Quem somos nós

28_07_13-1141.jpgO Sítio Curupira está localizado a 262 metros de altitude, com uma bela vista para a Serra do Tabuleiro e Vale de Santo Amaro da Imperatriz, rodeado pela Mata Atlântida com áreas em diversos estágios de sucessão, açude com peixes e patos, grotas que encobrem belas nascentes e vegetação exuberante, animais silvestres e uma infinidade de insetos.

Curupira Além das Palavras é um ensaio fotográfico em formato de vídeo, onde retratam imagens do cotidiano, flora e fauna vistas pelas lentes de dois Permacultores apaixonados pela natureza.

______________________________________________

“Fui para os bosques viver de livre vontade,
Para sugar todo o tutano da vida …
Para aniquilar tudo o que não era vida,
E para, quando morrer,
não descobrir que não vivi!” Henry Thoreau

______________________________________________

O sítio é uma estação de Permacultura familiar e moradia permanente do casal e tem como objetivo o convívio com a natureza de forma sustentável e ecologicamente viável, a produção de alimentos de qualidade para suprir necessidades sem explorar ou poluir o meio ambiente. Nosso trabalho inclui a produção de mudas, minhocário, compostagem, sistemas agroflorestais, consórcio com animais, produção de cogumelos, resgate de sementes crioulas e produção própria de sementes. O Sítio Curupira pretende ser um núcleo de difusão de permacultura e um espaço para convivência, aprendizagem e troca de experiências entre amigos, estudantes e pessoas interessadas. E-mail para contato: poruga@terra.com.br

______________________________________________

Acredito que a harmonia com a natureza é possível somente se abandonarmos a idéia de superioridade sobre o mundo natural. Levi Strauss disse que o nosso erro mais profundo é o de sempre julgarmos “mestres da criação”, no sentindo de estarmos acima dela. Não somos superiores a outras formas de vida; todas as criaturas vivas são uma expressão de vida. Se pudéssemos ver essa verdade, poderíamos entender que tudo que fazemos a outras formas de vida, fazemos a nós mesmos. Aquela cultura que compreende isso, jamais, salvo necessidade absoluta, destruirá qualquer ser vivo.” Bill Mollison.

87 pensamentos sobre “Quem somos nós

  1. Parabéns pelo trabalho no Sítio Curupira. Eu também comungo das mesmas idéias de vocês, e, tenho a convicção que o homem um dia vai voltar às suas origens, voltado para a natureza, em harmonia e equilíbrio. Parabéns!

    • Olá Glauco, também percebi que a página do “Cogumelos Hobby” está fora do ar, devem estar de férias, rsrsrsrs.
      Ai vai uma dica de um livro que pode ajudar bastante tanto na escolha do tipo de cogumelo para o cultivo, como o “passa a passo” para produção em pequena escala com materiais baratos e rudimentares. O livro chama-se (Cogumelos Comestíveis, de Vera Bononi e Sandra Trufem – Editora Ícone. Também tem um outro livro bem mais completo destas mesmas autoras, porém com a participação de Maria Capelari e Rosana Maziero, também da Editora Ícone. Este segundo livro tem informações para uma produção mais em escala industrial e sugere equipamentos bem mais caros e edificações bem mais elaboradas.Veja qual a sua necessidade e escolha um.
      Uma dica deste curupira: comece pequeno, não faça grandes investimentos, tente dominar cada etapa do cultivo, faça pequenas experiências e não deixe de visitar um produtor.
      Espero ter ajudado, Gardel Silveira.

  2. Olá bom dia!
    Meu nome é analice,estou muito interessada em saber como faço para trabalhar como voluntaria aí com vcs? estou querendo conhecer pessoas,trabalhar e ajudar no que for preciso.
    Sou de mg e morando em SP atualmente,estou muito disposta a conhecer vcs e o que devo fazer?
    abraço ecológico!
    analice

  3. BOM DIA GOSTARIA DE UM TELEFONE PARA CONTATO
    TENHO UM SITIO NO INTERIOR DE SAO PAULO QUE PRETENDO TRANSFORMA-LO EM ESTAÇÃO DE PERMACULTURA

    GOSTARIA DE TRACAR INFORMAÇOES

    ATT
    MAIA – 11 78733482 – 13 91415550

  4. Pingback: Novidades nas páginas do Curupira « Sítio Curupira

  5. Olá.

    Faz algum tempo que vi uma postagem sobre o moranguinho silvestre que vocês possuem no sítio.
    Tenho uma chácara em Indaiatuba (SP) e gostaria de plantar essa fruta lá.
    Como ela se reproduz? É possivel o envio de sementes?

