Tecnologias do Bem

Coletor de água de mina. 

Passo-a-passo de um coletor de água de mina.

Depois de pesquisar muito no google e não achar nada muito explicativo, encontrei este vídeo que finalmente esclareceu o processo. Abaixo veja as fotos da construção do coletor no Sítio Curupira.

________________________

Pare de reciclar!

Comece a consertar!

conserte O título deste post, deliciosamente polêmico, encerra o “manifesto pelo conserto”, ou “Repair Manifesto”, um movimento criado ontem pelos holandeses da Platform21. Veja o manifesto inteiro:

1. Faça seus produtos durarem mais! Consertar significa a oportunidade de dar a um produto uma segunda vida. Consertar não é anticonsumo: é antidesperdício.

2. As coisas têm que ser projetadas para poderem ser consertadas. Designer de produtos: faça coisas consertáveis. Forneça informações claras sobre como consertar. Consumidor: compre coisas que você sabe que podem ser consertadas, ou descubra por que elas não existem. Seja crítico, faça perguntas.

3. Consertar não é substituir uma peça.
Não estamos falando em jogar fora a parte que está quebrada, mas de realmente remendar criativamente.

4. O que não mata engorda. Toda vez que você conserta algo você acrescenta ao seu potencial, à sua história, à sua alma e à sua beleza inerente.

5. Consertar é um desafio criativo. Fazer reparos é bom para a imaginação e ensina a usar novas técnicas, ferramentas e materiais.

6. Conserto não sai de moda.
Não se conserta para deixar os produtos na moda. Não há datas de validade para produtos que podem ser reparados.

7. Consertar é descobrir.
Ao consertar você descobre coisas incríveis sobre como os objetos funcionam. Ou não funcionam.

8. Conserte – mesmo quando a crise acabar.
Se você acha que este manifesto tem a ver com a recessão, esqueça. Não estamos falando de dinheiro, mas de mentalidade.

9. Coisas consertadas são únicas. Mesmo falsificações se tornam originais quando você as conserta.

10. Consertar é ser independente.  Não seja um escravo da tecnologia – seja seu mestre.

11. Você pode consertar tudo, mesmo um saco plástico.
Mas nós recomendamos arrumar uma sacola que dure mais. E, quando ela estragar, consertá-la.

Pare de reciclar! Comece a consertar!

Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/denis-russo/

_________________________________________________

Conheça algumas engenhocas do Curupira.

pasteorizador 15

Pasteurizador feito com latão.

 Este “latão de pressão” foi construído para pasteurizar o substrato (folha de bananeira seca e picada), para inoculação de sementes de cogumelo. Na parte central da tampa foi adaptado uma válvula de água para escapar o excesso de vapor (fixada com durepoxi). E em torno da tampa foi colocada uma tira de borracha de câmera de pneu para ajudar na vedação. Visite a página Cogumelos, cultive em casa onde demonstro através de fotos e legendas, um passo a passo de como cultivar cogumelos Pleurotus em casa a partir de folhas de bananeira seca, com um mínimo de investimento.

pasteorizador01_________________________________________________

image005a.jpg

Aquecedor solar para água – feito com mangueira preta enrolada em espiral e colocada dentro de caixa de madeira coberta com vidro temperado reciclado de fogão. A água passa antes por dentro de um pneu preto com alguma cobertura transparente (vidro/plástico) para manter o calor interno, onde há 50m de mangueira enrolada fazendo um pré-aquecimento antes de entrar na estufa. Costumo usá-la mais no inverno pois a temperatura da água chega pronta para o chimarrão. Sugerimos o uso de um misturador na saida da água para controlar a temperatura. 

DESENHO_AQUECEDOR_________________________________________________

image006-a.jpg

Aspersor de água para irrigação de canteiros, feito com mangueira preta e cotonetes.

_________________________________________________

image007a.jpg

Luminária solar feita com garrafa pet. Sugerimos garrafas de coca-cola para aproveitar a cintura encolhida. As garrafas ficam cheia de água para refletir a luz do sol com um prisma, iluminando 360 graus. É mais eficiente e barato que uma telha transparente que no caso apenas direciona a luz conforme a posição do sol.

_________________________________________________

Quando a caixa estiver funcionando terá que ficar voltada para o sol e sempre numa inclinação para que o líquido escorra pelo vidro e não volte para a fruta que esta sendo desidratada. É muito importante colocar uma tela, tipo mosquiteiro para evitar a entrada de insetos, tanto na entrada como na saída da caixa. A grade que usei é a “sobra” utilizada pela Casa da Moeda, pode-se utilizar qualquer tipo de grade, desde que as frutas na caiam ou impeça a circulação de ar no interior da caixa. 

image008a.jpg

_________________________________________

 Saiba mais: quem quiser mais informações sobre estas técnicas, entre em contato pelo e-mail: poruga@terra.com.br ou deixe um comentário na página do blog.

perguntascomentarios

 

 

Anúncios

111 pensamentos sobre “Tecnologias do Bem

  1. Fabiana Lunardi

    BOA NOITE……..SOU DE LAGOA VERMELHA RS………GOSTARIA SE SABER COMO FUNCIONA A LUMINARIA SOLAR POIS EU E MEU MARIDO SOMOS CHEFES DOS ESCOTEIROS E GOSTARIAMOS DE FAZER LUMINARIAS P OS ACAMPAMENTOS POIS ALEM DA ECONOMIA ESTAREMOS PROTEGENDO A NATUREZA……..E ENCINANDO ALGO MARAVILHOSO P NOSSOS ESCOTEIROS…….
    OBRIGADO PELA ATENÇAO, E NO AGUARDO POR UMA RESPOSTA…….
    FABIANA
    ________________________________________________

    Gardel Silveira
    Luminária solar com garrafa pet.

    Ola Fabiana, que bom que se interessou pela luminária solar feita com garrafa pet. É bem simples de fazer, mas exige certa habilidade com algumas ferramentas.
    Para fazer uma luminária em telha de barro tipo francesa como aparece no site do Curupira, siga as instruções a seguir.
    Você vai precisar dos seguintes materiais:
    A telha, uma garrafa pet de preferência de coca-cola, pois a cintura dela ajuda a fixá-la na telha, durapox ou equivalente, martelo pequeno, grosa, furadeira, lápis e papelão.
    1- Primeiramente vamos precisar do diâmetro da cintura da garrafa que pode ser de 2 litros ou de 1,5 litros. Para fazer esta medição pode seguir dois caminhos:
    a). tire a medida do perímetro da circunferência da cintura da garrafa e a partir daí faça o cálculo para achar o diâmetro.
    b). fure de um ponto ao outro bem na altura da cintura da garrafa, enfie um palito e tire a medida da distância entre os dois furos da garrafa (veja bem, esta garrafa terá que ser descartada por causa dos furos), ai então terá o diâmetro.
    2 – Com este diâmetro faça um circulo perfeito no papelão. Este circulo será o gabarito para desenhar na telha.
    3 – Faça o desenho do círculo na parte central da telha.
    4 – Use uma furadeira para cortar a telha. Vá furando na parte de dentro (interna) do circulo (não ultrapasse a linha), seguindo todo o desenho da circunferência.
    5 – Quando perceber que há uma grande quantidade de furos tente quebrar a parte interna com um martelinho pequeno. Vá batendo até soltar toda a circunferência interna. Pode acontecer de quebrar a telha e ter que começar novamente. Isto vai depender muito da habilidade de quem está fazendo e da qualidade da telha.
    6 – Logo irá perceber que o circulo ficou todo dentado, é hora de usar a grosa para fazer o acabamento. Passe a grosa até perceber que o circulo ficou perfeito (não esqueça de não ultrapassar a linha desenhada).
    7 – Pegue a garrafa pet e enfie de baixo para cima na telha, para que a parte da tampa fique exposta ao sol e a base na parte interna da cobertura. Terá que forçar um pouco a garrafa, pois ela terá que passar por uma circunferência menor que a sua.
    8 – Após passar a garrafa, encha ela de água até o gargalo e a coloque junto com a telha no local definitivo.
    9 – Passe durapox na parte superior da garrafa, entre a garrafa e a telha, lacrando bem o local.
    10 – Com o tempo poderá haver um ressecamento do durapox e facilitando assim a passagem de água da chuva. Neste caso sugerimos que pintem o durapox com uma tinta que filtre os raios solares. Pode haver outros produtos para fazer a colagem da telha na garrafa que não ressequem com o tempo, é questão de pesquisar e fazer a experiência.
    Este fenômeno de passagem da luz solar pela água da garrafa chama-se refração, onde a luz incide em uma direção na parte superior da garrafa e expande-se em todas as direções na parte inferior da garrafa, ficando semelhante a uma lâmpada, está ai sua eficiência e a diferença de uma telha transparente comum.

