gardel,
    obrigada pela resposta lá no come-se. Pouco antes de você escrever, havia visitado sua página justamente quando pesquisava sobre o amendoim-de-árvore. Parabéns pela página e pelo sítio, tudo caprichado. Vocês vivem num paraíso, hem? Quisera eu..
    Um abraço, N

    • Cara Neide,
      Nós também gostamos muito de consultar o come-se, principalmente pela originalidade, diversidade e profundidade das informações e, inclusive, usamos algumas delas em nossos posts…
      Parabéns pelo seu trabalho de resgate e divulgação de alimentos mais naturais e sustentáveis num mundo cada vez mais industrializado.
      Um abraço, Gardel e Simone

  11. Estou encantada com o trabalho desenvolvido no sítio.
    Sou química e ecóloga de profissão e botânica de coração. Tenho um pequeno sítio também aqui no RS mais precisamente na cidade de Santa Maria onde desenvolvo técnicas com ajuda da EMATER e dedico-me ao plantio de plantas medicinais tanto ervas como árvores.
    Todas as árvores que estão plantada foram produzidas as mudas a partir de sementes.
    Também tenho como meta a preservação de sementes crioulas. Gostaria de saber se teria como fazer câmbio deste tipo de sementes???
    Grata pela atenção
    Profª Cristina

    • Olá Maria, tudo bem?
      Não costumo guardar sementes de árvores nativas, quando preciso procuro na mata na época certa. Em relação a sementes crioulas de hortaliças tenho uma pequena reserva no freezer, terá que me fazer uma visita para escolher alguma semente, pois não costumo enviar pelo correio.

    • Prezados, bom-dia…
      Meu nome é Carlos Henrique, moro em Brasília/DF, e minha mulher teve a genial ideia de termos em casa uma horta vertical (morávamos antes num apto. mto pequeno, sem condições… Hj temos uma casa com uma grande garagem).

      A nossa ideia é colocarmos um estrado de cama de casal fixado em uma parede, e colocarmos vasos de plantas medicinais e temperos de todo tipo.

      Conhecem, aqui na capital federal, quem doe plantas e/ou mudas, e vasos, mesmo que velhos? Buscaremos no local, sem nenhum problema…

      Deixo meu e-mail de contato:
      cpontes75@gmail.com
      Att e parabéns pelo blog,
      Carlos Henrique

  12. gostaria de saber quantidades de batatas yacom precisa para ser curar de diabete e pressão alta.
    quem poder me ajudar eu ficarei muito grato.
    fique com deus

  13. ola amigos ,onde fica o sitio sucupira ? alias parabêns pelas informações aqui contidas ,de muita utilidade,um abraço ,clesio.

  14. Parabenizo pela magnífica e informativa página, mas gostaria que me orientem sobre a maneira de adquirir os risomas da batata YACON.
    OBRIGADO!

  15. ola amigos,encontrei raizes de yacon no mercado e gostaria de saber se planta-las, elas brotarão?e quanto tempo leva pra brotar ?estou perguntando a voces porque vejo que tem ampla experiencia no cultivo da mesma.agradeço pela atenção e estou no aguardo da resposta ,ah!! achei muito legal o video das gralhas azuis,parabens! Clésio…

    • Olá Clésio tudo bem?
      Infelizmente não é possível plantar Yakon a partir da batata, pois ela não brota e acaba apodrecendo se ficar muito tempo na terra. As duas maneiras que conheço são por estaquia ou pelos rizomas que brotam junto à raiz. Tanto os rizomas como os galhos para estaquia você poderá adquirir com um produtor na época da colheita. É possível achar mudas em feiras orgânicas que vendem esta batata , chás e outras ervas bioativas, mas não é muito comum.
      Espero ter ajudado, Gardel Silveira.

  16. Cheguei até vocês porque tenho interesse sobre o açrafão da terra. Ganhei alguns rizomas frescos e quero plantá-los. Gostaria de receber alguma orientação. Pergunto posso plantar em vaso? A planta necessita muito de sol? Qual o tipo de solo ideal?
    Agradeço pelas respostas.

    • Olá Thereza,
      Nunca vi o açafrão da terra plantado num vaso, mas acho que não terá problemas desde que siga alguns princípios básicos do plantio em vaso. Deixe uma boa drenagem, faça uma mistura com húmus, terra e areia ou compre terra pronta em floricultura para o plantio em vasos. A Cúrcuma é uma planta entouceirante, então não deixe que se alastre muito para não congestionar o vaso. Sol no inicio do dia e final da tarde, pois nenhuma planta gosta de sol do meio-dia, pois perdem muita água pela transpiração. Os rizomas são bem “chatinhos” para brotar, pois tem uma época certa, segundo o site http://come-se.blogspot.com, o mês de outubro é a época da brotação, mesmo que tenha plantado um ou dois meses antes.
      Espero ter ajudado, Gardel.

  17. Amendoim de árvore
    Quando criança sempre catava essa semente e assava, realmente ela estoura e fica parecendo pipoca é muito gostosa.
    Gostaria de adquirir mudas de batata yacon para prório consumo. como faço?
    Iolanda

    • Olá Iolanda tudo bem?
      Posso conceguir uma ou duas mudas de Yacon, mas terá que vir buscá-las aqui no sitio, pois não enviamos pelo correio ou malote.
      As mudas são apenas uma cortesia à aqueles que visitam o sítio.
      Espero ter ajudado, Gardel.

  18. Ola, estou ajudando uma pessoa a reflorestar um terreno proximo a 10Km de Barbacena _MG, somente com sementes doadas, e procurando sobre a planta Bombacopsis glabra, verifiquei que vocês tiveram esta semente. Há a possibilidade de me enviar sementes, e como faço para me enviar. anotem meu email danipastana@gmail.com
    Daniela P Cuevas

    • Olá Daniela, tudo bem?
      Não enviamos sementes pelo correio, mas vou deixar postado seu pedido.
      As sementes de Bombacopsis glabra são muito difíceis de armazenar, pois elas germinam logo que caem no chão. Terá esperar a época de amadurecimento dos frutos (janeiro de fevereiro) para conseguir sementes.
      Espero ter ajudado, Gardel.

  19. Onde fica o sitio, dependendo do que for, o recebedor das sementes poderia terirá-las com vocês. Assim vocês tambem poderiam orientá-lo no plantio e cuidado.

    Daniela P Cuevas

  20. gostaria de saber como conseguir semente de batata yacon…
    ou se voce pode me enviar uma pelo correio e me diga as despesas com isso.
    as outras ocisas que vc fala eu tenho quase tudo…
    inhame, cara moela, curcuma etc… so nao tenho essa castanha e yacon.
    meu interesse é saber como se cultiva a yacon. como se começa o cultivo.
    grato

  21. engraçado gostamos de cultivar as mesmas coisas hauashaushuahuahsuash
    só que além dessas coisas que vc cultiva ainda tenho minha horta organica, uns pes de moringa oleifera, ora pro nobis, quiabo de metro. só gostaria mesmo de conseguir um exemplar de yacon pra começar o cultivo dela também…
    onde encontrar??????????????????????????
    abraços e continue ensinando o povo nesse blog.
    fale também sobre a taioba – tbem tenho aqui

    • muito legal tudo qu vc fala no blog, mas nao me respondeu se vc tem mudas de yacon pra enviar para quem quer começar cultivar e se te interessar tenho mudas de mangarito pra gente fazer uma troca.
      tenho algumas mudinhas so mesmo pra trocar por yacon…

      • Olá Roberto tudo bem?
        Não respondi sua questão sobre envios de mudas de Yakon ou qualquer tipo de planta ou semente, pois já respondi esta questão nesta mesma página no comentário número 07 publicado no dia 11 de fevereiro de 2009.
        Venho também relembrar que as trocas ou doações de mudas serão feitas durante a visita ao Sítio Curupira. Fica aqui então o convite para você e qualquer um que queira conhecer nosso espaço. Antes de fazer contato para uma visita leia a página Visitas no Curupira deste mesmo site.
        Atenciosamente, Gardel Silveira.

    • Olá Sr. Roberto.
      Gostaria de saber sobre o desenvolvimento dos seus pés de Moringa. Em que região o senhor se encontra? É que eu estou estudando a possibilidade de plantar aqui no interior de São Paulo mas tenho receio quanto a adaptação da planta para as condições edafoclimáticas da minha região.

      • OLA MAÍRA REIS EM PRIMEIRO LUGAR ME DESCULPE PQ NUNCA MAIS TINHA ENTRADO NESTE BLOG DO CURUPIRA.
        O DESENVOLVIMENTO FOI RÁPIDO ATE DEMAIS PRA MINHA EXPECTATIVA.
        COM DOIS ANOS MAIS OU MENOS ALCANÇARAM A ALTURA DE 5 A 6 METROS.JA COMEÇARAM FLORIR E LOGO VOU TER SEMENTES.
        PELO QUE PESQUISEI ELA AGUENTA BEM O CALOR ESTÃO PLANTANDO ATÉ NO NORTE E NORDESTE.
        SO ACHO QUE NAO RESISTE A FRIOS INTENSOS COMO DO SUL, COM GEADAS.
        AQUI NOS ESTADO DE SAO PAULO VAI QUE É UMA BELEZA.
        OUTRA ARVORE INTERESSANTE É “NEEN INDIANO” SE VC TIVER ESPAÇO PRA PLANTAR. PESQUISE SOBRE ELA.
        E ESSAS COISAS TODAS DO CURUPIRA SÃO ALTAMENTE SAUDAVEIS.
        SE VOCE TIVER UMA PEDAÇO DE TERRA RAZOÁVEL FAÇA UMA PERMOCULTURA QUE NAO VAI SE ARREPENDER…

        EU CULTIVO QUASE TUDO QUE ELE TEM NO SITIO.
        A MAIS INTERESSANTE É A YACON POR SUA PRODUTIVIDADE E POR SER DE FACIL CULTIVO.
        ESSA EU CULTIVO E NAO ME ARREPENDO. CONSUMO COMO SE FOSSE UMA FRUTA MESMO. E ELA RESISTE BEM AO FRIO E CALOR E SEU CICLO DURA MENOS DE UM ANO. OU SEJA DO PLANTIO ATE A COLHEITA DURA MENOS DE UM ANO E NESSE TEMPO AS FOLHAS SERVEM DE CHA EMAGRECEDOR E ANTIDIABETICO

  22. Moro em um sítio e me interesso por furtas e vegetais exóticos mas de fácil produção e com bons resultados na area da saúde e nutrição. Acontece q meu sítio é um lugar alto, a temperatura média anual dve ser em trono de 20 graus,´os dias são quentes mas frescos e no inverno as temperaturas ficam abaixo dos 15 graus chegando a noite a gear ou ficar em torno de 5 garus. Podem me dizer quais da plantas q possuem se adaptariam a este clima e como posso conseguir mudas ou sements? Grato. carlos.