    Grato e no aguardo.

    • Olá Emerson,
      nunca tentei reproduzir a Amora-vermelha (Rubus rosifolius) por sementes, pois sempre o fiz por mudas que brotavam no entorno das maiores.
      Infelizmente não tenho como enviar mudas pelo correio, tente achar na natureza, pois ela é nativa.
      Um abraço, Gardel Silveira.

  6. Quinta-feira, 16 de julho de 2009
    Bom dia, acabei de descobrir o site de vocês e estou adorando! Eu estava procurando ajuda/informação sobre o cultivo de feijão mung. Tem experiência com o feijão mung? Tenho um pequeno quintal e uma pequena área e após germinar o feijão mung, ele cresceu até uns 12-15 cm e estou animada a plantar. Minha pergunta é, como fazer? Além do óbvio de colocar na terra e molhar! Não sei se ele gosta de sol ou de sombra, não sei quanto espaço de plantinha para plantinha, não sei se devo escorar/ajudar com pauzinhos, não sei que altura ele vai, não sei quanto tempo ele leva para dar fruto ou vagem. Qq. ajuda é valida! Nunca plantei nada assim, tenho no jardim oregano, as vezes morangos, tentei tomate, mas deu uma vez e morrei, assim como pimentão. A hortelã adora o jardim e já se espalhou para todos os lados, assim como a minha querida couve mineira. Mas fruto, além da amora preta ainda não tentei.
    De antemão muito obrigada, abraços, Gláucia

    • Bem Gláucia, pouco sei do feijão mung. A única informação que tenho com precisão é que ele é ótimo para comer como germinado. Mas se você não achar informações sobre o cultivo o meu conselho é observar todo o processo de desenvolvimento da planta. Plante algumas e observe. Assim poderá ter uma idéia do espaço que terá que deixar entre o plantio de cada um e época de colheita. Se ele crescer tipo uma trepadeira, isso quer dizer ele precisará de uma tutoração (cerca ou tela) para seguir seu caminho, mas se ele for igual a maioria dos feijões e ficar apenas em touceiras basta plantá-los em um espaço de 30 cm entre cada semente e deixar a natureza fazer o resto. Todas as leguminosas (feijões) necessitam sol pleno, principalmente na fase de secagem da vagem, pois se ficar muito sombreado e úmido pode causar doenças e atrair fungos.

  7. Bom dia,
    Trabalho com saúde coletiva e curso Medicina em Bumenau-SC.
    Voces trabalham na metodologia da Educação Popular e da Naturopatia??
    Se não, voces conhecem algum grupo em Santa Catarina que faz isso?
    abçs e Obrigada!

    Paula

    • Olá Paula tudo bem?
      Aqui no Curupira não trabalhamos com Educação Popular e nem Naturopatia, mas podemos indicar uma educadora da Escola Autonomia aqui de Florianópolis que tem experiências com Educação Popular, é a professora Suzana Maringoni. Para fazer contato com ela mande um e-mail para suzana@permacultura.org.br

  8. Prezados,

    Em primeiro lugar gostaria de compartilhar o mesmo ponto de vista do Sítio Curupira (amei o artigo sobre a pílula vermelha e acredito também na visão de um todo a ser desenvolvida pela humanidade).

    Em segundo, gostaria de encaminhar (abaixo) o email que eu e meus colegas de curso fizemos para atrair as ofertas de estágio no mundo. Vocês irão constatar as 2 visões (egoísta e coletiva do todo)
    Prezado,

    Nós, estudantes da pós-graduação Desenvolvimento Agrícola Sustentável, colocamos nossas competências ao serviço de vossa organização realizando um estágio efetuado de abril à setembro de 2010.