    Fabiana pretendo fazer mais uma luminária agora fotografando passo a passo. Logo que ficar pronto publico no site do Curupira (www.sitiocurupira.wordpress.com).
    Espero ter ajudado,
    um grande abraço, Gardel Silveira.

    • Perímetro, diametro, etc, isto tudo pode até não ser claro para todos, mais aí vai uma dica.
      A cintura da garrafa é aquela parte mais apertada do meio da garrafa, basta pegar uma garrafa e cortar bem ali, pronto, já tem o molde para fazer o furo.
      Quanto ao furo antes de tentar tirar a parte que se quer tirar da telha, fazendo muitos furos, o mais perto do outro possivel, fica mais fácil tirar o miolo sem quebrar a telha e ainda pode colocar a telha bem encaixada na areia fofa e aí bate na parte interna que também ajuda a não quebrar.
      Herbert R. Cordeiro – Recife

  2. Fiquei fascinado com a proposta do Sítio Curupira. O respeito natureza é fundamental para todos. Tento sempre, na medida do possível, passar isto aos meus filhos e a todos que me cercam. Bem, vamos ao que interessa. Fiquei muito interessado no aquecedor solar de água. Moro em Brasília e temos muito sol por aqui. Em breve irei construir a minha sonhada casa. Uma das coisas que faço questão é que seja uma casa ecológica, que aproveite a luz solar; que tenha aproveitamento e re-aproveitamento de águas, ou seja, quero aproveitar ao máximo o que a natureza oferece sem comprometer o meio ambiente. Gostaria de uma explicação mais detalhada do aquecedor de água e se me indicariam alguma bibliografia sobre soluções ecológicamente corretas.

    Um grande abraço e muito obrigado

    Ricardo Godoy

  3. MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O AQUECEDOR SOLAR PARA ÁGUA
    Caro Ricardo Godoy, legal que se interessado pelo aquecedor solar.
    Bem, a principio gostaria de dizer que este projeto que aparece no site é experimental, muito simples e barato como tudo deveria ser. É apenas uma caixa fechada com uma mangueira preta enrolada em forma de espiral dentro dela. O sol passa pelo vidro reciclado de fogão velho (aquela tampa de cima) e esquenta a mangueira preta e consequentemente a água que passa nela. É um efeito estufa em menor escala. A água entra fria e sai quente. A mangueira enrolada na caixa é o próprio reservatório, quanto mais mangueira tiver dentro da caixa, mais água quente terá para usar. Num lugar quente como Brasília eu nem usaria a caixa com vidro, bastaria uma mangueira enrolada dentro de um pneu velho de caminhão. Tamparia a parte de cima do pneu com plástico ou vidro para manter o efeito estufa, ai então teria um aquecedor e reservatório bem barato e eficiente.
    Existem varias técnicas para utilizar a energia solar para aquecer a água, pode-se utilizar conecções de pvc consociadas com garrafas pet para aquecer a água, e boilers inteligentes para armazená-la, mas tudo isso custa dinheiro. Minha intenção com as técnicas retratadas não é demonstrar novidades e eficiências tecnológicas, mas sim mostrar que é possível para as pessoas simples, e de menor renda, chegar a um mesmo resultado com um mínimo de investimento. A outra intenção é despertar nas pessoas o interesse em utilizar energia barata, eficiente e renovável. Como não tenho boiler térmico para armazenar a água uso apenas para lavar a louça do almoço. Aqui no sul quando faz frio, a água sai realmente gelada na torneira e em alguns lugares da serra até congela. Mas quando chega a primavera e o verão desmonto e guardo toda estrutura, pois prefiro água fria para lavar louça nos dias de calor.
    Se quiser mais informações de técnicas alternativas e ecológicas para gerar energia entre no site da Permear http://www.permear.org.br/infoteca/. Aqui você vai encontrar uma série de fotos, manuais, depoimentos e descrições de técnicas sustentáveis para gerar energia. Aproveite de faça uma visita nas várias estações de Permacultura que aparecem no site.
    Espero ter ajudado,
    Atenciosamente, Gardel Silveira.

  4. Gostaria de mais explicações sobre o desidratador… para a judar a familias carentes no inteior da bahia, reconcavo bahiano, aonde a fome ainda é uma questão que urge! O Desidratador solar de frutas é feito de caixa de isopor e vidro temperado reciclado de fogão, que fica encima da caixa e abaixo das frutas em uma tela de metal, como churrasqueira, e mais a baixo, o quem vem?

  5. RESPOSTA PARA DESIDRATADOR SOLAR DE FRUTAS
    Olá Alejandro, como surgiu várias questões sobre o desidratador solar resolvi fazer um desenho com detalhes para visualizar melhor. Veja bem, sugeri este formato (retangular) e material (isopor), porque tive facilidade de consegui-lo. Você terá que adaptá-lo de acordo com a sua disponibilidade de material. O importante não é os detalhes do tipo material e encaixes “perfeitos”, mas sim entender o principio da coisa, daí então as possibilidades são ilimitadas. Por exemplo, tem que haver dois furos na caixa, um na parte mais baixa para entrada do ar frio e outro na parte superior para a saída do ar que aqueceu no interior da caixa. Quando a caixa estiver funcionando terá que ficar voltada para o sol e sempre numa inclinação para que o líquido escorra pelo vidro e não volte para a fruta que esta sendo desidratada. É muito importante colocar uma tela, tipo mosquiteiro para evitar a entrada de insetos, tanto na entrada como na saída da caixa. A grade que usei é a “sobra” utilizada pela Casa da Moeda, pode-se utilizar qualquer tipo de grade, desde que as frutas na caiam ou impeça a circulação de ar no interior da caixa. Antes de sair replicando este projeto faça um protótipo para pegar o jeito e desvendar os “mistérios”.
    Dúvidas irão surgir, mas o melhor jeito de aprender é fazendo e observando os erros. Sugiro que comece desidratando bananas, pois é uma das fruta mais fácil para desidratar.
    Espero ter ajudado, Gardel Silveira.

    • Amei o site e as idéias. Também fiquei com uma dúvida em relação ao desidratador, por na figura não ficou muito claro. O vidro fica exatamente em cima da grade e as frutas em cima do vidro? Ou o vidro está um pouco acima da grade?

      • Oi Telma. O vidro fica sobre a caixa, funciona como uma tampa para impedir a saída do ar quente. Só entra os raios solares. A grade de frutas fica no meio da caixa. As frutas ficam sobre a grade, assim o ar quente pode passar por baixo e por cima das frutas.