  23. ref. Castanha do Marianhão – Bombacopsis glabra

    Gostaria de ter mais informações. Tenho muitos pes já produzindo mas ainda não sei bem como processar. Sabem se existe uma máquina para tirar a fina casca? Aí poderia, p.ex. usar para bolos ou torrar com sal para comer de aperitivo etc.. Gostaria de comercializar as castanhas. Sabem os valores nutritivos?

    Grata Ursula

    • Olá Ursula tudo bem?
      Não conheço nenhum processador de castanha do maranhão, até mesmo porque costumamos torrá-los com a casca para evitar que queimem. Também não conhecemos seu valor nutritivo, só sabemos que da para comer e pode ser usada para adulterar o cacau segundo o livro Árvores Brasileiras – Vol 01- Harri Lorenzi. Segundo o site http://www.come-se.blogspot o “amendoim-de-árvore pode ser uma boa alternativa como fonte protéica e de ácidos graxos, como quase todas as sementes comestíveis. Para saber mais acesse este site.
      Espero ter ajudado, Gardel Silveira.

  24. gostaria de saber onde encontrar mudas de curcuma aqui no meu estado,e se eu encontarria em alguma floricultura ou supermercado.

    obrigado….

    • Olá Maximiliano, tudo bem?
      Para facilitar a resposta de sua questão, sugiro que coloque o estado e cidade que você reside.
      Gardel

    • Cara Sabrina, a curcumina é uma substância encontrada no Açafrão-da-terra ou Cúrcuma (Curcuma longa). Recentemente saiu na imprensa a descoberta de cientistas sobre a cura do câncer com a substância chamada curcumina encontrada no açafrão. Mas não se deixe confundir com o “Açafrão Verdadeiro” utilizado nas “paellas” espanholas, que é dispendioso e corresponde aos estigmas dessecados da bela flor amarela ou vermelha da planta Crocus sativus.
      No momento não tenho mudas de Curcuma, pois minha safrinha do ano passado está congelada no freezer e os rizomas da nova safrinha ainda não brotaram. Vou deixar sua questão postada no site para que alguém ai do RS possa conseguir uma mudinha para você.
      Espero ter ajudado, Gardel.

    • Olá Elizabeth.
      Como já mencionei nesta página, não fornecemos mudas ou sementes pelo correio, apenas oferecemos algumas mudas excedentes quando recebemos visitas, mas deixarei postado nesta página sua necessidade de adquirir mudas de cúrcuma para alguém responder.

  25. Consumo a batata yacon todos os dias, como crua como complemento alimentar e orientação da nutricionista. Gostaria de tomar o cha das folhas e não sei ondem adquirir. Poderiam me indicar algum lugar que posso comprar em Belo Horizonte?

    Abracos

  26. ESTOU NOS USA E GOSTARIA DE SABER COMO FAÇO PRA ADQUIRIR A SEMENTE DE AÇAFRAO PARA COMPRAR.SE TERIA COMO ENVIAR PARA CA.

    OBRIGADO!!!

  27. Gostaria de comprar a fruta PHYSALIS, para fazer suco, pois, tenho um tremor forte nos membros e dizem que é muito bom tomar o suco da fruta, todos os dias… Quanto tempo dura, qual a quantia mínima à venda, se h´pronta entrega,….
    Grata, Ana Maria

  28. É incrivel ninguém se manifestar sobre aquisição de
    rizomas do Yacon. Compro na Ceasa de Porto Ale-
    gre caixa com 22kg (r$7,00 o kg) dividimos entre varias pessoas. Mas os rizomas existem no interior de SPaulo e a maioria são produtores japoneses.Per
    cebo que não há interesse na comercialização, é pa
    ra pessoas portadoras de diabetes, assim mesmo não há sensibilidade ou interesse.Muito triste esse
    egoismo.Fatima Martini/Quintão/RS

  29. Sou um apaixonado por frutas exóticas, estou começando a cultivar physales já tenho produzindo 200 pés, e estou iniciando com o maná cubiu. estou me aprimorando em hidroponia. moro em Chapecó – SC. o physales é de um sabor unico com um vinho fica muito saboroso, o cheiro o gosto com cerveja ou vinho é um requintado acompanhante para se apreciar bons momentos.
    Tomar um vinho ao lado de uma lareira, com um tira gosto de physales, e deixar os pensamentos fluirem tomarem formas, soltar a alma de sonhador… a fruta tem uma magia incrivel…
    muito saborosa….
    recomendo …. estou aberto a falar sobre ela …
    att: Lio Mario

  30. gostaria de saber se voceis sabem onde vende o cha de yacon em jundiai pois a minha cunhada ten a diabetes muito alta e gostaria de comprar obrigada

  31. Ola Gardel e Simone, parabéns pelas informações postadas são muito valiosas. Moro num sitio na lomba do Pinheiro e tenho plantado yacon. Li algo sobre utilizar em pães. Ja fizeram alguma experiência para o uso dela em massas? Abraços

    • Olá Bernadete.
      Ainda não fizemos nenhuma experiência com massas ou pães, mas creio que é só cozinhar a batata e depois liquidificá-la e misturá-la com a farinha. Para saber a quantidade de Yacon sugiro que pesquise em receitas com outros tubérculos utilizados em massas e pães como o inhame ou o cará. Faça a experiência e diga como ficou que publicaremos na página.
      Att. Gardel

  32. Olá Gardel, boa noite!
    Adorei o seu site. Muito bom.Passei por aqui para lhe pedir ajuda. Nasceu em minha jardineira, onde tenho plantadas pequenas mudas de azaléias e um pé de hortencia, um pé de Physallis Angulata. Não sei se a semente veio em um saco de terra que comprei ou se algum passarinho colaborou. Sei que é a Physallis pois pesquisei no Google.Fiquei super feliz de saber que é um fruto tão maravilhoso. Acontece que ela esta secando, as folhas estão parecendo queimadas, esquisitas. Os saquinhos estão caindo, cada dia um. Estou muito chateada. Será do sol tão forte do Rio de Janeiro? Será alguma praga? Será que eu estou molhando demais? Me ajude por favor, pois não gostaria de perder essa muda. Ela já esta com mais ou menos um metro e vinte centímetros. Estava linda. A vizinhança toda perguntava se eu estava fazendo uma floresta na minha jardineira! Me ajude por favor. Grata, Angela

    • Olá Ângela tudo bem?
      Acho que este problema pode ser o próprio verão, isto é, o final de safra do juá-de-capote. Aqui no Curupira aconteceu à mesma coisa. Até a alguns meses atrás, antes dos fortes calores, meus pés de Physallis estavam com 1m de altura e produziam todos os dias, fiz até geléia. Aconteceu que após a última colheita os pés resolveram parar de produzir flores e consequentemente frutos, mas percebi que os galhos continuavam a crescer e respondiam muito bem ao húmus que havia colocado. Deixei as plantas crescerem só para ver o que acontecia. Veio o verão, as chuvas e o forte calor. As flores formaram os frutos, mas os frutos não desenvolviam ou apodreciam nos pés. Também percebi uma série de insetos (percevejos) que sugavam o fruto, mesmo protegido pelo capote. Então desisti de cultivá-las e estou arrancando tudo para plantar outras culturas no lugar. Vou esperar o clima ficar mais ameno para iniciar novo plantio. Pode ter sido coincidência nossas plantinhas terem os mesmos problemas, mas acho que elas não toleram o calor excessivo. Como não tenho certeza do que aconteceu, pois não sou especialista, deixo aqui esta questão para alguém responder.
      Att. Gardel

  33. Olá Gardel, estou desesperada e preciso de uma orientação sou do interior de SP e estive em Minas Gerais em janeiro deste ano, e ganhei uma mudinha de ora-pro-nobis já pega em uma vazinho, cheguei em casa e imediatamente transplantei a muda pra um vaso maior. Até ontem estava tudo bem a planta já estava bem grande e com folhas bem viçosas, porém ontem mesmo foi passado veneno da dengue no meu quintal e a partir daí as folhas começaram a cair e não param , o que aconteceu? é efeito do veneno, corro risco de perder a muda, o que posso fazer pra não perder? Por favor me ajude esta planta tem um avlor sentimental muito grande. Obrigada !

    • Olá Viviane.
      Bem, não tenho noticias de que algum veneno utilizado para matar larvas de mosquito que possa matar também uma planta. A não ser que alguém tenha utilizado glifosato, o famigerado Roundup. Muitas prefeituras utilizam estes herbicida para matar o capim de terrenos baldios e até mesmo as ervas “daninhas” de calçadas ou beira de estradas. Este veneno pode matar a planta em poucas horas. Mas vamos supor que não tenha sido o Rondup, mas sim um excesso de água, pouco sol ou algum fungo localizado nas raízes por causa da umidade ou coisa assim. Minha dica é trocar totalmente a terra e colocar uma mais saudável (húmus e areia), para se ter uma boa drenação da água. Nunca deixe a água acumular no vasinho, pois esta planta é da família das suculentas (cactos) que não toleram excesso de umidade nem lugares sombreados. A outra dica é cortar alguns galhos desta mesma plantinha, bem longe da longe da raiz, para fazer novas mudinhas através de estaquias. A ora-pro-nobis pega facilmente, é só enterrar os galinhos em vasinhos que as mudinha vingam.
      Espero ter ajudado, Gardel.