    Oriundos de formações multidisciplinares e diversas (veterinária, ciências econômicas e políticas, biologia, ecologia e direito), nós desejamos enriquecer suas equipes e participar ativamente à gestão e acompanhamento de projetos que vocês nos confiarão. Nossa pós-graduação é centralizada nas questões de segurança alimentar e sustentabilidade, e nos capacitará a intervir profissionalmente nas seguintes áreas:

    • Consultoria e assistência às instituições públicas e privadas de Desenvolvimento, nos Países do Norte e do Sul relacionadas ao Desenvolvimento Agrícola Sustentável

    • Concepção e aplicação de Programas de Segurança Alimentar nos Países do Sul

    • Negociações e políticas dos mercados agrícolas mundiais

    O objetivo dessa formação é de conduzir os estudantes à desenvolver seus conhecimentos sobre a produção agrícola e a alimentação no mundo, em suas interações com o desenvolvimento sustentável e o contexto geopolítico global.

    Nós vos convidamos a nos transmitir sua ofertas/porpostas de estágio ao endereço seguinte:
    masterdad2010@gmail.com. (ou o meu, único brasileiro da formação)

    Para maiores informações sobre a pós-graduação “Desenvolvimento Agrícola Sustentável” consultar o site http://www.master-developpementagricoledurable.org/index.php.

    Agradecemos pela atenção.

    Sustentavelmente,

    Alunos da turma 2009-2010.

    Desde já agradeço pela atenção e aproveito para desejar um 2010 repleto de realizações nos projetos de vida = sonhos…precisamos sonhar o sonho da VIDA!!!

  9. Olá,
    Hoje recebi uma visita muito inusitada em meu sítio que foi uma cobra fina e comprida amarronzada com uma listra branca que ia da cauda até a cabeça e a cabeça era vermelha e que me deu um trabalhão para poder tira-la de dentro de casa e devolver ao seu habitat natural…Vcs poderia me ajudar em explicar que tipo de cobra é esta e se é venenosa?
    Segue a foto

    • Olá Jodon, tudo bem?
      Recebi seu e-mail bem como a foto da cobra. Como já havia escrito nesta mesma página, é muito difícil identificar uma cobra apenas com uma foto, principalmente quando ele estiver fora de foco. Além de uma boa foto de corpo inteiro é preciso um close exclusivo da cabeça (de cima e de lado), ponta do rabo (de cima de lado), close dos olhos (íris), assim como seu tamanho, época de aparecimento, localização (cidade, estado, tipo de clima, vegetação…) e assim por diante. Algumas espécies são endêmicas de algumas regiões, mas outras aparecem tanto no litoral (Mata atlântica), como no Serrado ou Pantanal, e se diferenciam apenas por suas colorações adaptadas a cada vegetação, solo, etc… Por estas razões não ouso afirmar qualquer palpite da espécie que você encontrou, pois poderia cometer um engano, e com serpentes temos que ter certeza principalmente quando queremos manipulá-las.
      Espero ter ajudado, Gardel.

  10. Bom dia a vcs do Sitio Curupira,
    Fiquei muito feliz em saber que estamos produzindo um trabalho de tao otima qualidade no Brasil, respeitando a biodiversidade e educando, parabens. Resido em Londres a varios anos e aqui pude entrar em contato com a Permacultura, onde estou fazendo o meu Curso de Certificado e pretendo fazer meu diploma, tambem to interessado em Biodinamica. Todos esses assuntos realmente me interessam muito e tao logo va ao Brasil de visita gostaria de marcar uma visita ao sitio de vcs. Tenho um pequeno sitio perto de Florianopolis, onde quando retornar em definitivo irei comecar algo semelhante ao projeto de vida de vcs. parabens, pura inspiracao. obrigado

  11. Hola! somos Vero y Nacho, de Argentina. Estamos viajando por latinoamerica intentando aprender y tener vivencias relacionadas con la permacultura en los diferentes paises de nuestra querida latinoamerica. Nos gustaria visitarlos y hacer un voluntariado por un tiempo con ustedesen en diferentes estaciones de la red permear. Como tenemos que hacer?
    Esperamos noticias pronto!
    un abrazo
    vero y nacho

    • Olá Verônica e Nacho.
      Como já publicamos no site do Curupira, estágios e vivências somente a partir de março de 2010 e se o clima ficar mais ameno, pois o excesso de calor dificulta muito as atividades do sítio. Neste meio tempo estaremos recebendo visitas durante o dia (sem pernoite) de segunda a sexta-feira. Caso estejam interressados façam contato pelo e-mail para acertarmos os detalhes da visita.
      Gardel

  12. a pag “visita ao curupira” esta fora do ar, poderia me passar as infos por email?
    alineforester@gmail.com

    moro em palhoça, tenho um projeto em aguas mornas, construir uma casa usando a bio-arquitetura, estou cada vez mais inclinada a permacultura, gostaria de ver e aprender mais.