  6. olá, eu sou ismael de recife-pe , parabéns todas as ideias apresentadas aqui é nota 10 , alem de ajuda a preservar o meio ambiente, ainda ajuda as pessoas a terem algum conforta com o material descartado no meio ambiente.
    aqui em recife proximo ao porto de suape, temos um gringo que construio um mini iate tamanho rasoave todo em garrafas pet, lonas e ripas de madeira e cordas de nilon. um verdadeiro barco e também aluga suas pequenas jangada de garrafas pet a um real por hora para sua sobrevivencia….. ha.. vou tentar fazer o desidratados solar de isopor

    um abraço a todos de ismael- recife-pe

  7. Parabéns pelas iniciativas.

    Fiquei até emocionado quando vi o nome do sítio.
    O meu se chama Recanto do Curupira e também somos envolvidos com proteção ambiental, agricultura e compostagem orgânicas.

    Abraços

  8. Caro Gardel
    Fiquei curioso com a luminária solar feita com garrafa pet.
    Gostaria de ter mais informações e como seria possível este tipo de luminária em uma casa feita com laje de concreto.
    Aguardo sua resposta por E-mail.
    Um abraço

    • Caro José Pedreira,
      Fico feliz em saber que tenha gostado da luminária feita com garrafa pet.
      Confesso que não conheço nenhum exemplo de luminária de garrafa pet feita em laje de concreto, mas sempre gosto de imaginar novas possibilidades. Por exemplo, caso a laje não tenha sido concretada ainda, poderia colocar garrafas de vidro e não de plástico, em lugares estratégicos para iluminação. Lembre-se que para a luminária funcionar a luz solar tem que incidir sobre a parte superior da garrafa para poder refletir na parte inferior, e a mesma tem que estar cheia de água. E poderia até mesmo variar as cores das garrafas, por exemplo, para dar uma iluminação mais quente usa-se o amarelo ou laranja, e o azul e o verde para “esfriar” o ambiente, e assim por diante. Agora se a laje já estiver concretada sugiro a consulta a algum engenheiro para saber da possibilidade de abrir algum buraco para fazer uma espécie de clarabóia com algum vidro mais resistente para permitir a passagem da luz solar.
      Espero ter ajudado, um grande abraço, Gardel Silveira.

  9. Olá, pessoal!
    Moro em Belém do Pará e minha tem poucas janelas, obrigando-me a deixar as lâmpadas ligadas durante o dia. Gostei da idéia da luminária de garrafas pet, mas gostaria de saber como fazer para instalá-la num cômodo que tenha forro. Existem maneiras de adaptá-la para iluminação de quartos, por exemplo?

    • Caro Nazo, tudo bem?
      Bem, em relação à adaptação da luminária de garrafa pet em um telhado com forro tudo depende da distância do forro até as telhas, pois para que a garrafa ilumine o ambiente, a luz solar tem que incidir sobre a parte superior da garrafa e refletir na sua parte inferior. Confesso que não fiz esta experiência e nem imagino qual será o resultado, pois até hoje só vi essa técnica sendo utilizada em telhados sem forro.
      Espero ter ajudado, um grande abraço, Gardel Silveira.

  10. Bom dia,boa tarde ou boa noite
    Quero parabenizá-los pelas exelentes idéias pois somente desta maneira podemos levar uma vida mais diguina as classes mais pobre, estas idéias por mais simples que sejam desempenham um importante papel na proteção do meio ambiente. Quem é que não sabe onde encontrar um peneu velho ou um vidro de tampa de forno velho, materiais muitas vezes descartados indevidamente em locais inapropiados que muitas das vezes poluem o meio ambiente. No futuro não muito distante pretendo utilizar não somente essas idéias mas como outras mais para poder com a ajuda de Deus construir uma casa ecologicamente correta parara minha familia. Tenho muitas idéias em mente e pretendo aperfeiçoar as que já existem pena que não tenho o terreno para construir.Se formos depender de um governo que só quer governar gente “ignorante” estamos perdidos façamos algo melhor por um mundo melhor, arregassemos as mangas e mãos á obra companheiros!

  11. Sábado passado vi no Caldeirão do Huck, na Globo, uma casa que ele reformou para uma família e, no final, mostrou uma luminária no forro que utilizava a luz solar para iluminar os ambientes. Disse que era um projeto da Eletrobrás. Não vi direito, mas parecia um tubo de PVC com uma espécie de lente de vidro na parte externa e o acabamento era idêntico a uma luminária industrializada, na parte interna. Por favor, gostaria de obter mais informações sobre esse modelo que pode ser usado em cômodos forrados. Se alguém puder me ajudar, eu agradeço.

    • existe uma manta termica que vende nas lojas de construção e serve para colocar abaixo da telha, (não colada) deixando as ondulações para o ar quente sair, vi o efeito em uma montagem e fiquei muito satisfeito,é impressionante, inclusive vou testas nos proximos dias na casa que estou construindo em Recife, que também faz muito calor.

  12. Aqui em Belém do Pará o clima é quente-úmido e o calor é insuportável durante o ano todo. É muito comum as pessoas de baixa renda usarem telhas Brasilit (fibrocimento) na cobertura das casas. Isso aumenta o calor e acaba gerando gastos de energia elétrica com ventiladores e ar condicionados. Uma opção que deixaria o clima mais ameno seria a telha de barro, mas é uma solução cara. Gostaria de saber o que fazer para tornar as telhas Brasilit menos quente, ou se existe algum tipo de tratamento que se possa fazer para torná-la um pouco “fria”. Se você não sabe do que estou falando, tente passar 10 minutos num cômodo coberto com esse tipo de telha aqui no Pará. O calor é infernal, e nem as janelas abertas amenizam a “sauna”. Se alguém tiver uma solução, vou divulgar aqui na minha comunidade, pois quase todas as casas utilizam esse tipo de cobertura.

    • Tenho uma solução pra acabar com este desconforto. Existe um produto: “Elastex”, uma manta monolítica que tem por base a fibra do côco, com garantia de 10 anos (fala sério, meu! É duro de acreditar, mas é a pura verdade!), que pode ser aplicado diretamente na parte externa das telhas, em 3 demãos, sendo que entre a 2ª e a 3ª demão, aplica-se uma espécie de tecido, parecido com uma tela fina, que atua como coadjuvante e auxilia na composição do produto, a ponto de transformá-lo em uma camada flexível, porém altamente resistente a qualquer intempérie. O produto final, a meu ver, pode ser comparado à uma manta asfáltica, porém com uma flexibilidade semelhante à um chiclete de bola, e com a vantagem de ser aplicado à frio!
      O inventor deste poderoso impermeabilizante chama-se Carlos Flores e a sua fábrica situa-se na Ilha do Governador, próxima ao Corpo de Bombeiros do local. É só chegar perto desta região e perguntar por ele, que você vai achá~lo! Este impermeabilizante foi usado por Oscar Niemeyer para impermeabilizar as construções em formato de abóboda (curvo) que ele criou, assim como também, é o impermeabilizante usado na cobertura da tribuna do Jockey Club do Rio de Janeiro, são apenas 2 exemplos de utilização deste produto, apenas para informar a qualidade e excelência desta fórmula. Boa sorte e fique com Deus.