  34. Li alguma coisa sobre a Batata Mexicana, porém não sei como fazer para encotra-la, não acho site nenhum que comercialize, não sei se encontro em capsulas ou a planta, e se for a planta como consumir…
    Agradeço qualquer informação a respeito.
    Obrigada

    • Olá Beatriz, tudo bem?
      Não conheço nenhuma batata com este nome. Como comentou que já leu alguma coisa sobre ela, mande mais informações para “refinar” mais a pesquisa.
      Vou deixar sua questão na página para alguém poder responder.
      Att. Gardel

      • Não seria yam mexicano? Também tenho procurado pessoas que cultivem esse yam mas não tenho obtido sucesso

  35. Gosto de colecionar plantas,estou a pocura por: feijão alado, vagem de metro vermelho; quiabo de metro;quiabo gigante.
    Troco por mudas de noni ou sementes, batata yacom (semente)

  36. adorei esse site estou fazendo um trabalho escolar sobre os frutos nativos e os introduzidos no brasil e esse me ajudou muito alem de eu me encantar com as coisas que aqui vi muito lindo belo trabalho de voces

  37. Por favor preciso comprar mana cubiu em pó. Se você tiver pra vender me passa preço e se é por kg ou se é por saco. Se você não tiver e puder me indicar alguém eu agradeço.

    OBRIGADA!!!
    ELAINE

    • Olá Elaine.
      Como ja afirmei nesta mesma página “NÃO COMERCIALIZAMOS AS FRUTAS QUE MOSTRAMOS NESTE SITE… mas postamos os pedidos nesta página para os internautas e interessados fazerem diretamente as suas trocas…
      Att. Gardel

  38. Olá, sou moradora do Municipio de Cajamar e estou precisando de informações sobre Inhamê do Brecho, pois foi um alimento muito usado durante a Greve dos “Queixadas” da Perus Portland, esse alimento foi utilizado como alimento alternativo durante o periodo de fome da Greve. Estamos levantando dados dessa raiz para certifica-la como Patrimonio imaterial de Cajamar (uma comida folclorica). Se vcs puderam me ajudar agradeço muitissimo.

    Abços Daniela

    • Olá Daniela, tudo bem?
      Já publiquei um artigo sobre o inhame com texto da Sonia Hirsch do site Correcotia e fotos aqui Sitio Curupira.

  39. Gostei muito do site de vcs. Temos um sítio e descobrimos agora que temos o cará-moela. Poderiam nos informar como prepara-lo? Obrigada.

    • Olá Maria tudo bem?
      Para preparar o cará-moela é muito simples.
      Primeiro: esqueça o nome cará-moela e pense em qualquer receita usando a batata inglesa, pronto… um universo de possibilidades gastronômicas é aberto. Sim, podemos fazer batata chips, acompanhamento de molhos para carne, purês e sopas deliciosas… é só usar a imaginação e um pouco de seu tempero predileto.
      Aqui vai uma receita que costumo fazer nos domingos. Descasque e corte em pequenos cubinhos uns 5 carás-moela. Leve ao fogo e deixe ferver até que a textura fique como uma batata inglesa cozida, use o garfo para testar. Depois escorra a água e coloque as batatas numa frigideira com um pouco de shoyo em fogo médio. Deixe a batata absorver todo o shoyo, mexendo sempre para não queimar. Depois coloque um pouco de óleo para fritar e deixar crocante a parte externa da batata. No final ela fica crocante por fora e macia e temperada por dentro. Uma delícia.

    • Olá Maria Emília, tudo bem? Será que você poderia compartilahr comigo uma muda cará-moela? Deixo meu e-mail para que você possa entrar em contato comigo anaamda1@hotmail.com, onde posso combinar, se for possível, o envio da muda para mim, onde depossito o valor do frete, pois moro em Mogi das Cruzes-SP.
      Obrigada
      Um Abraço
      Ana Maria

  40. Olá Simone e Gardel!
    Saudades de vocês, pesquisando alguns alimentos funcionais, encontrei vocês novamente, e obtive as informações que necessitava. Parabéns pelo trabalho, ainda estamos devendo uma visita , chegaremos lá. A notícia boa é que a loja ainda existe e estaremos nos mudando para um local melhor e mais tranquilo. Continuamos fazendo a feirinha orgânica e cada dia aparecem novos clientes.

    Um abração
    Anna Maria

  41. Bom dia!
    Desejo obter mudas de curcuma – açafrão brasileiro, yacon, joá de capote. Como fazê-lo?
    há notícias de que a curcuma elimina ascélulas cancerosas. Nos últimos anos,tenho ajudado a cuidar de vizinhos com esta doença (levar ao hospital, preparar a refeição, ajudar na higiene pessoal).Muitas vezes, como são pessoas carentes, tenho que compar os alimentos. Gostariade fazê-lo mais acertadamente,ouseja alimentos mais úteis ao restabelecimento das pessoas. Até agora,o câncer tem sempre vencido a batalha. Muito grata pela informação. Na maioria das vezes, estas pessoas morrem sem nenhum tratamento. Muito grata pelas informações Eunice

  42. Ola…por incrivel que possa parecer,colhi sem plantar uma bacia de cára de rama …enrolado em um pé de aroeira;no litoral à 200mts da praia no fundo da minha casa em Ilha Comprida..e ainda vou colher mais este mês;todos de casa gostaram e os amigos tambem.Mas até agora não sei como apareceu no quintal quis partilhar esta novidade com vocês que possuem um sitio Maravilhoso Abraços Beth….Tatuí sp….

  43. Se alguêm souber aonde se vende mudas de Yakon aqui no Rio de Janeiro.
    Eu agradeceria muito se entrasce em contato com migo.
    A propósito, eu vendo pacotes de Goji Berry com 600g, de otima qualidade para quêm queira retirar as sementes para plantar.
    As sementes dos frutos que vendo são de facil germinação.
    Pois são desidratadas pelo calor do sol indireto e não danificam as sementes.
    Todas as pessoas que compraram com migo, ficaram satisfeitas com a germinação das sementes.
    Os Gojis que vendo, vem de uma provincia da China, chamada Ningxia.
    Moro no Rio de Janeiro e meu Msn pra quem quiser entrar em contato, é
    jhs-02@hotmail.com e o meu nome é Henrique.
    Fiquem avontade para entrar em contato, um abraço a todos e saúde!
    Apropósito, adorei o site de voçes, continuem assim, estão de parabêms!

  44. bom-dia gostariadesabe r se enstae sitio tem mana -cubiu e fhisalys p/ vender estou em pernambuco. desde ja agradeço

  45. Physalis? Nos meus tempos de criança, nas regiões Fernandópolis ( s p ),Fa-zenda Granito, Fazenda Neca Verdi e arredores nos sítios e nas fazendas de meus pais, onde conviví com a terra e seus produtos, eu conheci e ainda lembro com muita saudade, dentre muitos: manga rosa (sem bicho),laranja caipira (grande,sadio,dourado e muito doce), pitagas,gabirobas,azedinhas, marolos, araticuns (enormes,perfumados e saborosíssimos),marias-pretas e uma “praga” (bendita praga) da lavoura conhecida por SACO de BODE, cujos frutos ( macios,suculentos e doces) eram prontamente devorados por nós. E eis que (re)encontro o Saco de Bode nos super mercados mais sofisticados com o pomposo nome de PHYSALIUS, e com preço fruta nobre(quem te viu quem te ve…).

  46. ola ..eu gostaria de ganhar uma semente de pereskia aculeata mill ……………..sou deficiente fisico mas isto nao tem nada a ver eu gosto de criar abelhas sem ferrao e preciso desta flor…ou seja desta planta oubrigado.a ……………………………………………………………………..

  47. Olá, amei esse blog, me interessei demais pelo Joá-de-capote, Melãozinho dos Andes; Açafrão-da-terra e Açafrão-de-raiz, e tb pelo Yacon. Se puderem me informar ou indicar como adquiro essas raridades ficarei muito satisfeita. Resido em Congonhas/MG. Muito obrigada e aguardo novidades e notícias para o meu pedido.

    • Olá Marilda
      O mangarito (Xanthosoma riedelianum) é nativo da América do Sul. Tem muita gente que faz confusão entre ele e a taioba. Elas são plantas da mesma família, parecidas, mas têm raízes diferentes. A raiz lembra a batata. É da mesma família do inhame e do cará. Segundo informações do Instituto de Agronomia de Campinas (SP), o mangarito precisa ser mais pesquisado. Mas, já se sabe que ele é muito nutritivo, pois tem um alto teor de pró-vitamina A. E não tem nada haver com o Yacon (Smallanthus sonchifolius).
      Att. Gardel

  48. Estou em Campinas e preciso comprar 900 Kg de yacon para desenvolver um trabalho.
    Gostaria que me enviassem alguns contatos de produtores desta raíz aqui no interior de SP, talvez Ibiuna, Capão Bonito ou outra cidade.
    Vocês sabem quando, normalmente, é realizado o plantio do YAcon?

    Obrigada

    Marlene Scheid

  49. Por favor, gostei do que li sobre essa batata. Como adquirir essa batata yacon – batata dos diabéticos? – moro em Belo Horizonte/MG e gostaria de fazer uso desta em minha dieta, bem como, pergunto: onde conseguir senmentes ou mudas para cultivar? Grato: Nascimento

  50. já usei varias frutas exóticas da amazônia queria saber se vcs vendem em atacado,pois tenho uma empresa de tele entrega q facilita e agrada muito os clientes pois ñ pagam a entrega pois tb trabalho c fitoterápicos trabalho c clientes da temporada no litoral de SC moro em Porto Belo e entrego em várias praias . Espero contato

    • Texto retirado da página http://sitiocurupira.wordpress.com/frutosdositio/
      AVISO AOS INTERESSADOS EM FRUTAS, MUDAS E SEMENTES.
      NÃO COMERCIALIZAMOS AS FRUTAS QUE MOSTRAMOS NESTE SITE, E NÃO ENVIAMOS MUDAS OU SEMENTES PELO CORREIO, mas postamos os pedidos nesta página para os internautas e interessados fazerem diretamente as suas trocas. Por isso é importante colocar o estado e cidade que vocês residem, bem como seu e-mail, pois pode haver alguém muito próximo que cultiva a planta que você procura, facilitando muito a troca.