  13. Olá!
    Estava estudando na internet quando descobrí esse site maravilhoso!
    Conheço essa região, é bárbara!
    Gostaria de convida-los ( se é que já não estão sagendo) para a Conferência Biodinâmica que acontecerá a partir do dia 9 de junho de 2010 na praia do Campeche, Florianópolis.
    Puxa, se vocês forem, vai ser muito legal trocar experiências!
    Abraço grande, parbéns pelo lindo trabalho!

  14. Gostaria de saber se aceitam voluntários!! se sim, me respondam por email por favor. Todo o mergulho na natureza que fazem é divino, parabens

    • Olá Christine, no momento não estamos recebendo estagiários por falta de espaço para recebê-los, mas recebemos visitas durante a semana (segunda a sexta).

  15. Olá pessoal do Sítio Curupira, gostei muito do site de vocês, e gostaria da ajuda de vocês. Tenho uma parreira com mais ou menos 26 m2 e alguns pés de laranja no meu pátio, minha irmã que mora nos fundos têm um cachorro da raça Akita com 1 ano e ele faz xixi por todo o pátio. Minha dúvida é em relação ao xixi do cachorro se ele prejudica o solo e se afeta a qualidade das frutas. Moro em zona residencial no Bairro Igara, no Município de Canoas/RS.
    um abraço a todos e mais uma vez parabéns pelo trabalho que vocês desenvolvem.

    • Olá Gilberto, desculpe a demora na resposta.
      A urina da akita não prejudica o solo e nem as plantas, pois ela é rica em nitrogênio e ajuda no crescimento das plantas. O único cuidado que você deverá observar é no excesso, pois as fêmeas tendem a urinar de maneira concentrada num só ponto, diferente dos machos que urinam um pouco em cada canto. É muito comum aparecer pontos de grama “queimada” no gramado por causa desta concentração de urina. Outro cuidado que deverá observar é não deixar a akita urinar sobre as hortaliças folhosas ou temperos que vocês irão comer sem cozinhar, para evitar contaminação direta. E não se preocupe com a urina nas árvores frutíferas, pois os frutos não serão contaminados ou ficarão com gosto de “xixi”. Se assim fosse poderia afirmar que 90% da humanidade se alimenta de petróleo, pois a fonte usada para fazer o nitrogênio do NPK (adubo químico usado na agricultura) é feita deste combustível fóssil.

  16. Boa tarde,

    Meu nome é Franciele, e faço parte da Revista História Catarina. Na edição do mês de janeiro, a chamada de capa será “A ferro e fogo: a história e a devastação da Mata Atlântica”, e sei da preocupação do sítio, em relação a Mata Atlântica.

    Gostaria de saber se vocês podem colaborar com esta edição nos enviando fotos (com boa resolução), ou até mesmo algum texto.
    A foto da capa será sobre a mata atlântica… então, se vcs tiverem algumas bem bonitas, podem enviar… e colocaremos os devidos créditos e agradecimentos.

    Desde já agradeço e aguardo seu mais breve contato.

    Att
    Franciele Schneider
    Revista História Catarina
    (49) 3223-5944

  17. Olá, Boa noite! Eu gostaria de saber se as frutas de uma arvore tipo mixiricas, bananas e outras podem ser contaminadas pela urina dos cachorros, pois tenho àrvores frutifras e cães. Aguardo resposta. Obrigada.

    • Olá Luiza.
      Dificilmente a urina dos cachorros irá contaminar suas árvores, a menos que eles urinem diretamente sobre as frutas. A urina dos animais (cachorro, cavalo, vaca…) é rica em ureia que é uma rica fonte de nitrogênio, nutriente este importante para o crescimento das plantas. O máximo que vai acontecer é sua fruteira ficar mais bonita. Esta regra não vale para as hortaliças, pois a urina pode “queimar” as plantinhas pelo excesso de ureia.