    • Se voce pintar as telhas com tinta branca ajuda bastante. Outra maneira bem mais cara é aplicar uma manta de aluminio que refletira os raios solares e a telha nao os absorverá. Fazer uma planta trepadeira ir pra cima da casa tipo maracuja ou chchu tambem resolve

  13. Pingback: Reciclar? Consertar! « Arauto do Futuro

  14. ME INTERESSEI MUITO PELA ESTUFA FEITA COM MANGUEIRA CAIXA DE MADEIRA E PNEU, SE POSSÍVEL, GOSTARIA QUE VOCXE EXPLICASSE MELHOR O FUNCIONAMENTO, POR EXEMPLO: A OUTRA PONTA DA MANQUEIRA FICA LIGADA NA TORNEIRA DIRETAMENTE OU SAI DA CAIXA DÁGUA.
    DESDE JÁ AGRADEÇO A ATENÇÃO E TE PARABENIZO POR SUAS IDÉIAS MARAVILHOSAS.
    ABRAÇOS.
    ROSELI

  15. Parabéns pelo site! Dá vontade de experimentar todas as técnicas desenvolvidas por vocês.
    Uma resposta para o Nazo poderia ser: fazer um forro para as telhas de amianto com painéis feitos com caixinhas de leite e sucos. Faz-se assim: 1- Colecionar as caixas de leite e de suco 2 – Aplaina-se as caixas de leite,cortam-se as emendas de cima e de baixo; corta-se na parte traseira com a tesoura encostada na emenda. Temos um retângulo. 2- Faz-se uma “grade” com ripas de madeira. Por ex: Para um cômodo de 3mX3m, as ripas devem ficar a cada 60cm, formando assim, 5 quadrados de 60, num total de 25 quadrados de 60cm de lado. 3- Emenda-se as diversas caixas (pode ser com grampeador) até formar um retângulo grande que será pregado na grade, aproveitando-se as ripas para prender as caixas e prender a grade no madeirame do teto. A parte prateada das caixas fica para baixo, ou seja, ao se olhar o teto, temos um teto prateado.

  16. O forro de caixas de leite indicado acima ficará bem perto das telhas, mas ajudará a diminuir o calor no cômodo forrado. E poderá ser recortado com facilidade para instalar as luminárias de garrafas pet.

  17. Ola, nossa que coisas mais interessantes essas nao,parabens meu amigo se e q posso chamar assim,bem q Deus nos da inteligencia p nao precisar estragar a natureza ne.sou vegetariana e nao como açucar gostei de tudo + do desidratador pois os doces me deixao cansada gosto de comer banana passa assimposso eu mesma fazer, so gostariade saber c vou saber se a fruta esta pronta e a noite a gente tira ou nao, se chover tem algum problema,a respeito do aquecedor de agua e qdo nao tiver sol,qto tempo fica quente a agua e c e feita a ligaçao po chuveiro,desculpe tantas perguntas.abraço simone

  18. Muito bom essas sugestões gostei muito…tem como vc me mandar e-mails sobre informações sobre o que pode ser feito com produtos recicláveis

  19. Pingback: Novidades nas páginas do Curupira « Sítio Curupira

    • Olá Paulo.
      Sobre o desidratador solar já fiz um comentário sobre sua construção, que na realidade não tem muito o que construir, pois é só juntar as peças adquiridas em sucatas um ferro-velho e seguir alguns procedimentos já comentados na página.

  20. tenho um pequeno sítio na cidade de bagé no rio grande dosul e estou sempre aprocura de novas técnicas de sustentação pa ra implantar em minha prppriedade paara que possa passar aos demais iinovações e técincas que utilizãm materiais de baixo custo e que posam ser benéficos a natureza, fiquei interessado no mecanismo de irrigação com mangueira .

    • Olá Gicélia,
      infelizmente não tenho não tenho informações sobre “ripas feitas com pet”, mas deixarei sua questão postada na página para alguém responder.
      Att. Gardel

  21. Olá, goataria de saber mais sobre iluminação com garrafas pet, faço educação ambiental e achei muito interesante. Gostaria de saber qual a melhor telha, como fazer para furar a telha que tipo de cola utilizar para vedar a telha? você poderia me orientar?
    Grata pela atenção,
    Lia Barbosa

    • Olá Lia tudo bem?
      Já postei um passo a passo para construção de luminária com garrafa pet. Leia o primeiro comentário da página Tecnologias do Bem.
      Att. Gardel

  22. OLÁ,GOSTARIA DE SABER SE TEM COMO FAZER AS LUMINÁRIAS COM GARRAFAS PET,EM TELHAS “OVAL”POIS,É O MODELO MAIS USADO AQUI EM SALVADOR – BAHIA.JÁ IMAGINEI UM MONTE DE MANEIRAS DE FAZER COM O TIPO DE TELHA AQUI DE CASA,MAS NAO TIVE EXITO,GRATO PELA ATENÇAO E AGUARDO RESPOSTAS.

  23. Sr Gardel Silveira, pretendo construir um aquecedor solar para agua com mangueira preta enrolada, mas sem pneu e sem garrafas pet, só com a mangueira, os vidros de fogão e um caixa, e tenho alguma dúvidas:
    1) Como vou ligar diretamente na bóia e na caixa de 500 l já existente, a agua quente vai ficar em cima ? Vou precisar fazer um “pescador” ?
    2) Posso adaptar um “L” de PVC na bóia para fazer a água ir diretro para o fundo da caixa, e com uns furos para evitar turbulência como nos ASBC existentes em alguns sites ?
    3) A água entrando diretamente na caixa não forma uma espécie de calcário, ou nome parecido, que pode ser prejudicial se ingerido por uma criança ou adulto mesmo ? (Se é besteira isto favor desprezar)
    4) O ideal vai ser eu adaptar mais uma caixa só para a água aquecida ? Se positivo pode me enviar como faço isto? Hoje eu tenho entrada no meu chuveiro de água da caixa e da rua cm 2 registros !
    5) Para encerrar, o Sr. se chama Gardel Silveira, tem um senhor Gardel Vieira que tem os mesmos projetos, são 2 pessoas disttintas ?
    Aguardo um retorno o mais breve possível pois até o final de semana pretendo fazer a instalação
    Antecipadamente agradeço
    Um abraço

    • Olá Waldemar, tudo bem?
      Coincidentemente estou concertando, após 4 anos sem apresentar nenhum problema, meu aquecedor solar, (esse que aparece na foto), pois a mangueira preta que fica na parte interna não aquenta muito tempo com a incidência direta do sol e do calo excessivo, ela acaba ressecando e conseqüentemente quebrando. Para prolongar o uso da mangueira preta, sempre retiro o aquecedor do telhado no verão, pois seu uso nesta estação é desnecessário aqui em Santo Amaro da Imperatriz, SC.
      O aquecedor solar de água que demonstro na foto, bem como seu desenho é muito mais simples do que aqueles aquecedores que dependem de boilers térmicos, garrafas pet, pescadores com bóias inteligentes e conexões de PVC. O projeto sugerido na página do Curupira funciona como um chuveiro elétrico, só que em vez de resistência elétrica usamos energia solar em forma de “efeito estufa” para aquecer a água. A água que circula no aquecedor é de fluxo contínuo e pode ser ligada diretamente na rede hidráulica ou caixa d’água. Se usar uma caixa d’água o aquecedor deverá ficar pelo menos uns 30 cm abaixo desta caixa, e o local de saída (pia ou chuveiro) deverá ficar abaixo do aquecedor. Neste sistema tudo funciona pela gravidade. Caso ligue na rede hidráulica sugiro que coloque um registro na entrada do aquecedor para diminuir a pressão da água.
      O que vai controlar a entrada e saída da água será a torneira da pia ou registro do chuveiro que será utilizada pelo usuário. No projeto que sugiro, a caixa é o próprio reservatório de água quente. Então quanto mais mangueira colocar dentro da caixa, mais água quente terá para usar. Nos horários entre 10h e 15h a água pode atingir entre 60°C a 90°C, dependendo da estação do ano. Para controlar a temperatura de saída da água quente sugiro que utilize um misturador de água, (o mesmo usado em aquecedores a gás ou a lenha), para evitar acidentes com queimaduras. O misturador além de temperar a água a gosto do usuário duplicará a quantidade de água quente.
      Em relação a o uso desta água, sugiro que nunca beba água ou consuma alimento expostos a PVC ou plásticos aquecidos, pois ainda não há estudos conclusivos dos efeitos das toxinas liberadas por estes polímeros sintéticos nos seres humanos. Sugiro o uso desta água apenas para banho ou para lavar a louça.
      Este projeto é uma adaptação do aquecedor solar sugerido por Johan Van Lengen do livro Manual do Arquiteto Descalço, então com certeza encontrará muitos projetos parecidos com o que foi construído aqui no sítio. Agora, o que mais me intriga é a consciência de um xará ter feito o mesmo projeto, hehehe.
      Espero ter ajudado, Gardel Silveira.