  51. Olá, bem eu comprei a fruta Yacon numa feira coberta daki e como ela é raiz é fácil fazer muda dela, é só deixar ela enraizar por si só ou plantar como se planta batata doce, mandioca, etc… espero ter ajudado e até mais

  52. Bom dia,
    Sou biólogo e tenho interesse em produzir cogumelos nativos em minha casa, porém, não consigo um contato com a proferssora que vocês disponibilizaram o e-mail em seu site, existe algum outro endereço onde eu possa encontra-la?

    Um abraço
    Krieger

  53. Boa tarde gostaria de saber se é possivel recerber de vocês 2 ou 3 kg de batata yacom (in natura) por mes . Quanto ficaria acrescido do frete para 39.917-000?

    • AVISO AOS INTERESSADOS EM FRUTAS, MUDAS E SEMENTES.

      NÃO COMERCIALIZAMOS AS FRUTAS QUE MOSTRAMOS NESTE SITE, E NÃO ENVIAMOS MUDAS OU SEMENTES PELO CORREIO, mas postamos os pedidos nesta página para os internautas e interessados fazerem diretamente as suas trocas. Por isso é importante colocar o estado e cidade que vocês residem, bem como seu e-mail, pois pode haver alguém muito próximo que cultiva a planta que você procura, facilitando muito a troca.

  54. Gostaria muito de sementes ou mudas de Raspberry-do-morro ou amora branca (Rubus niveus), estou louco atras de pelo menos sementes há muito tempo. Sabe onde posso conseguir?

  55. Olá Pessoal!

    Onde encontro Açafrão -da-terra?
    Aqui perto de Montenegro RS( 60 km de Porto alegre) será que tem?
    Fico muito agradecido se conseguir.

    Um grande Abraço.
    Marco A. Ritter

  56. Olá!!! moro em um sítio onde temos várias árvores nativas, entre elas a bombacopsis glabra – castanha do maranhão, este ano ela deu bastante frutos e eu experimentei algumas receitas. fiz um cookie de castanha do maranhão se quiser ver a receita dê uma espiada no blog:

    http://nasombradoipe.blogspot.com/2010/09/cookies-de-castanha-do-maranhao.html

    usei as sementes tbém para fazer bolo, ficou uma delícia!!
    Vou andar mais pelo sítio curupira
    Abç, Cris

    • Olá Raimundo.
      Sugiro que leia os comentários no final da página Frutos do Sítio do site do Curupira, em especial a resposta do comentário número 21.

  57. Ví que vocês possuem Cará-do-ar, cará-moela ou inhame-do-ar, inhame-moela. Tenho um quintal grande em minha casa e adoro plantar e gostaria de saber onde posso obter uma muda desse inhame -do- ar, ou cará-do-ar ou cará-moela. Se voc~e comercializam estas mudas ou sementes gostaria de saber como obtê-las, sou de Mogi das Cruzes, São Paulo.
    Muito obrigada
    Ana Maria

  58. Boa noite fiquei muito feliz, em encontrar esse site,pois quero saber como consigo muda de ora- pro nobis.se tiver como me enviar ageadeço, abraço

  59. Olá, tudo bem?
    Um produtor de batata yacon me respondeu logo acima, mas o meu interesse é INHAME-DO-AR, ou CARÁ-MOELA, gostaria de saber como posso obter MUDAS OU SEMENTES DE INHAME-DO-AR OU INHAME-MOELA, OU CARÁ-DO-AR. Por favor gostaria que me respondessem onde poderia obter estas mudas destes inhames.

      • Eu sou de Mogi das Cruzes São Paulo, pois é mas é o inhame-do-ar, também conhecido como cará-moela ou cará comum??? Eu tenho uma amiga que morava no Espírito Santo e pelo que ela falou um dia era esse tipo de inhame-do-ar que ela comia, disse que era um inhame diferente, sei que também é conhecido por cará-moela, mas isso não foi ela quem me disse. Portanto eu tenho interesse em obter uma muda desse inhame-do-ar ou cará-moela, caso você saiba que possua esse tipo de inhame por gentileza me avise. Obrigada
        Um abraço
        Ana Maria

  60. Boa tarde,
    Tenho um irmão de 35 anos, que apresentou probremas com glicose elevada, chegando a um quadro de 480, atingindo sua visão.
    Gostaria de alguma informação referente a como adquirir essa batata ou muda.

    Desde Já agradeço pela oportunidade.
    Edson de Abreu Mota.

  61. gostaria de obter endereços como conseguir mudas da batata “yacon”, pois estou interessado em plantar no meu sítio.
    obrigado

  62. Olá!
    Adorei o café de vcs.Será que pode me mandar a receita de como se prepara um delicioso café de fazenda,coado no pano?

    Obrigada!
    Angelita

  63. Olá ! Gostaria de conseguir mudas da planta : Ora-pro-nobis para cultivar e disseminar . Moro em São Gonçalo RJ , meu telefone : 21 93210813 ( TIM). Grato ,Abçs .

    • ola vc consegui Ora-por-nobis?tenho mudas da que tem espinhos e uma sem espinhos,quero saber se a sem espinhos tem o mesmo valor nutricional ?se souber me ajude,por favor

  64. Olá Gardel!
    Muito grata pela oportunidade durante o curso na Ajubai no último feriado de Páscoa!
    Tudo bem na viagem, chegamos bem (Ana e Domicela de Campo Largo/Curitiba).
    Procurei o livro “Prevenção e Controle de Pragas e Doenças” nas livrarias Curitiba, Saraiva e até na Estante Virtual e não encontrei.
    O telefone (no livro) do Paulo Henrique Mayer, (041)3285-7564, também não deu resultado. Sabe como posso conseguí-lo?
    Quero saber o preço do livro Lendas do Saber e como adquirí-lo.
    Gratíssima, mais uma vez, por tudo, pelo riquíssimo convívio durante o curso na Ajubaí, pelo maraviloso conteúdo e qualidade do site, e ainda, pelo auxílio na busca dos livros.
    Abraços também na Simone, quem conheci via fotos!

    Domicela

    • Olá Domicela, desculpe a demora na resposta.
      Que legal que tenham gostado do curso, também gostei muito.
      Para adquirir o livro “Prevenção e Controle de Pragas e Doenças” vou passar o telefone e e-mail da outra autora. Faça contato com Inês Claudete Burg pelos telefones (48) 3234-3266 e (48) 9944-1268 ou pelo e-mail inescburg@yahoo.com.br . Estas informações peguei do livro dela. Talvez tenha algum número ou e-mail desatualizado, mas não custa tentar. Para adquirir o livro Lendas do Saber faça contato com a autora Suzana Maringoni pelo e-mail suzana@permacultura.org.br
      Um grande abraço,
      Gardel Silveira

    • Ola Domicela, acabei de ver seu documentário hoje 07/01/2012 estamos aqui em Viamão Porto Alegre, ficamos contentes de encontrar aqui seu interesse pelas plantas, estavamos conhecendo um pouco m,ais sobre a planta physalis e ficamos surpreendidos com tudo que achamos. um abraço, marcio e ida de Balsa Nova PR. em féria no RGS.

  65. Boa tarde!

    Sou Tatiana Marques. Minha família tem um sítio em Santa Teresa, ES, e está produzindo physalis orgânica. Em 150 dias aproximadamente já colheremos os primeiros frutos. Por isso estamos nos apresentando como possíveis fornecedores da fruta.

    Havendo interesse, estaremos prontos a atendê-los.

    Obrigada pela atenção.

  66. Olá tudo bem, gostaria a respeito do açafrão, pois bém tenho em meu quintal uma planta que eu tenho como açafrão mais nunca deu flor tem época que as folhas secam e depois vem novos broto é sempre assim.
    Gostari de ter mais informações no meu Email

    • Ola Clodoaldo.
      As informações que disponho sobre o açafrão-da-terra Curcuma longa estão postas nesta mesma página.
      O açafrão é assim mesmo, ele fica bonito todo o verão e no início do inverno as folhas secam e caem (indicando a época certa para a colheita). E os rizomas, pelo menos aqui no sul do país, começam a brotar a partir de outubro.

  67. Boa noite como faço para conseguir, mudas da batata yakon?
    Moro em santa catarina, na região da serra.
    att
    simone

  68. Olá a todos!
    Estou muito ineressada em conseguir cultivar yacon pois meu marido tem diabetes e comprar não é barato. Já tentei plantar a batata comprada mas não deu certo.
    Como consigo mudas ou sementes para cultivar?
    Quem puder me ajudar, agradeço imensamente.
    Se alguém quiser muda de ora-pro-nobis e batata de curcuma eu posso dar sem custo nenhum. É SÓ CONTATAR por email
    Cordeirópolis SP

  69. Uau! Anos seguindo a Neide Rigo mas só hoje conheço vocês! Que espetáculo. Ainda não descobri onde fica o sítio curupira e já gostei de todo mundo que aparece nas fotos.
    Vou fazer hoje mesmo o pão com ora pro nobis!

  70. Boa Noite,

    Moro em Brasilia e preciso adquirir muda do ora por nobilis – Preskia Aculata, como obter??? Possuo uma variedade dessa planta porem nunca vi florir e dar bagos!

    Grato,
    Artur

  71. Boa tarde me chamo Zeneide moro em boituva interior de SP,a 20 anos procuro a batata mangarito pois minha mãe tinha na horta mais nos mudamos e nunca mais vi,esse mangarito faz parte da minha historia me ajudem a saber onde posso comprar a batata do mangarito para eu plantar em minha orta coisa pequena para eu reviver minha historia .
    Muito obrigada aguardo resposta no meu email

  72. Olá, parabéns pelo blog. Caso alguém esteja em SP e compartilhando mudas de yacon, meloncito, physalis ou maná-cubiu, tenho para oferecer cará-moela, rakyo, ervas medicinais, etc. Abraço e obrigada.