  18. Olá! Gostaria de aprender mais sobre permacultura. Voces tem algum curso? Moro em florianópolis, e gostei muito do site de voces. É possível uma visita?
    Obrigada!

    Ligia

  19. Só gostaria de agradecer a beleza e a generosidade de voces, um belíssimo exemplo de vida e do compartilhar a alegria de um modo tão aberto, simples, e de um notável bom gosto. Parabéns! Um lindo lugar, lindas pessoas, dá mesmo a ótima impressão de que utopias são possíveis!
    Com amor e admiração
    Rita – Teresópolis/RJ

  20. Connheci um pouco mais de vocês hoje.
    Estou encantado com sua a coragem e generosidade.
    Busco um lugar assim para desenvolver projetos sustentaveis.
    Aprendi muito e voltarei.
    Estou muito grato.

  21. Olá,
    parabéns pelo site e por toda a informacao brindada!
    com meu marido estamos interessados em vivenciar mais de perto a permacultura, queriamos saber se vcs recebem estagiários para a epoca de setembro ou outubro…
    Obrigada!
    Maira

    • Olá Maira. Não estamos recebendo estagiários apenas visitas sem pernoite. As visitas são realizadas na parte da tarde de segunda a sexta-feira. Caso tenham interesse façam contato pelo e-mail poruga@terra.com.br aos cuidados de Gardel Silveira. Em dias de chuva as visitas são canceladas, pois o acesso ao sítio fica muito difícil. O endereço, bem como o mapa e telefone para contato serão enviados após confirmação da data.
      Att. Gardel Silveira.

  22. Ola. Parabens pelo trabalho de voces, e muito interessante ver o que voces fazem. Gostaria de saber se poderiamos visitar para conhecer melhor o que voces fazem. Somos um casal de Camboriu e compramos um novo sitio.

    • As visitas são realizadas na parte da tarde de segunda a sexta-feira. Caso tenham interesse façam contato pelo e-mail poruga@terra.com.br aos cuidados de Gardel Silveira. Em dias de chuva as visitas são canceladas, pois o acesso ao sítio fica muito difícil. O endereço, bem como o mapa e telefone para contato serão enviados após confirmação da data.
      Att. Gardel Silveira.

  23. Boa Noite! fiquei imprecionados com essas fotos e tudo mais, parabens! se eu podesse receber ao menos uma semente pra formar uma mudinhas aquí ficaria muito feliz…

    Atencisamete Ivanízio

  24. Cidadã / cidadão

    Parabéns. Fiquei satisfeito pelos textos e informações; quero ir visitá-los com minha família. Quando posso ir? Temos uma horta que produz 6 toneladas de tomate por mes, com as questões relacionadas a esta cultura. São 20 estufas. Ficamos em Tatui – SP. Estamos iniciando o cultivo orgânico de tomate, alface e rúcula. Têm alguma dica?

    • Olá Guilherme.
      Como você já deve ter percebido não cultivamos nada comercialmente, apenas para subsistência. Para cultivo de orgânicos sugiro curso de agroecologia ou agricultura orgânico de sua região (Emater/Embrapa). Um livro que ajuda bastante, principalmente no trato de “pragas” e doenças é o livro “Alternativas Ecológicas para Prevenção e Controle de Pragas e Doenças”. Para mais informações acesse a página https://sitiocurupira.wordpress.com/alternativas-ecologicas-para-prevencao-e-controle-de-pragas-e-doencas/
      As visitas no Curupira são agendadas com pelo menos 7 dias de antecedência e ocorrem de segunda a sexta-feira. Finais de semana, somente na parte da tarde.
      Att. Gardel Silveira

  25. nossa, tenho pensado muito numa vida assim, longe dos grandes centros, sem relógio, telefone, não quero férias, quero viver bem, plantar, comer o que a terra me proporciona, ver os bichos livres

    parabéns pelo site, mto bom, vejo saúde em vcs.
    bjos

  26. Olá, tudo bem?
    Sou de Bauru/SP, e por aqui já participei de uma vivência num sítio onde a permacultura é desenvolvida. Gostaria de passar uns dias na comunidade para conhecer e aprender mais sobre o trabalho que é feito aí.
    abraço e muita luz!