      • Sr. Gardel, obrigado por ter respondido tão rápido, só para entender melhor, se a “caixa” é o próprio reservatório de água quente esta “caixa” que vc menciona é a caixa de madeira com a mangueira dentro ou a minha caixa dágua ? Se fôr a caixa de madeira com a mangueira dentro, então com uma magueira de 50 metros, vou ter água quente para banho de 01 pessoa ou 2 no máximo, aí a água fica fria ? Então vou colocar 2 mangueiras de 50 metros, mais a água que mistura, talvez dê para 4 tomar banho, correto ? Outra dúvida, se a água fôr entrar na mangueira vindo com pressão da rua, prque ela tem de ficar abaixo da caixa dágua ? O local do meu telhado que não pega sombra à tarde é na caída do telhado, um pouco acima da caixa dágua, ou na mesma direção, mas a água vai estar com pressão…… Mais uma vez obrigado, espero não estar fazendo perguntas demais, só não quero desperdiçar dinheiro com uma coisa que não funcione.
        Um abraço

      • Comentário:
        Sr. Gardel, obrigado por ter respondido tão rápido, só para entender melhor, se a “caixa” é o próprio reservatório de água quente esta “caixa” que vc menciona é a caixa de madeira com a mangueira dentro ou a minha caixa dágua ?
        Resp.:
        Quando uso o nome “caixa” = (aquecedor com a mangueira dentro)
        Quando uso o nome “caixa d’água” = (reservatório de água proveniente da rede hidráulica)

        Se fôr a caixa de madeira com a mangueira dentro, então com uma magueira de 50 metros, vou ter água quente para banho de 01 pessoa ou 2 no máximo, aí a água fica fria ?
        Resp.:
        Sim, mas jamais use a água quente para banho se não houver um misturador, pois a água sairá muito quente nos dias de sol forte. Quero deixar claro que não utilizo esta água para o banho, mas sim para lavar a louça do meio-dia, e neste caso, em alguns dias de calor, tenho até que usar luvas, pois não uso um misturador.

        Então vou colocar 2 mangueiras de 50 metros, mais a água que mistura, talvez dê para 4 tomar banho, correto ?
        Resp.: Teoricamente, sim.

        Outra dúvida, se a água fôr entrar na mangueira vindo com pressão da rua, prque ela tem de ficar abaixo da caixa dágua ?
        Resp.: No texto que enviei, se observar, perceberá que não comentei nada sobre a elevação da caixa aquecedora quando usada diretamente na rede hidráulica. Veja: “Se usar uma caixa d’água o aquecedor deverá ficar pelo menos uns 30 cm abaixo desta caixa, e o local de saída (pia ou chuveiro) deverá ficar abaixo do aquecedor. Neste sistema tudo funciona pela gravidade. Caso ligue na rede hidráulica sugiro que coloque um registro na entrada do aquecedor para diminuir a pressão da água.” Apenas sugeri o uso de um registro na estrada da caixa para controlar a pressão da água da rede dentro mangueira.

        O local do meu telhado que não pega sombra à tarde é na caída do telhado, um pouco acima da caixa dágua, ou na mesma direção, mas a água vai estar com pressão…… Mais uma vez obrigado, espero não estar fazendo perguntas demais, só não quero desperdiçar dinheiro com uma coisa que não funcione.
        Um abraço
        Res.: Perguntas nunca são demais, desde que eu já não tenha respondido em textos ou comentários anteriores. Em relação ao investimento é tudo uma questão de procurar no lugar certo. Por exemplo: para refazer meu aquecedor solar comprei 50m de mangueira 1/2 (25,00), 2 emendas para mangueira 1/2 (3,00), 1 tubo de silicone (4,00) e 20m de arame galvanizado para fazer as amarrações (2,00). Para a madeira utilizei restos de uma construção (pinus) que seria queimado ou jogado no lixo, e os vidros ganhei de um dono de ferro-velho, pois este tipo de vidro temperado não tem utilidades para ele. Meu investimento foi de 34 reais, pois parafusos e pregos já tinha em casa.
        Gostaria também de deixar claro que não sou engenheiro ou tenho algum titulo que me responsabilize tecnicamente por estes projetos. Sou apenas um entusiasta e pesquisador autodidata de energias alternativas que não poluem o meio ambiente e possam ser criadas ou produzidas a partir de descartes ou restos de obra, ou com um mínimo de investimento. Todos os projetos que apresento nesta página estão sendo utilizados aqui no sítio.
        Att. Gardel

    • Olá amigos.
      Waldemar (do sítio.. rs), primeiro, meus parabéns!! Pelo sítio, pelo site, por todo o seu projeto!

      Pretendo em algum momento abandonar a loucura da cidade e ir para um sítio, e consumo muita literatura relacionada.

      Especificamente sobre o aquecedor solar, o ideal (embora custoso) é usar canos de metal pintados de preto. Os de borracha costumam apresentar problemas, segundo pesquisei. Como o mote é reutilizar materiais, pode-se usar radiadores de automóveis. 🙂

      Também e´viável utilizar um reservatório exclusivo para a água aquecida. A água do reservatório fica aquecida porque ocorre a troca de água com o aquecedor através do termosifão. Tem alguma informação no site desse projeto: http://www.sociedadedosol.org.br/projeto_componentes.htm

      Espero que ajude futuros aventureiros.

      abs

  24. Sr Gardel, estou enviando novo comentário porque não veio espaço para resposta. Muito obrigado, estou plenamente atendido, sei da sua autodidata em pesquisas e entusiasta, pesquisei por várias noites e não encontrei ninguém tão comprometido ecológicamente, espero que outros também tenham sido ajudados. Não vou mais encher o saco, vou aproveitar tudo o que me foi passado para tentar aproveitar esta fonte tão rica de energia, sól, de graça, o ano todo (quase) e procurar seguir teu exemplo.
    mais uma vez obrigado
    Um abração
    Garcia Campinas SP Brasil

    • Sr. Gardel, novamente estou aqui ………
      Por favor, será que na caixa com a mangueira dentro poderia, ou deveria,ter uma manta de fibra de vidro embaixo da mangueira, ou outro isolante, não sería necessário para a madeira não desperdiçar caloria ? Outra pergunta, esta é mais complexa: No caso de eu resolver despejar a água quente na caixa de água, ela deve sair diretamente na bóia e eu usar um pescador para buscar a água quente lá em cima, ou ela deveria ir para o fundo do reservatório (caixa dágua) ? Aceito opinião de outros internautas que, ou vão ou já instalaram este sistema de mangueiras pretas dentro de uam caixa de madeira ! Aceito sugestões e vou testar com certeza, até porque estou desempregado e se funcionar bem, pode ser uma opção de fonte de renda !
      Antecipadamente agradeço ao Sr. Gardel e todos que me enviarem sugestões
      Um abraço
      garcia