    • Olá Helena, além co cará-moela me interesso também pelo physallis.
      Um abraço.
      Ana Maria

  73. EI QUERO SABER ONDE POSSO COMPRAR A PHYSALIS AQUI NO ESPIRITO SANTO.ES. MORO NA SERRA EM JACARAIPE OBRIGADO AGUARDO RESPOSTA

  74. boa tarde Gardel meu nome e Estela sou irmã do Ulysses de sto amaro da imperatriz ele conseguiu com vc o yacon para o meu marido, pois ele tem diabetes, gostaria de saber como fazer o chá e qual a quantidade para tomar e tambem como consumir a raiz obrigada aguardo respostas

    • Olá Estela.
      Suas questões estão respondidas nesta página.
      Veja: “Se for consumido ao natural, o yacon tem sabor de pêra. Desidratado, rende um salgadinho “chips” bem crocante. Pode ser cozido e entrar no preparo das refeições como uma batata comum. Das folhas (uma colher de sopa para um litro de água) pode-se fazer um chá. Além do sabor agradável, atribui-se ao yacon propriedades antioxidantes e medicinais, sendo utilizado na melhoria da flora intestinal, na redução do colesterol e no controle do diabetes.” CONSULTE SEMPRE UM MÉDICO FITOTERAPEUTA PARA ACOMPANHAR OS RESULTADOS DO TRATAMENTO.

  75. Queriia saber se voces vendem a fruta physalis?Quanto custa? Moro no ES me responde por favor. Estou te arguadando agradeço beijão abraço tudo de bom fiquem com deus kariny

  76. OLÁ GOSTARIA DE SABER SE TEM ALGUEM NA MINHA REGIÃO OU PROXIMA DELA QUE TENHA A MUDA DA PLANTA ORA PRO NOBIS POIS ESTOU MUITO A PROCURA E OS UNICOS LUGARES QUE ENCONTREI NOS SITES SÃO EM SÃO PAULO O QUAL A REGIÃO FICA MUITO LONGE … MORO EM APIACÁS – MT QUEM SABER DE ALGUEM POR FAVOR ME RESPONDAM … carvalho_yoshida@hotmail.com esse é o meu imail para contato…

  77. Adorei participar deste fórum. Gostaria que me enviassem por email as novidades sobre frutíferas e também sobre as exóticas que mais se adaptariam em minha região , aqui no Paraná. Parabéns pelo blog, nossa muito útil e interessante. Neusa.

  78. Olá adorei seu blog tenho tentado adquirir algumas mudas como Raspberry-do-morro ou amora branca (Rubus niveus)
    Joá-de-capote (Physalis angulata), Amora-vermelha – Rubus rosifolius, mais até o momento não tive sucesso, vocês vendem essas mudas?
    aguardo sua resposta

  79. Boa noite.
    Gostei do blog, mesmo porque estou procurando a fruta Maná-Cubiu,pois tive informação que a mesma ajuda no tratamento de cancer, por ser cicatrizante. Por gentileza quem conhecer ou cultivar esta planta aqui na minha região Campinas/SP por favor me informe, com urgencia.
    Obrigada.
    Marta

  80. Olá, adorei este vlog. Há muito tento adquirir muda de ora pro nobis conforme a foto acima, mas é dificil. Tenho um tipo que cresce como árvore e tem os galhos longos e grossos e espinhosos, mas a minha preferencia é por esta. Voces vendem ramas, mudas ou sementes? Aguardo um retorno. Abraços

  81. Parabéns amei tudo ai , e principalmente pelo in poderes medicinais do inhame tenho aqui no meu quintal e nunca dei valor , mudei meu conceito agora vou cuidar de cultiva-los .
    bjos .

  82. Gostei muito deste site.
    Entrei para fazer uma pesquisa para o colégio do meu filho e fiquei admirada com o resultado.
    Parabéns. Ana Gláucia.

  83. Eu gostaria de saber onde eu posso encontrar e comprar a fruta camu-camu e maná-cubiu, sou diabético e preciso desses alimentos ou de mudas para plantar para viver uma vida melhor…resido em santa rita na paraiba….no aguardo de sua resposta…abraços…jodson.

    • Olá Dr. Matta
      Boa parte dos textos publicados tem sua fonte em bibliografias ou sites sempre anexados no final de cada texto. As fotos foram feitas por mim ou minha esposa aqui no Sítio Curupira.
      Att. Gardel Silveira.

    • As visitas são realizadas na parte da tarde de segunda a sexta-feira. Caso tenham interesse façam contato pelo e-mail poruga@terra.com.br aos cuidados de Gardel Silveira. Em dias de chuva as visitas são canceladas, pois o acesso ao sítio fica muito difícil. O endereço, bem como o mapa e telefone para contato serão enviados após confirmação da data.
      Att. Gardel Silveira.

  84. Olá tudo bem?
    Eu entrei no site de vocês porque estou precisando de algumas dicas. Eu tenho plantadas em vasos mudas de berinjelas e elas dão as flores, mas caem sem dar o fruto. Tenho também laranja pera e limão taiti que dão os frutos e caem ainda bem pequenos. O que devo fazer?
    Adorei as informações que vocês postaram são de grande ajuda.
    Onde fica o sítio de vocês? Gostaria de visitar se for possível
    Obrigada.

    • Olá Eulalia.
      Estes problemas podem ter muitas origens. Sugiro que consulte um técnico agrícola de sua região (Epagri, Emater, Embrapa…)

  85. Bom dia Pessoal,

    Me chamo Francisco Peres e possuo loja de produtos naturais em Santana do Livramento e estamso buscando infoarmações sobre o Yakon tanto o cha como a raiz, pois varios clientes estão nos consultando sobre a planta mas nao temos muitas informações.
    Meu email para contato emporiosaude@live.com, aguardo retorno e desde ja muito grato pela atenção de todos.

    Att.

    Francisco Péres

  86. GOSTEI MUITO DA MATÉRIA SOBRE A BATATA YACON.GOSTARIA DE SABER SE É POSSÍVEL FAZER UMA MUDA A PARTIR DA BATATA QUE COMPRO NO MERCADO,POIS JÁ TENTEI E NÃO CONSEGUI.ELA APODRECE E NÃO BROTA.PARABÉNS PELO TRABALHO DE VOCÊS.É MUITO BACANA,ALEM DE SER DE GRANDE UTILIDADE.

    • O yakon é plantado a partir de rizomas que crescem junto as batatas. Não é possível plantar as batatas, pois elas apodrecem. Com o caule também é possível o plantio, basta enterrá-lo como manivas de mandioca.

  87. Estou procurando mudas da Rubus Niveus ( framboesa negra ) para adiquerir, tenho Rubus Rosifolis ( mranguinho do mato ) para oferecer, sou de Gravatai , Rio Grande do Sul. Se souberem de alguem que possa me passar informaçoes a respeito de fornecedores desta framboesa eu agradeço

  88. Boa tarde. Sou mestranda da UFPR e estamos elaborando uma pesquisa com amora (morus nigra) – aquela que dá em árvore e tem uns “pelinhos”. Mas para que a pesquisa corra normalmente precisariamos de uma maior quantidade desse fruto e estamos come ssa dificuldade. Gostaria de pedir encarecidamente a ajuda e colaboração de todos para informações quanto a pessoas que tenham este pé de amora em suas proprias casas ou conheça algum lugar que tenha. Pois está na época e não podemos perder esta safra. Muitisso grata. Renata.

    (comentei novamente pois nao tinha incerido a opção de ser notificada por e-mail caso haja alguma respsota para mim.) Grataaa!

    • Olá Renata, minhas Morus nigra que frutificam são muito novas, pois plantei há dois anos, e as poucas frutas que aparecem são consumidas imediatamente pelos pássaros. Esta é uma das razões que prefiro cultivar a Rubus niveusou a Rubus rosifolius, pois seus espinhos dificultam a pilhagem dos pássaros.
      Tenho uma dúvida em relação à Morus nigra. No sítio tenho 3 pés com mais de 6 anos que todo ano florescem, mas não dão frutos, não sei o que acontece. A Morus nigra precisa de macho e fêmea para reprodução? Existe plantas estéreis? Agradeço desde já, Gardel.

  89. Olá gardel, boa noite.
    Pois é, é uma pena os passarinhos comerem tudo. Não sabem o quanto me atrapalham…
    Quanto as perguntas sobre a Morus sinto muito mais nao sei lhe informar, nao vi isto na bibliografia ainda…visto que aplicaria o fruto como antioxidante em pacientes com dores cronicas…portanto não conheço sobre a arvore e a especie neste aspecto em si.
    Sou emstarnda em nutrição. Sinto nao poder lhe ajudar.
    Desde já muito obrigada.
    mas caso saiba de alguem que cultive um pé ou outra de Morus nigra ou se ja passou por algum lugar e viu uma arvore e puder me ajudar, agradeço. Ajudaria a mim e a sociedade, que se beneficiará futuramente do produto criado.
    Grata

  90. Olá, eu gostaria de saber sobre uma fruta q encontrei no paraná e as pessoas de lá a chamam de bola remédio… já pesquisei mas não encontrei… ela tem casca dura como coco e tem cheiro de remedio qdo vc abre, bem forte… tem favos dentro! gostaria de saber suas propriedades medicinais e se elas realmente existem, misturam alcool de cereal para passar em locais doloridos no corpo… desde já agradeço!

    • Olá Terezinha. Apenas com estas descrições fica muito difícil uma identificação. Para tentar consultar minhas literaturas precisaria da foto do fruto maduro, do fruto cortado ao meio, das sementes, das folhas e flores, da árvore inteira e uma da textura da casca do tronco. Ainda se possível a época de floração e frutificação e região encontrada. Só assim poderei cruzar estas informações com os livros do Lorenzi.
      Att. Gardel.