    • Olá Jéssica.
      O Sítio Curupira não é uma comunidade, mas sim uma unidade familiar privada. As visitas são agendadas durante a semana (segunda a sexta) somente durante o dia, pois não temos estrutura para pernoites. Para um contato direto envie um e-mail para poruga@terra.com.br
      Att. Gardel

  27. Bom dia Gardel e Simone,
    adorei o site do sitio Curupira!!! É excelente! Pude perceber que vocês tem uma experiência bem sucedida e compartilham com todos!!!!!
    Eu tenho uma pequena propriedade rural e gostaria de mais informações sobre aspectos práticos.
    Qual o grau de autonomia do Sítio Curupira, considerando que não há produção de excedentes para venda ou troca, ou seja, como o sitio se sustenta? Qual a fonte de renda ou as fontes de renda???
    Qual a fontes de energia por vocês utilizada? energia solar? biodigestor? ou o sitio é servido por rede de energia elétrica?
    Vocês fazem parte de uma rede de apoio mútuo??? ou seja, como suprem as necessidades nas quais não são autossuficientes, como alimentos, vestuário, maquinários, etc..
    Adoraria receber maiores informações….
    um grande abraço
    Márcia

    • Qual a fonte de renda ou as fontes de renda???
      Um trabalha fora (recebendo salário) e o outro no sítio (produzindo alimentos de qualidade e cuidando das tarefas diárias).
      Qual a fontes de energia por vocês utilizada? energia solar? biodigestor? ou o sitio é servido por rede de energia elétrica?
      Energia elétrica.
      Vocês fazem parte de uma rede de apoio mútuo??? ou seja, como suprem as necessidades nas quais não são autossuficientes, como alimentos, vestuário, maquinários, etc.
      Questão respondida na primeira pergunta.

  28. Olá , parabenizo pelo belíssimo trabalho que fazem. Adoraria poder visitá-los, resido em São Paulo. Se puderem me receber estarei muito grata. Segue meu email para que se possível possam me passar o endereço e um tel . Abraços Viviane Ramos

    email:vivianeramos08@gmail.com

  29. Olá caros amigos do Sítio Curupira, trabalho como voluntário há mais de um mês em estações de permacultura e bioconstrução de SC (Sítio Ajubaí, Instituto Çarakura e Casa da Colméia) e gostaria de saber se estão abertos a voluntários neste mês de abril e quais os projetos atuais ai da estação de permacultura.

    Obrigado desde já,
    forte abraço!
    paz!
    Gil

  30. Olá Gardel e Simone, gostaria muito visitar o Sítio Curupira, pois fiquei fascinada ao tomar conhecimento da natureza, plantas e tudo mais que vcs fazem!
    Como agendar uma visita e chegar até aí? Ontem sábado fui até Santo Amaro, procurei por informações mas não consegui. Vim do Rio de Janeiro morar em Floripa faz seis meses e estou encantada com esta reião de Santo Amaro!
    Parabéns e obrigada!
    Abraços
    Iracema

  31. olá amigos! sou universitário da UTFPR, faço o curso de engenharia florestal e juntamente com 4 colegas estou desenvolvendo um seminário relacionado à permacultura! gostaria de saber se há a possibilidade de visitá-los durante a páscoa, para conhecermos o sítio para auxiliar em nosso trabalho!
    Aguardo resposta e agradeço desde já!

    • Olá Sérgio.
      No feriadão de páscoa estaremos recebendo parentes e não poderemos receber outros visitantes. Visitas agendadas somente de segunda a sexta na parte da tarde, menos fim de semana e feriados.

  32. Olá,

    meu noime é Felipe e gostaria de saber se existem cursos agendados para o mês de Julho de 2012 no sítio curupira.
    Obrigado

    • Olá Felipe.
      Não temos nada agendado para este ano. Caso aconteça algum evento o mesmo será divulgado do site do Sítio Curupira.
      Att. Gardel

  33. Amei as publicacoes sobre criacao de galinhas e aves domesticas.
    Estou no sul de minas, perto da represa de furnas, lugar de clima ameno.
    E crio galinha caipira, pescoco pelado, preta et.
    Aqui tem muitas aranhas caranguejeiras e minhas lindas penosas, vixe dao conta do recado e amam os os petiscos. hahaha.
    Deixos elas pastarem no quintal no final da tarde sempre com agua limpa por perto.
    Eu estava usando racao de postura misturado ao milho.
    Mas depois do que eu li sobre as racoes, creio que irei mudar para proteina testurizada de soja.
    Pergunta;
    Tenho uma galinha de pescoco pelado que e’ meio gordinha e acho que ela torceu o pe ou a perna, ela fica meio deitadona, quando ela bate as asinhas e da aquele pic de corrida ela para e faz um barulho esquisito.
    Quando a galinha torce a perna ela para de botar?