      • Sr. Gardel, novamente estou aqui ………
        Por favor, será que na caixa com a mangueira dentro poderia, ou deveria,ter uma manta de fibra de vidro embaixo da mangueira, ou outro isolante, não sería necessário para a madeira não desperdiçar caloria ?
        Resp.: Em baixo não precisa isolante, desde que não ajam brechas para saída do ar quente. A tendência do calor é sempre subir, se houver algum escape de calor que poderia afetar o desempenho do “efeito estufa” na caixa será por cima entre as frestas da madeira na lateral ou do vidro, por isso a importância da vedação com silicone. O uso de uma manta nas laterais pode ajudar a manter e refletir o calor na mangueira.
        Outra pergunta, esta é mais complexa: No caso de eu resolver despejar a água quente na caixa de água, ela deve sair diretamente na bóia e eu usar um pescador para buscar a água quente lá em cima, ou ela deveria ir para o fundo do reservatório (caixa dágua) ?
        Resp.: Tanto a entrada da água quente na caixa reservatório, como seu pescador deverão estar localizados no nível mais alto da água, pois a água quente sempre ficará em cima. Tanto o ar como a água quente tendem a subir e ficar sempre na parte superior.
        Quero lembrá-lo que não uso caixa reservatório para água quente, pois uso a própria caixa de efeito estufa como reservatório, por isso não tenho detalhes de como construir e adaptar pescadores eficientes e isolamento da caixa reservatório para não perder a temperatura da água.

        Aceito opinião de outros internautas que, ou vão ou já instalaram este sistema de mangueiras pretas dentro de uam caixa de madeira ! Aceito sugestões e vou testar com certeza, até porque estou desempregado e se funcionar bem, pode ser uma opção de fonte de renda !
        Antecipadamente agradeço ao Sr. Gardel e todos que me enviarem sugestões
        Um abraço
        garcia

  25. Vou fazer um aquecedor solar com mangueira dentro de uma caixa de madeira formando um “efeito estufa” , conforme do site do sitio curupira, só que eu gostaria de armazenar a água quente para uso mais tarde, e gostaria de informações sôbre como fazer a montagem da caixa auxiliar só para água quente e integrar a mesma na caixa de água normal ou fria .
    Favor enviar comentários neste site ou no e-mail : waldemargarcia63@gmail.com
    Obrigado

    • SR. Gardel, já conversamos antes…..estou instalando um aquecedor para chuveiro com mangueiras dentro do pneu conforme vc fez, e tenho algumas dúvidas:
      1) A mangueira que comprei é de polietileno com parede de 2,5 mm e não é facil de enrolar, comprei 50 metros: Como colocar no pneu, dentro das bandas ou só no espaço vazio que recebe os raios de sol diretamente ? Vou colocar vidros transparentes que não são temperados como vc menciona, tem algum problema ?
      2) Vou colocar + 50 metros desta mangueira diretaqmente n sol, enroladas e fixadas com abraçadeiras heller, coloco antes ou depois d pneu ?
      Preciso diminuir minha conta de energia elétrica urgente !!
      Aguardo retorno, se possível
      Mais uma vez obrigado
      Garcia

    • Sim, é perfeitamente viável. A serpentina terá que ser de cobre bem como o encanamento e conexões. Para armazenar a água quente será preciso um boiler ou equivalente que seja resistente à água quente.
      Para que o sistema funcione é preciso ter alguém com experiência neste tipo de construção, pois o cobre exige um soldador que tenha experiência com este tipo de metal.
      Para obter detalhes da construção deste fogão acesse a página da Permear e baixe a cartilha “Cartilha do Curso Zona 1 (IPAB – set/2003)” ou baixe o passo a passo “Fogão de lenha, passo a passo” da página http://www.permear.org.br/infoteca/folhetos-e-manuais/.

  26. Prazer em conhecê-los, fico feliz que possamos comungar tantos pensamentos e atos. Moramos aqui em Minas Gerais, consertamos e reciclamos bastante. Começando por nós mesmos. Forte abraço. A Paz dos nossos corações para seus corações.

  27. por favor,gostaria de saber se um desidratador solar com cinco metros de comprimento por 90 centimetros de largura tampa de plastico rural (filme de 300 micras bem vedado com os devidos furos ;ou seja ,entrada e saida de ar porque está suando (pingando água por dentro. É normal, sou dono de uma ONG só de drogados gostaria de uma ajuda moro em marituba-estado do Pará ficaria eternamente grato sou médico 77 anos e dedico este trabalho aguardo vossa orientação deus lhe abençoe sebastiao g.r.

    • RESPOSTA PARA DESIDRATADOR SOLAR DE FRUTAS 2
      Olá Sebastião, desculpe a demora na resposta.
      Para chegar a uma conclusão para o seu problema teria que ver o desidratador funcionando, pois as variáveis que estão desencadeando este gortejamento interno são muitas.
      Verifique estes aspectos:
      1. A entrada do ar frio está localizado na parte mais baixa da lateral do desidratador, e o vento externo segue sempre na direção desta entrada?
      2. A saída do ar quente está localizada na parte mais alta da lateral oposta da entrada do ar frio? A direção do vento nunca muda na sua região?
      3. O desidratador é móvel? Pois se não for, numa simples mudança de vento o ar frio pode forçar uma entrada pela saída do ar quente, fazendo com que o vapor não consiga sair da caixa.
      4. A quantidade de frutas não está excedendo a capacidade da caixa?
      5. Mesmo com todas estas precauções sempre haverá uma formação de gotículas na parte superior da caixa vidro/plástico. Por esta razão, sugiro que o vidro/plástico fique inclinado para que as gotas escorram para a borda inferior do vidro/plástico. No fundo da caixa pode-se fazer um ladrão/dreno para o líquido ser expelido para fora. A água pode até ficar dentro da caixa, o importante é que estas gotas não voltem para as frutas.
      6. Estas informações são apenas conceitos teóricos e foram adaptadas para o projeto que sugeri neste site. Tudo isso que afirmei pode variar muito, principalmente se o tamanho do desidratador for maior do que o modelo que sugeri.
      Se você realizou todos estes procedimentos e não obteve resultados, eu faria uma outra experiência: adaptaria na saída do ar quente uma chaminé com um regulador interno, pois o ar quente (vapor de água) seria sempre sugado da caixa, mesmo se o vento mudasse de direção, e neste caso, poderia até acelerar mais o processo de desidratação. O regulador serviria apenas para controlar a saída do ar quente, pois se a chaminé sugar muito o ar da caixa não dará tempo para o ar interno aquecer.
      Quero lembrá-lo que não sou especialista em construção de desidratadores, mas sim um entusiasta da utilização de energias alternativas e limpas para processar e armazenar alimentos. Então, se algum especialista ou alguém com mais experiência quiser dar uma sugestão pode ficar livre para escrever, pois ficarei muito grato pela colaboração.
      Espero ter ajudado, Gardel.