  91. Gostei do site
    Mas como devo fazer para adquirir mudas e/ou sementes de plantas medicinais e temperos ?
    Pretendo cultivar horta sensorial, para colaborar com pessoas com deficiencia visual.
    Minha chacara esta localizada a + ou – 3 km de Pirenopolis Go
    Parte estrutural ja esta pronta só falta plantar
    Tenho tambem uma horta do projeto ” PAIS “

  92. Bom dia
    tenho mudas de ora pro nobis, curcuma, amora gigante, inhame, rami ,physalis, mana cubiu etc, para quem vier ate minha casa eu dou,(av katisutohi naito 238-suzano sp) se alguem quiser receber em casa cobro o sedex , liguem 11 47496227- eder.zanotti@hotmail.com

  93. MUITO BOM TENHU UMA CHACRINHA COM MUITAS PLANTAS GOSTRA DE RECEBER ATUALIZAÇÕES DE VOCE

    ABRAÇOS MEUS

    SERGIO DOMARO

  94. Preciso de uma inofrmação sobre onde posso encontrar mudas de amoreira branca para comprar. Moro em Atibaia interior de São Paulo. Aguardo resposta, grata Sandra

  95. muito bom o site tive curiosidade de saber sobre alguns frutos e encontei como amora branca, mana cubiu, mas gostaria ee ter algumas mudas exp
    mana cubiu, raspberry do morro , joa de capote , meloncito, ora – pro -nobis, batata yacon , amora vermelha, cacau do maranhao

  96. adorei tudo. excellente a materia.se tivesse um encontro onde pudessemos estar levando especies das diferentes regioes poderiamos fazer trocas e muitas informaçoes.tenho plantas aromaticas e gostaria de consseguir

  97. araguari 20 10 2011

    vou sempre a sao paulo,tem algum lugar por ali que eu consiga essas mudas mana cubiu ,meloncito,cacau do maranhao, curcuma e outras coisas diferentes como algumas flores comessstiveis etc. tenho muito poejo,menta e outras ,posso doar.

  98. estou interessada em mudas de inhame chines, mangarito e vitex agnus castus, se alguém puder me fornecer ou indicar onde comprar em São Paulo, eu agradeço muito.
    moro no bairro Rio Bonito, próximo de Interlagos em SP.

  99. resido no rio e tenho um sítio próximo a barbacena, quero comprar mudas de manga palmer, jabuticaba, pitanga e limão taiti, onde acho isso aí por perto. alguma sugestão.

  100. Que lugar MARAVILHOSO é esse? Adorei tem muita coisa que comi na infancia mas por causa do tal progresso nunca mais vi ,e é uma pena …mas tem uma que nao achei aqui e gostaria muito de conseguir que groselha aquela tipo uma pitanga…NOOOOSSSSSSAAAAA minha boca esta cheia d’água se conseguirem me passe o preço e pagarei pois QUERO muitooooooooooooo!!!!!!!

  101. Olá, parabéns pela qualidade de seu site. Vocês demonstram que existem muitas possibilidades de se interagir com a natureza sem necessariamente dominá-la, mas tê-la como parceira.
    Gostaria de apresentar a vocês meu caso:
    Estou recuperando uma chácara de 10mil m2, que ficou abandonada alguns anos e a braquiária tomou conta. Perdemos várias árvores frutíferas, mas ainda sobraram algumas (uvaia, abil, pitanga…) . Ela fica em uma colina e possui um tanque logo em sua baixada. Mais ou menos:
    +—————————-+
    | |
    | | (R) = residência
    | (B) (R) | (B) = áreas c/ braquiaria
    | | (T) = tanque
    | | (A) = área preservada
    | (B) |
    | |
    +—————————-+
    (A) | |
    | (T) |
    | |
    +————+
    Meu objetivo é com o tempo:
    1- converter a braquiaria em gramado na área próxima à residência (descampado entre casa e tanque). Teriam alguns conselhos?
    2 – na área mais distante da casa, plantar novamente árvores frutíferas e com isso também buscar a eliminação das braquiarias. Devido à colina e ao tanque, preciso ter cuidado para evitar assoreamentos. Alguma recomendação de plantio (interior de SP)?
    3 – uma horta e parreira de uvas, acima da residência.

    Devido a incidência de algumas cobras e aranhas, temos muito interesse em manter a chácara de certa forma limpa. Há uma área preservada na fundo da chácara, nascente do tanque, que seria um lugar melhor para eles.

    Qualquer dica será de grande valia, tenho muito trabalho pela frente.

    Grande abraço!

    • Olá Juliano. A braquiária é uma gramínea de crescimento vertical. Corte sempre que possível com roçadeira ou cortador de grama bem baixo, assim outras gramíneas de crescimento horizontal podem crescer e tomar conta do lugar. Esta técnica requer muita insistência.

      • Obrigado pela dica.

        Pretendo colocar calcário (terra arenosa) onde tenho grama e ao seu redor para ela se fortalecer e expandir com o tempo, ampliando pouco a pouco. Ou devo colocar o calcário até mesmo onde tem a braquiária pra melhorar a terra e lidar com ela mais forte?

  102. ola pessoal gostaria de receber sementes de curcuma ou curcuma em forma de batata,,,nao se explicar…mas como se eu fosse ralar…ai vira pó…pago a despesa de correio e o que for preciso desde ja agradeço

  103. Olá, gostaria de receber opiniões sobre como proteger a ameixeira e pessegueiro da mosca das frutas sem agrotóxico. Coloquei armadilhas, mas não surtiram efeito; ensacar nem pensar…Obrigada.

    • Veja bem, só as armadilhas não vão surtir efeito, é importante dar um fim (enterrar, dar para as galinhas ou outros animais de criação) os frutos caídos contaminados com as larvas. Agindo assim você cortará o ciclo de desenvolvimento da mosca. Óleo de Neen também ajuda bastante para afastar as moscas e outros insetos. Para aprender outras receitas de inseticidas ou repelentes naturais sugiro que consulte o livro “Alternativas Ecológicas para Prevenção e Controle de Pragas e Doenças” que menciono nesta página.
      Este ano, num dos meus pessegueiros, coloquei um mosquiteiro velho sobre ele. O resultado foi fantástico, pois pude deixar que os frutos ficassem no pé até amadurecerem a ponto de concentrar o máximo de açúcar. Foram os melhores pêssegos que já comi.

  104. Boa Tarde Daniela,

    Estou tentando comprar muda de castanheira do brasil com 6 a 8 anos de estaquia, mas estou com dificuldades em localizar. Será que você poderia me ajudar?

  105. Boa Noite, tenho linfoma e me indicarão tomar o chá de rizoma de açafrão da terra (ou curcuma longa, ou tumerec), e para espanto de todos inclusive do medico, fiz as quimel e meu hematox não baixou de 33, hoje fiz a ultima quimel, e contei para o medico do chá que pediu para levar um rizoma para indicar para outros pacientes, e nao tinha esta publicação, o chá e feito assim, ferve meio litro de água e coloca um rizoma medio em rodelas e abafa, depois deixa esfria e toma um copo de manha outra a noite, para mim nem efeito colateral das quimel deu, passo a todos pois e milagroso mesmo

  106. Olá Por favor gostaria que ajudasem sobre como cuidar de um pinheiro Europa , no qual eu comprei para plantar no natal e continuar com ele os outros anos , ele tem a raiz e o plantei em um vaso bem grande, ele esta fora da casa ficou aqui dentrio apenas 20 dias, porém ele esta secando de cima para baixo e são as folhas expostas que estão secando e a parte de cima dele ja secou toda uns 16cm… por favor não quero perder este pinheiro ele é lindo como devio fazer?

    atenciosamente
    Elianne

    • Obsolescência programada até para as pobres plantinhas… parece brincadeira mas é verdade.
      Olá Elianne, as causas para o problema de seu pinheiro podem ser muitas. Geralmente estes pinheiros são cultivados na terra com adubo químico e transplantados para os vasos próximo do natal. E nesse transplantes os vendedores não se preocupam em proteger as raízes, expondo-as ao calor, luminosidade ou mesmo cortando suas pontas para entrar no vaso. Neste momento as raízes ficam expostas a vários tipos de contaminação (fungos, bactérias…) que a médio e longo prazo acabam debilitando ou até mesmo matando a plantinha. Mas isso é só uma hipótese. Outra teoria seria a falta de nutrientes, uma boa quantidade de húmus poderia ajudar bastante. Em alguns casos não vale a pena investir numa investigação mais precisa, pois precisaria de um técnico experiente para diagnosticar o problema. Outra teoria a a exposição contínua a uma mesmo clima e luminosidade. Isso ocorre quando a planta fica muito tempo adaptada dentro de casa. Ao colocá-la no sol e a variações extremas de temperatura e luminosidade (principalmente no verão) ela pode ficar estressada, doente e até morrer.
      Sugiro que compre outro pinheiro, desta vez tente achar um bem pequeno para que as raízes possam se adaptar a terra e ao tamanho do vaso.

  107. Gostei de conhecer esta amora-vermelha, existem outras frutas consideradas daninhas que são semelhantes a ela?
    Voce vende ou doa mudas?

    Um grande abraço gostei muito do seu blog

    • Como já respondi nesta mesma página (não vendemos nada, só difundimos conhecimento), no entanto costumo doar/trocar mudas ou sementes excedentes, para as pessoas que me visitam.

    • Olá Isabela. Até temos dois pés de manga (enxerto)e algumas laranjeiras (enxerto), mas posso garantir que não são as árvores mais indicadas para uma produção cinematográfica, pois minha região (litoral de SC) não é o local mais apropriado para o cultivo destas espécies. Sugiro que procure um local mais para o sudeste ou nordeste do pais para captar boas imagens.

  108. Gostaria de saber amsi sobre a Rubus rosifolius Sm, aqui na minha região tem muita na mata, quero fazer um jardim frutífero, e vou colocá-la na minha lista, será que somente um pouco de esterco ou adubo ja a ajuda a produzir mais e melhor? obrigado pela atenção.

    • Olá Guilherme.
      A amora vermelha, Rubus rosifolius é considerada uma planta “daninha” e espontânea. Ela consegue frutificar até em solos pobres. Então qualquer adubo (esterco curtido, húmus, composto orgânico) que você colocar na terra irá ajudar a produzir uma planta mais saudável e por consequência colherá mais frutos. Boa sorte.