    Obrigado e parabens pelo trabalho de voces.
    att. alexandre

  34. Olá! Primeiramente faço reverência a atitude de integração com a natureza e busca de uma realidade viva, totalmente diferente dessa realidade mecânica, crônica e totalmente nociva à nossa consciência.

    Gostaria de saber se vocês ministram cursos sobre construções com bambu e outros materiais que não causam impacto à natureza. Adquiri um terreno em São Pedro e gostaria de construir uma casa usando o mínimo possível de matéria processada.

    Qualquer informação será bem vinda.

    Muito grato pela atenção

    PAZ

  35. Olá, gostaríamos de saber como podemos visitar o sítio, se podemos passar o final de semana ajudando em tarefas, se há como pousarmos aí etc….obrigado!
    Eduardo e Jane

  36. Estava pesquisando sobre sombrite e assuntos relacionados à horta, Deus me permitiu encontrar o trabalho lindo de vocês! Parabéns ! Depois que Deus me abençoou com um cachorrinho e com os trabalhos da horta, a minha vida realmente começou a ter sentido! Estou plenamente em sintonia com o Criador ! tornando-me um ser humano sensível com todo entendimento sobre a minha existência aqui, que devo ser saudável, amável e útil ! Só isto realmente me motiva a dormir feliz e muito realizada e a acordar muito cheia de entusiasmo para cumprir o meu papel ! E a essência para a plena felicidade é a simplicidade e a paz !

    (Gostaria muito que enviassem para o meu email (porque não disponho muito de tempo para leituras e o que uso mais frequentemente é consultar a caixa de emails) como prevenir e eliminar lagartas e afastar borboletas ! porque eu acredito que tudo deve ser cultivado naturalmente, sem veneno! ) Muito obrigada por contribuir para um mundo melhor e mais saudável disponibilizando o eficiente trabalho de vocês que nos fornece informações preciosas!
    Adorei o trabalho sobre os transgênicos e outros venenos! Muito importante para o mundo inteiro!
    = Gostaria de falar sobre uma experiência que tive com as plantas = bom, minha filha vive dizendo que tudo é matéria orgânica, e isso é muito certo ! (Plantei hortelã numa garrafa de refrigerante e em vasos também! , achei muito interressante que a terra desapareceu porque foi toda absorvida pelas raízes ! = moral da história = comemos hortelã e consequentemente toda a matéria orgânica que chamamos de terra ! )
    Mas o que eu gostaria de contar é o seguinte: Alguns ou (muitos?!) companheiros de trabalho da horta costumam usar um certo herbicida para matar tiriricas e matos que eles não querem capinar. Informaram-me que o tempo que o produto age impedindo o mato de crescer são de seis meses, ou seja, não entendi muito bem mas o produto deve ser poderosíssimo para matar nutrientes do solo e impedir que as hortaliças se desenvolvam normalmente e saudavelmente. Aí eu disse para os usuários que se veneno fosse bom, beberíamos, mas nunca ouvi dizer que quem quer viver gostaria de tomar veneno ! Bom, eu capino as tiriricas e os matos todos e uso para proteger o solo ou incorporar para melhorar a terra! Aí eu disse que li sobre uma pesquisa sobre o herbicida que pode provocar câncer e outras doenças pois altera todo o metabolismo degenerando as células e que os fetos são os mais prejudicados. Aí um deles me respondeu que não vai ter mais filhos mesmo e que não se importa. aí eu disse que ele vai ter netos e que vão sofrer as consequências das atitudes dele . E assim, comento este assunto com todos os que eu tenho oportunidade ! principalmente sobre a minha experiência com o hortelã e que na verdade somos pura matéria orgânica e que devemos proteger o nosso solo como se fosse sagrado !!!
    Também disse à minha filha que é bióloga (mestra graduada na Unesp !) que o que realmente é importante hoje é o meio ambiente! porque há tanta destruição em nome do progresso e que essa autodestruição é complexa demais, e que aquele que produz o seu próprio alimento saudável é o que tem a certeza de que poderá estar com a saúde não comprometida, porque é consciente !