  28. favor informar-me se é normal um desidratador de cinco metros de comprimento por 90 centimetro de largura tampa de filme (plastico rural) ficar suando ou seja pingar água por dentro . ficaria eternamente grato com a ajuda poi estou com 77 anos e faço serviço com drogados( ONG ) e muito ajudaria estas informaçpões grato sebastião g. da rosa

  29. Oi, aonde vivemos tem pouco sol p/ secagem de frutas vocês tem alguma informação
    que possa nos ajudar a construir um a lenha? Agradecemos muito qualquer ajuda.
    Luiza

  30. Olá Parabéns pelo site… é muito bom… tenho alguns comodos no fundo da minha casa que não tem telhado e terminado na laje e acabado… só que esquenta muito, gostaria de saber se aplicando as caixas de leite em cima da laje (que está acabada com cimento) diretamente consigo o efeito de redução témina, visto que não tem como ser aplicado sob a cobertura … Agradeço pela luz que possa me dar…
    Abraços e agradeço desde já
    Marcelo

    • Olá Marcelo.
      Geralmente utilizam-se as caixas de leite (desmontadas e abertas) para substituir as mantas isolantes de calor que se encontram no mercado. Mesmo assim terá que fixá-las sobre os caibros deixando um espaço entre a telha e o material isolante (caixa de leite ou manta isolante). Por esta razão não vejo como usá-las diretamente sobre a laje.
      Existem outras maneiras, mais baratas, para refletir os raios solares e assim diminuir o calor. Pintando o piso de branco é uma ótima saída. Esta é uma técnica muito utilizada no Mediterrâneo.
      Espero ter ajudado.

  31. Prezado Gardel,

    Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo trabalho e expressar minha admiração pelo mesmo. Gostaria também de questioná-lo sobre o método caxambu de preservação de nascentes. Se utilizarmos brita ao invés de pedra de mão, a mesma funcionará sem alterações? Desde já agradeço vossa atenção.

    Um grande abraço!

    • Olá Willian.
      Um dos problemas para construção de estruturas no meio da mata ou locais de difícil acesso é o transporte de material. Nós seguimos, para a construção do caxambu, as dicas do vídeo desta mesma página, onde é sugerido utilizar material encontrando no próprio terreno (solo cimento, pedras, areia e água). As únicas coisas que levamos foram os canos, 1 balde de cimento, carrinho de mão e ferramentas. Um problema que vejo ao utilizar a brita como estrutura interna é o pouco espaço para circulação da água. A água nascente, por mais limpa que seja, sempre vem acompanhada de partículas de raízes, pedriscos, areia e pó de argila diluída. O que pode acontecer é que estas partículas fiquem acumulando junto ao pequeno espaço entre as britas, e em pouco tempo seu caxambu pode diminuir o fluxo de água ou entupir. Outro problema que vejo é no diâmetro do cano de coleta de água, que geralmente é de 25mm. Neste caso bastam duas britas para diminuir ou bloquear a entrada da água no cano. E se a brita passar pela entrada do cano ainda poderá entalar em qualquer emenda na mangueira. Por estas razões sugiro que utilize pedras grandes para a estruturação interna do caxambu. Assim cria-se um ambiente onde a água pode circular livremente pela estrutura.
      Espero ter ajudado, Gardel.

      • Voce pode construir pedras no tamanho que quiser. Faça uma massa de cimento e pedrisco e ensaque-a em sacos plasticos e molde-o no formato desejado.
        Quando secos é só rasgar os plasticos (mandar a sucata pra reciclagem nao jogue no lixo) e utilizar as pedras para montar a mina.

  32. RESPOSTA PARA DESIDRATADOR SOLAR DE FRUTAS 4
    Cc: cris.rodrigues.ferreira@gmail.com
    Sent: Wednesday, June 29, 2011 2:40 PM
    Subject: desidratador

    Boa tarde! Que tipo de tinta devo usar para colocar no fundo do desidratador?
    E quais tipos de frutas posso usar , e a validade dos alimentos obrigada

    Oi Cris!
    Apesar de sugerir tinta para aplicar na parte interna do desidratador solar, pretendo de agora em diante aconselhar outra possibilidade, pois o cheiro de tinta demora a sair da parte interna e intensifica com o calor. Estou fazendo uma experiência forrando a parte interna com manta térmica, com a parte do alumínio votada para o sol, assim fica mais fácil à limpeza, não tem cheiro e é simples aplicar usando pregos, alfinetes ou percevejos latonados.
    Sugiro que comece desidratando frutas simples como banana, abacaxi ou tomates tipo italiano ou rasteiro.
    Espero ter ajudado, Gardel.

  33. Olá! Meus parabéns pelas idéias e disponibilidade aos que estão proucurando economia, equipamentos mais viávei e ainda ajudando o meio ambiente.Dúvida. O aquecedor de água funciona por termofusão ou circulação forçada? Grato e boa sorte.

    • Olá Alirio.
      No aquecedor que construí a circulação da água é forçada pela gravidade. Conforme abro o registro na hora do uso a água quente se desloca pela mangueira e dá espaço para a água fria que chega.

  34. Estão de parabéns, a natureza agradece pois é de pessoas assim que estamos precisando, com muita consciência ecológica.
    Adorei o aquecedor. Gostaria de saber se vocês possuem algum modelo de fogão que funciona com pó de serra.
    Obrigado pela atenção.

  35. Olá Gardel,

    Como sempre mais um post de primeira e pra variar fiquei com uma dúvida.
    Não entendi qual o motivo de ter aquele cano na parte superior do caxambu.
    Se você puder me esclarecer eu agradeço.

    Abraço

    • Não sou criador das “engenhocas” listadas nesta página, mesmo que fosse não me apropriaria destes inventos. Nosso único objetivo é divulgar nossas experiências para que mais pessoas possam ter acesso e mesmo aprimora-las. Não vendemos nada só difundimos o conhecimento.

    • Olá Maria, desculpe a demora na resposta. A água de nossa mina chega a caixa d’água por gravidade, pois a mina fica no alto do morro.

    • Olá Gean. Existe em casas do ramo (loja de construção) um tipo de “manta asfáltica” onde de um lado é betume e no outro um tipo de alumínio. Geralmente é vendida em pequenos rolos. Há alguns anos tivemos uma forte chuva de granizo que perfurou várias telhas (tipo amianto). Até hoje não tive nenhum problema com vazamentos. Recomendo.

  36. bom dia, amigo!
    sobre o aspersor de mangueira preta com cotonetes…não localizei nenhuma dúvida da turma…então até fico sem graca de perguntar..
    mas me diz como é que faz?? vc indica pra uma área na qual eu desejo
    fazer um gramado??

    parabéns por td postado aqui… felicidades

    daniela

    • Olá Daniela.
      Não vejo razão para usar um aspersor de água feito de cotonete para irrigar um gramado. O mercado está cheio de aspersores baratos, práticos e eficientes para este fim.

  37. Olá sr.Gardel, temos um terreno com varias nascentes, e pesquisando sobre outras coisas, encontrei esse video maravilhoso.Gostaria se possivel que me tirasse algumas duvidas. 1º. o cano com uma torneira de centro que vi na foto sobe para a caixa d,agua? 2-mesmo a caixa d,agua estando mais alta que a nascente? 3-qual o tipo de pedra que e usada? Desde já agradeço se for atendida.

    • Olá Maria.
      O cano com o registro é para levar a água para a caixa reservatório. Mas se a caixa estiver acima do olho dágua ou nascente irá precisar de um motor para bombear a água, pois ela não sobe sozinha. Geralmente o tipo de pedra sugerido para a construção do “caxambú” é a disponível no terreno, desde que ela não seja arenosa. O ideal mesmo seria granito, pedra ferro ou pedra de rio.