  109. Gostaria de receber maiores informações sobre cará-moela, e saber se é verdade que a moela desidratada é bom para tirar pedras renais? onde posso encontrar em minha região?
    Marineuza Ap. Mattoso da Silva
    Rua Celestino Rodrigues, 100 Jd. Sta. Elisa
    Americana-SP CEP- 13.474-053

    • Não conheço todas as propriedades medicinais do cará-moela. Se que ele é rico em carboidrato e é depurativo do sangue. Ele é comum ser encontrado em jardins de pessoas de mais idade, pois também é considerado uma planta ornamental. Vou deixar sua postagem na página para que alguém de sua região possa atender sua demanda.

  110. Gostei muito de tudo que li… especialmente sobre o yacon… e gostaria de saber como conservá-la.. e como congelar e descongelar para consumo diário… pois, ás vezes ela desaparece…. Moro em Ribeir5ão Preto…

    • Olá Maria.
      Se o Yacon ficar na terra ele acaba apodrecendo e realmente desaparece. Se ele ficar fora da terra, numa bandeja ou cesto, acaba murchando. O ideal é consumir seus tubérculos na sua época de colheita. Dentro da geladeira ele dura uma ou duas semanas a mais. É comum encontrar no mercado yacon seco vendido como “batata chips”. Desidratação acho que é um bom caminho para conservar a batata. Se o seu consumo for por razões de saúde, como tratamento para diabetes, sugiro desidratar as folhas e consumir o chá. O chá da folha é mais eficiente para o controle da diabetes do que consumir o fruto in natura. Nunca tentei congelar a batata, mas acho que ele pode ficar mole após o descongelamento. Sugiro que experimente para ver o que acontece.

  111. Olá
    Bom dia,

    Será que posso usar o emplasto de inhame para secar um pequeno hemangioma no nariz da minha bebe? É só uma dúvida me ajudem respondendo.

    Grata

    Jacimara

    • Olá Jacimara.
      Informo que não posso receitar qualquer medicação natural, seja ela alimento ou não, para tratamento de doenças, pois não sou fitoterapeuta. Nesta página só informamos as propriedades medicinais e nutracêuticas de alguns alimentos plantados aqui no sítio.

  112. Detalhes: o sinal é do tamanho de um grão de feijão carioca, mas o medico disse que pode aumentar até ela ter uns dois aninhos, ela ta com 2 meses. Eu gostaria de ir passando algo natural para ir contendo ou secando. Por isso fico pesquisando na net sobre medicina alternativa… até encontrar vocês. Muito importante as informações postadas aqui, ajuda e muito na qualidade de vida.

    Obrigada

  113. boa tarde!

    Gostaria de ter tanto aqui no meu terreno, MUDA DE COCO AMARELO, pelo menos já para começar plantar e crescer rápido, uns 4 metros em diante, qual o preço de cada muda? e se tem pessoas ai no sitio para plantar pra min e adubar porque nao sei ok, aguardo a resposta,obrigado

  114. Gostaria de receber sempre que possivel informação a respeito das plantas do sítio para adquirir conhecimento. Se possível alguém que possa me enviar através do correio um muda de açafrão da terra e Yacon. Pois tenho diabeticos na família e essas plantas me serão muito uteis.
    Um abraço,
    Adair
    ( Poderiámos nos comunicar através de e-mail)
    adairsf@gmail.com

  115. Poxa, fiquei maravilhada com tudo que vi e cada msg que li, estou num dilema, minha medica praticamente me desenganou de leucemia e nem a fabrica tem materia prim a para fabricar meu remedio, creio muito em DEUS e na natureza que ele deixou, Fiquei surpresa sobre a raiz curcuma, se alguem se sensibilizar por favor me ajude, e-mai quelsoliveira@ig.com.br

  116. Adorei esse cará,mais meu vizinho tem uma pitangueira toda cheinha de pitangas bem encostada na parede da minha casa, agora plantou um pé de cará, que já subiu e está cheio de carazinhos bem em cima da minha calha, vou come-los de graça,kkkkkkkkkk.

  117. Boa noite.
    Gostaria de saber se vcs sabem alguma coisa a respeito de uma erva que se chama “docudami”.
    As folhas parecem coraçõeszinhos e dá florzinhas brancas.
    Ganhei um muda mas sí vi um site “Gororobas ” que fala sobre essa planta. Fiquei com medo de usá-la.

    Se puder responder pelo meu email, agradeço: elianafranchi2@hotmail.com
    Obrigada.
    Eliana Franchi

    • TEXTO RETIRADO DA PÁGINA “FRUTOS DO SÍTIO”

      AVISO AOS INTERESSADOS EM FRUTAS, MUDAS E SEMENTES.
      NÃO COMERCIALIZAMOS AS FRUTAS QUE MOSTRAMOS NESTE SITE, E NÃO ENVIAMOS MUDAS OU SEMENTES PELO CORREIO, mas postamos os pedidos nesta página para os internautas e interessados fazerem diretamente as suas trocas. Por isso é importante colocar o estado e cidade que vocês residem, bem como seu e-mail, pois pode haver alguém muito próximo que cultiva a planta que você procura, facilitando muito a troca.

      LER É PRECISO!

  118. Boa tarde!.
    PARABÉNS ao Sítio Curupira pelas informações contidas no site! São muito importantes, e estão ajudando muita gente!!. Moro no Paraná, tenho uma chácara próximo de Curitiba, sou amante da natureza, e a maioria das variedades citadas por v.c.s. também crescem no Paraná, exceto, maná cubiu, e cacau do maranhão, que nunca vi por aqui.
    DICA: As folhas de inhame refogadas, eu tempero com sal e limão, alguns minutos antes de refogar. ficam uma delícia, e pinica bem menos.

  119. Gostei muito deste site, em especial sobre a batata yacon e gotaria de ter maiores informaçaoe onde posso compra-la,moro em ji-parana Rondonia e se alguem sabe onde vende por favor me indique. OBRIGADO E PARABENS PELO SITE.

  120. POR FAVOR PRECISO DE SUA AJUDA PARA DESCOBRIR O NOME DE UMA PLANTA QUE SE PARECE COM O CARÁ DO AR;DESDE AS FOLHAS PARECIDAS ATÉ A FORMA QUE DÁ O FRUTO,MAS COM DUAS DIFERENÇAS O TUBERCULO E AMARGO E TEM FORMA REDONDA. DIZEM QUE E USADO PARA PROBLEMAS CIRCULATORIOS. POR FAVOR ME AJUDE A DESCOBRIR.

    • Olá Patrícia.
      Envie uma foto do tubérculo (inteiro e cortado ao meio), das suas folhas, de seu caule e se possível de sua floração se tiver. Sempre que fizer uma foto para arquivo ou identificação fotografe junto à foto algum elemento de tamanho padrão como uma caneta, isto servirá para o identificador poder fazer a medida visual. Assim posso pesquisar com mais precisão em minhas bibliografias. Envie e-mail a/c de Gardel Silveira (poruga@terra.com.br)

  121. estava a procura de resposta sobre o cara-do-ar eu achei um per dela no meu sitio e com mais de 4k nao sabia o que fazer com ela estou cutivando ela esta carrecada agora eu sei o que fazer ader com as folha muito obrigado parabéns pela juda / meu esposo ia corta ela pessando que era perigosa para saude agora eu vou prova em farias receita

      • Poderia me conseguir um tubérculo de cará do ar? Quero plantá-lo em meu sítio mas desconheço quem o possua perto de Porto Alegre. Poso pagar as despesas de postagem. Obrigado. Fernando

  122. Meu endereço é rua novo horizonte nº30 bairro santos dumont cep: 75532-190 Itumbiara-goiás. Gostaria que tbem me mandasse o seu para que eu possa mandar por correio o tuberculo de q lhe falei; para que vc possa descobrir para que serve. Obrigada.

    • Olá Patrícia.
      Nosso endereço para correspondência é : Caixa postal 54, Correio, s/n, Centro, Santo Amaro da Imperatriz, Santa Catarina, Cep 88.140-000.
      A/C Gardel dos Santos Silveira

  123. Apreciei muito a informação. Infelizmente como vivo em Portugal não poderei experimentar as plantas de que falam, excepto a Physalis que conheço e tenho em casa. Com certeza aqui haverá outras mais adaptadas ao clima, mas falta-me a informação. Sabem dizer-me se alguma dessas plantas se adequa ao clima de Portugal mediterrânico.
    Obrigada

    • Olá Maurício.
      A Plysalis geralmente é encontrada nas redes de grandes supermercados, na parte de importados ou frutas “exóticas”. Apesar de ser uma frutinha com preço meio salgado, na sua época de germinação é considerada como erva daninha em brejos, canteiros ou terrenos baldios. Uma frutinha contém dezenas de sementes com alto grau de germinação. Se não encontrar na natureza vale a pena comprar. É bem fácil plantar.

  124. GOSTARIA SE POSSÍVEL COMPRAR UMA MUDA DE ORA- PRO- NÓBIS MORO EM MARICÁ RIO DE JANEIRO, VENHO PROCURANDO ESTA PLANTA HÁ MUITO TEMPO É NÃO CONSIGO GOSTARIA SER POSSÍVEL ADQUIRIR UMA MUDA POR FAVOR OU AONDE POSSO COMPRAR AQUI EM MARICÁ OU EM OUTRO MUNICÍPIO FICO MUITA GRATA.
    VERA BRAZ

  125. Qual é mesmo a época de encontrar-se cúrcuma em raiz no comércio? A physalis tolera geada no local definitivo, quando ainda pequena? Obrigado pelas informações. Fernando

    • Olá Fernando.
      A colheita da cúrcuma deve ocorrer na época em que a planta perde a parte aérea, depois da floração. Nesta fase, os rizomas apresentam pigmentos amarelos intensos. Geralmente a colheita ocorre no inverno, não lembro o mês exato. Em relação a phisalys, não tenho certeza se ela tolera a geada, pois aqui no Curupira raramente registramos este fenômeno.