    Muito obrigada pelo espaço !
    Else !
    (ouvi dizer que as boas energias se atraem ! mais uma vez isso se confirma tendo esta oportunidade de interagir com vocês e poder aprender coisas interessantes para poder passar aos meus companheiros da horta, amigos e família = já pedi à minha filha ler sobre os transgênicos e outros venenos porque é importantíssimo!)

  37. Olá!! Bom dia!! Gostaria de saber se existe a possibilidade de fazer um estágio (voluntário ou não) no sítio. Gostaria muito de aprender sobre permacultura. Obrigada! Marina

    • Olá Marina.
      Estamos em reforma aqui no sítio. Logo que ativarmos os estágios avisaremos pela página do site ou pelo Face: Gardel Silveira.

  38. estou iniciando uma pesquisa para tentar cultivar cogumelos e de cara dei como o sitio Curupira
    tenho terreno e um pequeno galpão penso que dará para iniciar?
    quero fazer uj pequeno investimento pois sou aposentado como Contador

    • Olá Allyne.
      Não temos nada previsto para este ano. Quando surgir alguma coisa divulgaremos pelo site ou pelo Face (veja Gardel Silveira)

  39. Olá amigos, bom dia!
    Tenho uma dúvida com relação à sementes. Vocês sabem dizer se uma semente permanece viável após o fruto ter sido congelado por algum tempo?: Por exemplo: pitanga, seriguela, graviola …
    Obrigado!

  40. Olá Gardel. Faço parte de um grupo do IFSC que está desenvolvendo um trabalho sobre a BET bacia de evapotranspiração. Estamos em busa de uma BET aonde possamos colher análise para laboratório e obter parâmetros de eficiência. Vocês possuem ou podem nos indicar?
    Muito grato, o sítio está lindo!
    Daniel Evaristo

    • Olá Daniel.
      Aqui no Curupira não temos bacia de evapotranspiração, só banheiro seco. Coincidentemente, ainda nesta semana, pretendo construir uma bacia. Quando ela estiver funcionando gostaríamos muito de fazer uma análise da água. Tente entrar em contato com o Jorge e a Suzana da Permacultura em São Pedro de Alcântara, talvez eles possam indicar alguém.
      http://yvypora.wordpress.com
      suzana.maringoni@facebook.com

  41. Quero plantar cogumelo do sol – Agaricus Blazei.
    Podem me orientar?
    Adoro o site de vocês, sempre viajo nele e me sinto dono do mundo.
    A próxima vez que voltar em Floripa, vou visitar vocês.
    Quero começar pequeno e artesanal, para depois investir mais.
    Tenho quem compra a produção, mas quero mais de um orientador para o meu novo investimento, pois sou aposentado e preciso de mais de uma fonte de renda.
    Obrigado por existirem, o mundo precisa de mais gente assim.
    Parabéns a vocês!!!!!!!!!

    • Olá Paulo.
      Tenho pouca informação sobre o cultivo do Agaricus blazei, pois só cultivo o Shiitake e o Hiratake, que são técnicas bem diferentes.
      O pouco que sei é que a chave para um bom cultivo do blazei é a obtenção de um fornecedor de substrato idôneo, e que garanta a entrega do produto, o que foi bem difícil para conseguir aqui em SC. Ouvi falar de muitos produtores que apostaram muito neste cultivo e acabaram desistindo por falta de qualidade no substrato. Para mais informações dobre o cultivo deste e outros fungos sugiro que faça contato com a Profª Margarida da Fungi Brasilis em Tijucas aqui em SC. Email: fungibrasilis@fungibrasilis.com.brmargarid1@terra.com.br ou pelo fone 48 99821190.

  42. olá pesquisando sobre as aguas amareladas, tipo ferrugem dos igarapes, descobri o site de vcs, quem sabe vcs me ajudem. tenho um sitio q o igarape tem a agua cheia de coisas parendo ferrugem, quando passamos o rodo sai tudo, mas no outo dia tem novamente…gostaria de saber como eliminar isso pra sempre. meu nome é luciana e meu email é: lrosapiedade@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s