  38. Deixando um recadinho em agradecimento ao pessoal do site, que está me dando muitas idéias bacanas.
    Já fiz meu desidratador de frutas e estou me divertindo bastante. Já fiz maçã desidratada (um pacotinho com 30 gramas custa até 5 reais no mercado!!!), banana passa, uva passa e chás. Além disso, estou reduzindo o volume do lixo orgânico (cascas e restos de frutas) aqui de casa. É impressionante como a casca do melão e da melancia somem depois de apenas um dia no desidratador.
    Gostei também do projeto do aquecedor solar. Esse vai demorar um pouco, mas espero fazê-lo um dia.
    Obrigado.

  39. Olá Pessoal!
    Vocês são ótimos. Que tenham em dobro em saúde e paz.
    Sem querer ser explorador, vocês teriam uma boa idéia de como se fazer uma boa captação de água em um córrego, sem represamento. Ela está acima de minha propriedade e consigo trazer a agua por queda livre (em mangueira preta) mas minha engenhoca de captação é sofrível (um buhão de gás). Obrigado. Sérgio.

    • Junte oleo de fritura e faça uma lamparina.
      Pegue um vazo de barro encha com agua até 3/4.
      complete com o oleo mas nao deixe transbordar.

      Peque quadradinhos de madeira na medida 3x3cm com espessura de 0,5 cm e faça um furo no meio com diametro de =/- 3 mm
      Passe um pavil de barbante grosso através desse furo e deixe mais ou menos 1 cm para cima e um cm para baixo.
      Dependendo do diametro do vazo que voce vai utilizar pode caber quatro ou cinco conjunto de pavios.

      e so acender e ter a iluminação. Quanto mais lamparinas vc fizer mais claro ira ficar.

      Pode-se faze tochas com oleo velho de motor de carro (encontrado em postos de gasolina)

      Pegue um galão de agua de 5 litros e recorte para adaptar como cobertura da lamparina , caso chova ou haja vento. deixe um furo de respiro para entrar ar e sair calor

      faça um jeito de manter os pavios afastados das bordas para nao esquentar ou botar fogo na proteção.

      conforme ela vai funcionando o oleo vai sendo consumido e deve ser reposto para completar o nivel

  40. bom dia sou de bauru vi na tv sobre permacultura na tv,achei muito interessante,la falava sobre agua cinza e preta,gostaria de saber corretamente sobre a confecçao da caixa de filtragen com plantas de folhas largas como a da bananeira,taboa,mamoeiro,etc.este progama foi citado de um sitio da sua regiao aguado resposta obrigado

    • Por motivos pessoais, estou sem tempo para responder às questões levantadas pelos amigos internautas. Peço desculpas pelo inconveniente. Deixarei as questões publicadas para o caso de alguém ter conhecimento e interesse em responder.

  41. Olá Gardel, meu nome é Maria José , gostei muito do desidratador de frutas, achei interessante, mas gostaria de saber como funciona e como o líquido da fruta escorre pelo vidro, se o vidro é a tampa.

    Grata pela informação

    • O líquido escorre pelo vidro e parte dele fica acumulado no fundo da caixa, e outra parte sairá para fora em forma de vapor. É aconselhável um limpeza periódica na caixa.

  42. Oi Gardel, gostaria de entender melhor como se faz a montagem dos cotonetes para a irrigação. Estou precisando fazer algo pra melhorar e facilitar o trabalho com minhas culturas por aqui. Agradeço sua resposta sobre o fornecedor de sementes para adubação verde

  43. Obrigada por mostrar o desidratador de frutas ,sempre tive curiosidade.Muito obrigada por dispor do passo a passo,me sera muito util.Ro Freitas

  44. Muito interessante, toda facilidade que se tem quando o objetivo é melhorar a vida no campo. Tenho um lote de 10 alq. Mais não tem água nem nascente. Mais tenho um vizinho que tem uma nascente grande. Mas que fica abaixo do nivel da casa em um morro e a água é embaixo.Gostaria muito de levar água p cima. Pensei em fazer uma represa e colocar a bomba ariete. Só que preciso muito do passo a passo pode me ajudar? E tem outa técnica que seria cavar um poço e colocar a bomba rosário com catavento p retirada da água. Obrigada e espero respostas grande abraço. Adorei a idéia e apoio, pois temos muito trabalho no campo e com as facilidades melhora a vida. Até.

  45. Bom dia, amigo!
    Seu site é um dos mais interessantes que já visitei em toda a vida (e ainda não explorei nele nem 1/10 do que pretendo).
    Sugiro incrementar esta divisão de “tecnologias do bem” com tutoriais de fácil entendimento para leigos de como se fazer COMPOSTEIRA e BIODIGESTOR caseiros ou “de quintal”. Eu mesmo tenho interesse em fazer um biodigestor mas não quero gastar dinheiro nem material com um dispositivo ineficiente.
    Um abraço.

  46. Oi…

    Acho muito legal essa idéia de aquecer a água com mangueira, mas já vi também muita informação sobre os plásticos liberarem alguns componentes químicos na água e alimentos, principalmente quando aquecidos. Isso tem me gerado preocupação sobre o uso de mangueiras para aquecimento e até mesmo caixas de água para acumulação de água potável… Vocês chegaram a se preocupar com isso e a pesquisar mais a fundo sobre os riscos para a saúde e até contaminação local (ao reusar a água ou devolver ela para a natureza)?

    Gratidão por tantas informações partilhadas…

  47. Ow Gladio. até onde eu sei a bronca esta em utilizar essas mangueiras pretas extrudadas. Elas são feitas com lixo reciclado e há sim perigo de contaminação principalmente por produtos quimicos oriundos de vasilhames que as continham. Utilize mangueiras “cristal” mais caras e encape-as com camadas de fita isolante preta. O ideal é fazer com cano de cobre que tambem é bem maleavel, porem requer tecnicas de soldagem e bem mais caro.

    • OK!! Partilhando um pouco do que venho pesquisando a respeito, na internet existe muita informação e estudos sobre males causados por diversos tipos de plástico, incluindo o Pet, PVC e etc… Dentre os plásticos para mangueira, o Polietileno é o considerado atóxico e por isso usado também nas caixas d’agua. No entanto, as mangueiras pretas que compramos em casas de construção (ponta vermelha, amarela, azul…) são quase sempre de material reciclado e quase nunca os vendedores sabem disso… Se quiser mesmo comprar de material virgem, terá de consultar fabricantes de confiança e deverá procurar pelo polietileno de alta densidade PEAD, pois esse é mais comum ser de material virgem mesmo. Mas se usar a mangueira preta comum (PEBD) sem verificar a procedência, provavelmente estará com um polietileno reciclado, onde conterá impurezas de pigmentações e mais o que tivesse na velha mangueira que deu origem a essa… E só para ter um idéia do que pode ter nela, é bom saber que o Polietileno também tem uma outra característica positiva, além de ser atóxico, que é a de ser resistente a ataques químicos…. então já dá para imaginar onde a velha mangueira poderia ter sido usada antes de virar a que você comprou…. Em fim… mesmo quem vende essa matéria prima reciclada deixa claro que não pode ser usada para fins alimentícios ou hospitalares, logo, não pode ser usado para água potável, apensar de talvez não apresentar perigo se usado como irrigação… E olha que estou falando do polietileno reciclado apenas, pois se considerar uma reciclagem de material misto, se possível para confecção de mangueiras, aí sim a situação piora mais ainda…
      Abraços…

  48. Tenho uma mina d agua em casa já uso ela mais usando um balde e um reservatório de 200 litros manualmente. Gostaria de saber se vcs tem uma ideia pra melhorar o uso da mina . tem como manda um video ou foto pra mostra como que e a mina?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s