  126. GOSTARIA DE OBTER Á PLANTA ORA-PRO-NÓBIS QUEM TIVER MANDE PARA MIM PAGAREI AS DESPESAS, MUITO OBRIGADA VERA BRAZ

  127. gostaria de saber de vcs sobre a planta insulina,pois tenho a planta aqui em casa mas não seu utiliza-la,abraço a todos voces.

    • 5.Por motivos pessoais, estou sem tempo para responder às questões levantadas pelos amigos internautas. Peço desculpas pelo inconveniente. Deixarei as questões publicadas para o caso de alguém ter conhecimento e interesse em responder.

  128. olá.
    primeiramente, parabéns pelo sítio, espero viver assim um dia mas, por enquanto estou trancado no meu escritório de advocacia, enforcado por uma gravata.
    Semana que vem vou plantar uns quarenta pés de Physalis, e a análise da minha terra, indicou Ph 5, deficiência de fosfato enfim, realmente não é uma terra muito boa, e não sou agricultor, não tenho experiência nessa área.
    se possível, gostaria de umas dicas do que posso fazer para melhorar a terra, de forma orgânica claro. vou plantar em covas de 40x40x40cm e usar esterco de galinha bem curtido.
    qualquer dica é válida.
    desde já agradeço. um abraço.
    William

      • ola sitio curupira
        obrigada pela resposta, eu tenho um muda de franboesa aqui em casa e uma de amora preta,mas queria saber tbm a diferença de pé de amora vermelha e de amora preta,pq queria comprar um pé de amora vermelha se existir no mercado.
        desde ja obrigada

  129. Gostaria de saber mais sobre o “cará-da-china”. Voces conhecem? Meu marido está tomando para controlar a diabetes dele. No geral parace estar melhor, mas nada sei sobre essa planta (ou tuberculo). Disseram-me que ele afina o sangue e pode causar falta de coagulação. Será possível isso?
    Agradeço sua informação.
    Obrigada
    Leila

    • Olá Leila. Conheço vários tipos de tubérculos com o nome cará, mas nenhum como cará-da-china. Seria o inhame chinês ou taro citados nesta página?

  130. Fantástico!! Simplesmente especial. Tenho Ora-pro-nóbis em casa, cara do ar, taioba, e vejo que o mundo ainda tem pessoas especiais que cultivam e sabem o que é saudável. Gostaria de ter sementes de maracuja roxo, bem pequeno estilo bola de ping pong. Moro em Campo Belo-MG., cep 37270-000 , rua amelia candida de amorim, 63 – bairro arnaldos. Se alguém tiver e puder me fornecer, também posso fornecer cara de taioba , mudinha de ora-pro-nóbis.

  131. Amei o blog, comprei uma chácara e como era do ‘asfalto’ não sei quase nada da vida no campo, agregou muito conhecimento. Tenho um pé de cacau do maranhão e nem sabia e certamente vou tomar meu café direto do pé depois das dicas de vcs! Parabéns!!!

  132. Oi!
    Estive pesquisando sobre o cará moela e encontrei vocês. Só para constar que ainda estamos com a Talent, mudamos para um local maior e cada vez mais vendemos produtos orgânicos.
    Um abração
    Anna Maria – Rio do Sul

  133. Boa tarde, moro na cidade de São Paulo, e gostaria de comprar muda ou semente de
    GOJI BERRY, pode me i ndicar aonde posso comprar?

  134. Tenho pé de cacau do maranhão e não sabia nome e como utilizar. Valeu!!!
    Gostaria muito de saber da amora preta, com pé espinhoso. Desde já muito obrigada!!

  135. Ola amigos estou atras de cara moela para plantar no meu sitio . tenho para troca sementes de pimenta biquinho ( não arde ) . parabéns ao sitio sucupira pelo belo trabalho .

  136. Sou apaixonada pelo blog de vocês. Ganhei uma chácara de meu pai e estou iniciando com atividades de plantação. Tanto eu quanto meu esposo não temos muito conhecimento, mas gostaria de plantar de tudo e de forma orgânica.
    Estou a procura de mudas de araruta, azedinha e outras plantas convencionais. Vocês saberiam quem vende mudas aqui no Paraná?

  137. Boa tarde, primeiro parabéns pelo blog e segundo ja esta nos favoritos. Sou de SC, tenh0 27 anos e sou apaixonado por frutas/chás/trepadeiras e hortaliças, hoje possuo mais de 100 exemplares a maioria já plantados de plantas e árvores do Brasil e mundo a fora… Gostaria de saber se vocês fazem a venda de mudas, pois esta dificil achar algumas das raridas que vi aqui no blog, aqui pelo sul. Deixo um abraço forte e agradeço a oportunidade de conhecer vocês. Roger K.

    • Olá Roger.
      Como já deve ter lido no site, não vendemos nem enviamos mudas pelo correio, no entanto, aqueles que aqui vem visitar gostamos de estimular o hábito da troca ou escambo.
      Att. Gardel

    • ola ROGER tenho mudas e sementes para trocar e so voce dizer o que voce esta querendo para eu ver se eu tenho e formaremos um meio de troca

  138. Boa noite. Sempre visito o blog do sítio Curupira, pois sou apaixonada pela natureza e logo, logo estarei morando em minha chácara e tenho aprendido muito com vocês. Já tenho em meu quintal ora-pro-nobis, cúrcuma, taioba, cara-moela e recentemente plantei sementes de phisalis em um balde e está lindo. Estou a procura de mudas de araruta e de yacon. Se conhecerem alguém do Paraná que tenha araruta e yacon ficarei agradecida se me informarem.

    Abraços e parabéns

  139. Gostaria de saber melhor como funciona o sistema de troca de sementes nesse site.
    Tenho 100 sementes de cereja silvestre(árvore frutífera) para trocá-las por sementes de legumes e verduras. Tendo algum interessado/a gostaria que indicassem meu contato. Sou da cidade de Diadema, São Paulo.

    Agradeço sua atenção e o ótimo trabalho no sítio e pelo site maravilhoso que compartilham com todo o planeta. Obrigado!

    • Planta-se através dos rizomas que crescem junto as raízes. Dá para tentar plantar de galho, não é muito eficaz, mas dá resultado.

  140. Tambem estou interessado em mudas da batata yacon sou diabético e gostaria se alguem podesse enviar ou mostrar como posso adiquir as mudas da yacon arcaria com as despesas ok

  141. Ola meus companheiros amantes da natureza.
    Eu tenho uma propriedade rural no município de Piedade-SP. E estou plantando uma grande quantidade de batata yakon para comercio.Desde já fico no aguardo para futuros contatos com pessoas que queira adquiri las em pequenas ou grandes qquantidades.

  142. Ola sitio Curupira!!! Moro num sitio aqui em Sorocaba e a amora vermelha me faz lembrar a minha infancia!!! Gostaria de obter mudas dessa amora vermelha e experimentar plantar a amora branca aqui na minha cidade. Voces costumam mandar mudas para outros lugares?

  143. estou preocupada com uma fruta porque.. não é uma são varias casca fina finíssima a carne da fruta é doce dolcissimo mas o problema é o tamanho… alguns entendidos julgam ser falta de água solo seco mas te garanto não é não porque o solo é mantido 24h úmido… (eu estou acompanhando diariamente o plantio todo mas de olho é um só porque todos estão iguais… toTRIST

  144. Quero atualizar todos vocês a boa notícia que acabou de acontecer na minha vida eu que nunca acreditar, porque eu próprio o meu banco um monte de dinheiro que eu uso na construção de minha casa aqui no Brasil tentou, mas não trabalho de muitos credor de empréstimo on-line para fora para mim, então eu tenho que vender um dos meus rins e um amigo meu me dirigido ao Sr. David um agente que me ajude a vender meu rim ea operação foi bem sucedida e agora eu e minha família está feliz novamente como eu fui capaz para pagar todas as minhas contas que eu tenho Se qualquer um está precisando de ajuda que você pode contatá-lo em seu e-mail: dmark790@yahoo.com

  145. oi pessoal fazendeiro…sou portador de pancreatite crônica alcolica, mas não penso em parar de beber, penso q devo continuar, mas já reduzi 80% do consumo. hj, acho q o cara moela, seria a minha chance de cura… seria possível vcs me indicarem um fruto certo? Abçs do Kal.

  146. Quero conhecer pessoas de Tubarão-SC ou proximidades – para AMIZADE, troca de conhecimentos, troca de SEMENTES e MUDAS de plantas “RARAS” – frutas e grãos. Tem de ter vontade de cuidar pois são difíceis de achar. Quem puder recomendar alguém da minha região para amizade agradeço. uai2266@hotmail.com
    Recado p/ SITIO CURUPIRA: Bombacopsis glabra (fruto verde), Pachira aquatica (fruto marrom).Não sei se conheces…

  147. Estou interessado na batata yacon, mais precisamente em como adquirir mudas ou sementes. Sou diabético e gostaria de cultivá-la no sítio.

  148. gostaria de saber como adquirir sementes ou rizomas do açafrão, e tambem como é o mercado deste produto, tenho um sítio e gostaria de cultivar essa planta.

  149. Olá, estou a pensar plantar amora vermelha no meu quintal, as amoras comerciais pretas já tenho, há alguns cuidados específicos e podas sazonais a fazer na amora vermelha como na amora preta? Muito obrigado

  150. oi meu nome é Luciano. Sou nativo aqui do extremo norte do Brasil, fiquei interessado no filme que vi sobre o curupira. Queria fazer um sobre o nascimento dele.
    Pode me dizer como faço para falar com o produtor do filme, ficaria muito agradecido.

  151. Tenho muito interesse de saber como adquirir mudas da yacon; gostaria de cultivá-la para o consumo próprio. Mas, ainda não encontrei nessa região.

    • “NÃO COMERCIALIZAMOS AS FRUTAS QUE MOSTRAMOS NESTE SITE, E NÃO ENVIAMOS MUDAS OU SEMENTES PELO CORREIO, mas postamos os pedidos nesta página para os internautas e interessados fazerem diretamente as suas trocas. Por isso é importante colocar o estado e cidade que vocês residem, bem como seu e-mail, pois pode haver alguém muito próximo que cultiva a planta que você procura, facilitando muito a troca.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s